O empréstimo pessoal é uma alternativa que ajuda diversas pessoas em momentos de crise, ou quando elas querem alcançar aquele sonho como uma casa própria, um carro ou conseguir um investimento para colocar alguma ideia em prática.

Apesar disso, muitas pessoas não recorrem a empréstimos por medo de acabarem se endividando mais, por falta de conhecimento específico sobre o funcionamento ou simplesmente por não saberem como pedir um para o banco.

Pensando nisso, o texto de hoje abordará algumas curiosidades sobre o empréstimo pessoal, para que ele serve, abordar sobre as taxas de juros e como fazer para pedir um, facilitando para, por exemplo, conseguir realizar um sonho de abrir sua empresa de uniformes profissionais em São Paulo.

Inclusive, são diversos os motivos que podem levar alguém a precisar de um empréstimo pessoal e, independentemente deles, a verdade é que muitas vezes precisamos de um empurrão para conseguir correr atrás de um sonho ou de um grande investimento.

Claro que muitas pessoas têm medo de recorrer a essa alternativa e, é provável que muitas delas tenham ouvido histórias pavorosas sobre como um empréstimo dificultou a vida de alguém e quais as dificuldades de se pagar o que é devido.

Mas a verdade é que, seja uma consultoria ambiental para empresas ou qualquer outra pessoa, se não souber o que está fazendo ou simplesmente não pagar o que for acordado, obviamente, será prejudicado pelo empréstimo.

Estamos falando de um dinheiro que está sendo emprestado, portanto, é entendido que deve ser devolvido, mesmo que com juros e, para você ficar por dentro de tudo e saber negociar as melhores taxas do mercado, é necessário conferir até o final do texto.

Sem mais delongas, confira como fazer para conseguir um empréstimo pessoal e começar a investir em seu sonho de abrir a própria assessoria contábil, ou, até mesmo, dar entrada na sua casa própria.

O que é preciso saber?

Existem muitos mitos e muitas verdades sobre o empréstimo pessoal que você deve saber diferenciar para uma melhor experiência e mais conhecimento de causa quando for pedir o seu. Podemos separar em quatro mitos que são:

  • Taxas altas;
  • Necessário depósito antecipado;
  • Possibilidade de pedir empréstimo com nome de outra pessoa;
  • Empréstimo só é oferecido por instituições.

Assim como em qualquer lugar, existe muita desinformação por confusão ou por casos isolados que podem, ao ser repetidas diversas vezes, virarem um senso comum, impedindo que você tome atitude e faça um empréstimo.

E assim como um controle de acesso e monitoramento, é necessário ter conhecimento sobre como funciona para não ficar na mão e saber exatamente o que precisa ser feito para conseguir o seu empréstimo com sucesso.

Pensando nisso, iremos melhor exemplificar os elementos acima destacados para que não tenha dúvida e saiba o que é verdade e o que é mito sobre toda essa história.

Taxas altas

Pode-se dizer que o primeiro a ser jogado por terra é o mito sobre o empréstimo ter taxas altas. Primeiramente , a taxa de créditos varia muito de um lugar para o outro, sendo impossível cravar uma ideia de que todas as taxas são altas.

Uma coisa é fornecer empréstimo para uma distribuidora de flores, outra é para uma pessoa comum. Diversos aspectos são levados em consideração, como a renda mensal de cada um e se possui dívidas e pendências em relação a débitos.

Ou seja, as taxas são bem variáveis e é necessário fazer um estudo e, de fato, contactar uma financeira para ver qual estaria disponível para cada um.

Possibilidade de pedir empréstimo com nome de outra pessoa

Outro ponto importante a ser mencionado e que muitas pessoas tentam abusar dessa prática é a utilização do nome de outra pessoa para conseguir crédito, mesmo que seja para montar um comércio de uniformes para empresa.

Isso é um erro tremendo, principalmente porque, de acordo com as leis brasileiras, utilizar o nome de outra pessoa para conseguir benefícios financeiros é crime de estelionato, podendo ter uma penalidade de até cinco anos de prisão.

Portanto, ninguém deve correr esse risco, mas muitos não sabem que o empréstimo não depende do grau de parentesco com o outro, sendo muito mais fácil pedir a esse mesmo familiar ou amigo para conseguir o empréstimo e repassar para você.

Claro, muitas pessoas se sentem incomodadas com tal possibilidade, mas é muito melhor do que correr o risco de ser preso. O nome sujo pode impedir você de comprar ou comercializar sua etiqueta térmica para código de barras, mas não vale o risco.

Empréstimo só é oferecido por instituições

Outro destaque que é importante ser notado é que, diferente de anos atrás, hoje em dia existem vários métodos para se conseguir empréstimos. Antigamente o único modo era colocar uma roupa bonita e formal e ir até um banco tentar algo.

Existem vários modelos de negócio, inclusive onlines, que com o devido investimento, é possível conseguir seu empréstimo pessoal, principalmente aqueles ligados à tecnologia.

Portanto, investir em malas personalizadas para empresas não é a única maneira de conseguir atingir esse objetivo, até mesmo porque as taxas dessas plataformas online podem ser bem diferentes e até mais baratas do que as dos bancos. 

Portanto, com um bom estudo de mercado e conhecimento do meio onde se trabalha, é possível descobrir muitas maneiras de se dar bem no meio.

Curiosidades sobre o empréstimo pessoal

Agora que muitas informações já foram corretamente passadas adiante e existem menos dúvidas referentes ao empréstimo pessoal, algumas outras questões serão esclarecidas e 

curiosidades serão exploradas nos tópicos a seguir.

Para ficar por dentro de tudo, confira!

01 – Empréstimo e financiamento são coisas diferentes

Muitas pessoas confundem ambos os termos achando que é a mesma coisa, mas com nomes diferentes. Não, a ideia de financiamento e de empréstimo, embora seja conseguir um dinheiro total que você ainda não tem, se diferem um pouco em sua totalidade.

No empréstimo, não é necessário explicar o motivo de se querer o dinheiro e as suas regras são muito mais simples, já o financiamento possui regras mais rígidas e motivos do dinheiro ser passado descritos no contrato.

Isso sem mencionar que o financiamento cobre valores muito maiores que os empréstimos, e suas taxas de juros são bem mais elevadas. 

Enquanto o financiamento pode ser usado para, por exemplo, financiar os anos de faculdade de uma pessoa, o empréstimo te ajudaria a comprar um carro.

02 – Todo empréstimo passa por análise

Embora tenha sido mencionado no tópico anterior que as regras do empréstimos são menos rígidas e que os critérios sejam mais simples, isso não significa que medidas não são tomadas e regras não precisam ser seguidas para conseguir o seu.

Para que a instituição, financeira ou empresa realmente confie em você e empreste dinheiro, é necessário conhecer a sua situação financeira, bem como histórico, comprovante de residência, verificar CPF e RG, além dos antecedentes criminais.

Após verificar tudo isso, bem como a aprovação do crédito, que determinarão qual a taxa de juros que pode variar bastante. Mas dificilmente, se tudo estiver em ordem, não oferecerão um empréstimo, tudo dependerá apenas do valor solicitado por você.

03 – Pessoas negativadas ainda podem conseguir empréstimos

Ao contrário do que muitos pensam, ainda é possível conseguir empréstimo com o nome negativado. A real diferença é que os critérios para conseguir são muito maiores e mais rígidos, além da resposta demorar um pouco mais.

Outro detalhe é que, nesses casos em especial, as taxas que o banco, empresa ou instituição podem cobrar são mais elevadas, até mesmo porque o risco que estão tomando em emprestar esse dinheiro é maior.

Portanto, é bom analisar bastante antes de solicitar empréstimos caso seu nome esteja negativado, porque caso não consiga pagar, isso pode se tornar uma imensa bola de neve e tirar seu sono durante longos anos, dependendo da quantidade de dinheiro emprestado.

Considerações finais

O texto de hoje abordou algumas curiosidades sobre o empréstimo pessoal, o que ele é, como conseguir, mitos e verdades sobre o mesmo, além do que é pedido e como fazer para solicitar o seu empréstimo para as instituições e empresas disponíveis.

É bom ter em mente que, embora o empréstimo seja uma excelente alternativa, quando mal planejado, pode prejudicar muito o usuário, portanto, verifique muito bem a sua renda mensal, os gastos e se será ou não possível realizar o pagamento das parcelas.

Estude bem o mercado e fale com mais de uma financeira antes de fechar o acordo para conseguir a menor taxa de juros possível e a atitude realmente valer a pena, tanto para o investimento realizado quanto para o seu bolso.

Com isso, sabendo agora como funciona todo esse mundo, comece agora mesmo a pesquisar a melhor forma de conseguir aquele empréstimo e seguir em frente com o seu sonho.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários