A internet e a tecnologia conseguiram estabelecer uma nova forma de vida para a sociedade. Uma das mais percebidas e comentadas no dia a dia é o e-commerce, desde o marketing aplicado na promoção de produtos até a forma como o estoque é gerenciado.

Seguindo essa linha de raciocínio, o texto de hoje irá explorar como o controle de estoque pode impactar nas vendas online, mostrando os benefícios e vantagens de se investir nessa frente de trabalho, além de dicas e orientações valiosas para os que seguem esse ramo.

Organizar e gerenciar uma empresa não é uma tarefa nem um pouco fácil. São diversas as situações que podem aparecer ao longo do dia e sempre haverão coisas para serem feitas que irão precisar de atenção para serem corretamente resolvidas.

Lidar com serviços de portaria e limpeza é uma coisa, mas gerenciar o estoque da empresa e encontrar o melhor modelo que se adeque tanto ao tipo de comércio quanto aos objetivos do mesmo pode ser bastante difícil para aqueles que não sabem exatamente o que fazer.

Muitas pessoas têm a ilusão que o e-commerce, por ser apenas via internet, é muito mais simples de ser lidado do que com uma empresa física. Embora isso esteja parcialmente certo, muitos se esquecem de um ponto muito importante nisso tudo: o estoque.

Mesmo um e-commerce que lida com venda de plantas ornamentais, por exemplo, precisa entregar o produto ao seu cliente. 

Se a própria empresa fará a gestão do estoque ou se irá contratar uma terceira, cabe a decisão do próprio negócio, mas para isso, é preciso estar disposto a gastar.

Não apenas isso, mas a boa gestão de estoque lida diretamente com as vendas da empresa, afinal, o que é o estoque se não uma realidade direta de um perfil de clientes e como a empresa está lidando com a demanda que para ela é ofertada?

Mas como realizar um controle de estoque eficiente? Qual o impacto que isso pode causar no dia a dia do negócio? Até mesmo uma assistência técnica máquina de café expresso pode se beneficiar disso? Quais as principais modalidades desse tipo de negócio?

A resposta dessa e de muitas outras perguntas pode ser conferida nos tópicos a seguir, onde o assunto será melhor explorado, mostrando como é importante se pensar no controle de estoque de uma empresa desde o momento de sua abertura.

O impacto no negócio

Se tem uma coisa que toda empresa precisa para crescer no mercado de trabalho é organização. 

Mesmo que a empresa seja física e tire uma renda extra com as vendas online, é necessário muita disciplina e organização, ou até mesmo um negócio focado em backup para empresas pode não ser produtivo ou lucrativo.

Com empresas que estão iniciando sua carreira dentro de algum segmento, no caso de e-commerces, é normal que o estoque seja alguma sala da própria casa, onde a organização dependerá de prateleiras e lugares específicos para cada produto.

Porém, independente de como irá se organizar, é necessário se ter tanto a gestão quanto o espaço disponível para o posicionamento dos produtos. 

Isso facilita em diversos fatores, entre eles:

  • Organização de demandas mais rápidas;
  • Verificação de disponibilidade no estoque eficaz;
  • Conversa com clientes mais fluida e assertiva;
  • Centralização de itens e informações precisas.

Obviamente que é muito difícil atingir esse nível de excelência nos primeiros dias e não utilizando nenhum sistema em um e-commerce. Mesmo com um sistema ERP para pequenas empresas, o negócio ainda pode ser afetado pelo fator experiência.

Um estoque organizado, conforme mencionado nos itens acima, pode ser um grande diferencial entre a empresa que consegue atingir determinados objetivos e as que ficam para trás, pelo simples fato desse detalhe influenciar diretamente nas vendas.

Uma forma simples de exemplificar isso é que o estoque reflete a persona da empresa e os hábitos de compra dos consumidores dela. Em outras palavras, o estoque reflete o perfil do cliente, mostrando claramente como ele é, o que prefere comprar e o que não gosta muito.

O estoque de uma empresa de terceirização de portaria e limpeza é totalmente diferente de um e-commerce que investe em produtos de artesanato ou de tecnologia. A empresa deve estar sempre atenta a isso e conseguir tirar novas informações.

Esse tipo de atenção aos detalhes irá informar quais os tipos de produto mais são consumidos no estoque, ajudando a entender quais as preferência do cliente, o que mais chama a atenção. 

Dessa forma, é possível realizar um estudo em cima disso para saber se tem relação ao preço, às campanhas, ao produto ou ao conjunto.

Como ser organizado?

Agora que já ficou mais claro como a empresa deve se preocupar com o estoque, seja um e-commerce ligado a produtos caseiros ou até mesmo emprestimo empresarial com garantia de imovel, é importante entender como manter o estoque organizado.

As dicas e orientações a seguir podem se aplicar melhor a uma empresa do que a outra, portanto, é preciso conhecer e adaptar tudo a realidade do seu negócio, buscando sempre a melhor solução possível para a organização como um todo.

Sendo assim, confira algumas dessas orientações nos tópicos a seguir.

Defina o tipo de estoque

Definir o tipo de estoque que a empresa irá utilizar é essencial para garantir que tudo ficará o mais organizado possível, além de saber exatamente como serão distribuídos os itens e qual será a prioridade de cada um no espaço dedicado a essa necessidade.

Existem algumas categorias principais que podem ser compreendidas como estoque. Eles se dividem em estoque físico próprio, estoque compartilhado e estoque descentralizado.

O estoque físico próprio é um estoque a pronta entrega, onde no momento em que o cliente faz o pedido, o mesmo já é separado para entrega do mesmo, fazendo com que seja muito eficaz na conversão dos mesmos, aumentando a probabilidade de fidelização.

É bastante simples e direto, assim como solicitar licença ambiental.

O segundo tipo de estoque é o compartilhado. Esse trabalha a gestão de maneira mais eficaz, fazendo com que o processo de separação e envio aconteçam no mesmo lugar, economizando e muito os custos de armazenagem para a empresa.

E por fim, é possível também investir no estoque descentralizado. Esse consiste em distribuir o estoque em mais de uma região, servindo para atender diversas regiões ao mesmo tempo, sendo eficaz e diminuindo o tempo de entrega para o cliente.

Independentemente da escolha, cada um possui suas vantagens e desvantagens, além de dependerem muito da empresa, do capital e tempo investido e do segmento de atuação da mesma, necessitando de um conhecimento sobre o tipo de negócio e a realidade do mesmo.

Invista em tecnologia

A tecnologia sempre deve ser utilizada a favor do progresso e da otimização de recursos, seja ele tempo, mão de obra ou capital. Quando pensamos em organização e gestão de estoque, investir em softwares de tecnologia sempre é uma opção muito interessante.

Esses softwares podem ajudar a se ter uma precisão muito maior do estoque, quais produtos estão disponíveis e quais que não estão, além de mostrar os valores, personalizar comandos e gerenciar informações em massa em tempo real.

Logicamente que se o e-commerce está no começo, pode acontecer de não ser necessário, porém, conforme o mesmo cresce, sempre é possível verificar como implantar tais tecnologias para que o negócio se acostume e seja certeiro em suas tomadas de decisões.

Quanto mais preparado o e-commerce estiver e melhor se adaptar a realidade atual, incluindo uma boa gestão de estoque, melhor impactará de forma positiva as suas vendas. 

Porém, para se ter sucesso no mercado de trabalho atual, sempre é necessário estar a um passo à frente, buscando novas soluções e se mantendo atualizado.

Considerações Finais

O texto de hoje abordou e explorou como o controle de estoque pode impactar as vendas online do negócio, mostrando como ser mais organizado, os tipos de estoque, a vantagem de se investir em tecnologia e como o assunto é importante para não ficar atrasado frente a outros e-commerces.

Muito dependerá do que é comercializado, qual o público-alvo dos produtos e serviços e do crescimento da empresa, mas sempre é importante aprender junto do comércio e ir aplicando mudanças conforme o mesmo ganha mais alcance e relevância no segmento.

Embora muitos ignorem, uma boa gestão de estoque é essencial para que a marca consiga lidar com os diversos processos, afinal, ali é o momento em que se mostra ao cliente que se tem o que ele quer e que pode ser entregue o mais rápido possível para o mesmo.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários