Com o mundo cada vez mais digital, parte das grandes oportunidades para obter uma renda extra vem através da internet. 

Muitas pessoas, no momento em que decidem fazer uma renda extra, acabam criando um próprio negócio e, de fato, é uma ótima forma de começar. 

É muito comum também que as pessoas tenham um negócio próprio sem perder o seu emprego fixo,como uma renda alternativa, geralmente gerada na criação de lojas virtuais. Dependendo do ramo, o empreendedor consegue obter até mil reais com o seu negócio. 

A ideia de cultivar o emprego fixo, e ainda ter uma renda alternativa está conquistando cada vez mais as pessoas, afinal, a internet está ficando cada vez mais acessível. 

A internet tem a vantagem de levar a informação com facilidade para o usuário, ou seja, o interessado pode pesquisar por diversos assuntos, como filtro de água industrial, e perceber que há chances de fazer negócios na área e tentar uma renda extra. 

Consequentemente, o empreendedor tem uma gama de áreas que podem ser investidas na internet, e isso é um grande incentivo que os empreendedores têm no início de suas carreiras.  

Um bom empreendedor tem, por natureza, um jeito despojado para lidar com as questões administrativas do seu negócio. 

Além disso, é necessário ter uma mentalidade experimental que vê as restrições financeiras como um desafio, e não como uma forma de dificultar sua vida. 

No mundo dos negócios, muitos empreendedores acabam surgindo com experiência nas mais diversas áreas de atuação, desde uma empresa que trabalha com corrimão de escada em aço inox, até áreas relacionadas a restaurante, produção e segurança. 

Entretanto, há uma característica que ambos compartilham entre si, que é ter um equilíbrio financeiro e saber otimizar o tempo para lidar com as suas responsabilidades. 

Apesar de conseguir uma renda extra de forma remota atraindo tantas pessoas, é necessário dizer que o processo não é tão simples. 

Há todo um processo para que um negócio virtual tenha sucesso, portanto, é preciso saber algumas definições para que o empreendimento seja um sucesso. 

Quais definições são necessárias para uma renda extra?

No geral, uma renda extra pode ser considerada como qualquer atividade ou ocupação remunerada que é realizada fora ou além do horário do seu trabalho fixo. 

Por exemplo, um emprego de meio período como motorista de aplicativo, ou uma renda gerada através de uma casa de aluguel também são vistos como uma fonte de renda extra. 

Contudo, nem todas essas ocupações são necessariamente lucrativas. Há empregos de meio período que só tendem a gerar lucros em períodos de festas, como em épocas de final de ano. No meio do ano, empregos desse tipo dificilmente conseguem sustentar.

É interessante considerar que, no momento em que você está disposto a ter uma renda extra, procure por oportunidades que vão além do meio período e dos apps com ocupações autônomas. 

Considere trabalhar em uma empresa de contabilidade para terceiro setor, por exemplo, com atividades que você consiga fazer remotamente. 

As melhores fontes de rendas extras são aquelas que proporcionam uma flexibilidade maior para lidar com as atividades, dando liberdade para fazer os trabalhos na melhor hora possível. 

Além disso, disponibilizar um crescimento profissional é ainda mais interessante para a pessoa que está disposta a aumentar a sua renda extra. 

Ao empreender, é comum que as pessoas fiquem com certas dúvidas sobre o seu investimento. Com isso, é de suma importância que, ao decidir ter uma renda extra, o emprego alternativo precisa ser compatível com o estilo de vida do empreendedor. 

Por exemplo, não faz sentido uma pessoa que gosta de escrever, trabalhar com fabricação de caixa para pizza pré-assada. São coisas distintas e que, provavelmente, terão poucas chances de dar certo. 

Geralmente, ao escolher uma ocupação que é incompatível com o seu estilo de vida, o investimento inicial provavelmente ficará nas últimas posições na sua lista de prioridades. 

Portanto, é importante definir com cuidado a profissão em que você pretende seguir, para evitar que você desista da mesma antes mesmo de começar.  

As consequências de escolher uma área que não faz parte dos seus interesses vai muito além da desistência precoce. 

Exercer uma profissão que não casa com o seu perfil, pode até mesmo afetar o seu trabalho fixo. Em alguns casos, o desânimo com o emprego de renda alternativa é, geralmente, o maior causador de desistências. 

Procure por um emprego que não te traga a sensação de realizar as atividades por obrigação. A renda extra deve, preferencialmente, ser um espaço para que você consiga desenvolver a sua criatividade. 

Na procura por empregos que sirvam como uma renda extra, é muito comum que as pessoas invistam mais no emprego alternativo do que no emprego fixo. 

Isso acontece pelo fato de que, após atingir bons resultados, a expectativa de crescimento de carreira começa a crescer. 

É comum que, se uma pessoa trabalha com monitoramento estação de tratamento de esgoto, por exemplo, comece a investir no seu trabalho caseiro pelo fato de ser mais prazeroso. 

Pandemia e empreendedorismo

Com o advento da pandemia, o desemprego formal cresceu significativamente e, consequentemente, o empreendedorismo individual tem a expectativa de crescer ainda mais no Brasil. 

A crise gerada pela Covid-19 não serviu apenas para mobilizar as pessoas a buscarem o empreendimento a fim de ter um renda extra, mas também foi um fator para que houvesse o surgimento de investidores. 

De acordo com a pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), cidadãos que não tem um negócio, mas pretendem abrir um em até três anos, tiveram um aumento de 79% em 2021. No ano de 2019, o aumento foi de 30%, e em 2020 o percentual era de 53%. 

A pesquisa ainda criou uma estimativa de que quase 50 milhões de brasileiros que ainda não possuem um empreendimento, tem a vontade de criar um negócio para obter uma renda extra. 

Nesse total, um terço das pessoas teriam sido motivadas pela pandemia e pelo fato do e-commerce está se tornando realidade para muitos empreendedores. 

A GEM, em 2020, também levantou dados que mostraram que o número de pessoas que investiram financeiramente em um pequeno negócio, chegou a dobrar em comparação com 2019. 

Logo, esses empresários começaram a necessitar de equipamentos como um controle de estoque e compras, para gerenciar melhor o seu negócio, e a expectativa é que o investimento em equipamentos para melhorar a estrutura de empreendimentos seja ainda maior. 

Sem dúvidas, a pandemia foi uma motivação para os brasileiros considerarem seriamente a possibilidade de abrir um negócio. 

Em 2019 ficou ainda mais visível que o brasileiro é um tipo de povo que busca intensamente por rendas extras, isso porque o país ficou em quarto lugar comparado às outras economias. 

Por fim, listamos 5 dicas que podem ser úteis para você saber a melhor forma de conseguir uma renda extra. Conheça-as. 

  1. Monte um curso virtual

Aproveitando que a internet é, de longe, a principal plataforma que os empreendedores podem investir, você pode considerar compartilhar o seu conhecimento sobre determinado assunto. 

É uma grande oportunidade de fazer negócio, afinal, as pessoas estão sempre buscando conhecimento. 

  1. Crie um blog

Pelo fato de ter a facilidade de ser gerenciado em qualquer lugar, o blog é também uma ótima opção para obter uma renda extra. Há áreas que é obrigatório ter um blog, como no caso de um serviço de terraplenagem, para mostrar quais são os serviços prestados. 

Apesar de não ser uma alternativa que gere lucros de imediato, o blog é uma oportunidade para escritores inexperientes que estão atrás de uma chance para construir sua reputação através do marketing pessoal. 

  1. Crie um canal no YouTube

Atualmente, o YouTube conta com mais de um bilhão de usuários que consomem praticamente todos os dias, conteúdos em vídeos. 

Com o passar dos anos, a plataforma passou a ser também uma fonte de renda para pessoas que possuem grande criatividade para desenvolver conteúdos audiovisuais. 

Uma das pautas que tem potencial de atrair pessoas, é levantar discussões sobre questões sociais ou acontecimentos e compartilhar opiniões pessoais ou trabalhos artísticos. 

Na internet, sempre terá usuários interessados pelos mais diversos assuntos, ou seja, você pode montar até mesmo um pequeno curso sobre prevenção e combate a incêndio, tirando a dúvida dos respectivos interessados. 

No caso do YouTube, inicialmente é importante criar uma base de inscritos para que os anúncios comecem a ser vinculados com os seus vídeos. Será através dos anúncios que você conseguirá lucros pela plataforma. 

  1. Trabalhe como freelancer

Caso você possua talento para realizar determinada atividade, a internet pode ser uma grande porta de entrada para que você consiga uma renda extra trabalhando como freelancer. 

É quase que impossível não pensar em freelancer, quando o assunto é sobre ter uma renda extra.

 A internet, por sua vez, abraçou profissões como:

  • Designers;
  • Escritores;
  • Programadores;
  • Editores. 

O freelancer também possui a grande vantagem de trazer lucros de forma imediata, isso porque o trabalho consiste em uma troca, que envolve o tempo e, obviamente, o dinheiro. 

  1. Venda produtos feitos à mão

Por fim, trabalhar com produtos que são feitos à mão, além de trazer a alta sensação de usar a criatividade, é também uma forma de ter uma renda extra com um trabalho prazeroso. 

Portanto, faça do seu hobby, uma fonte de lucros. Fotografar, tricotar, e desenvolver móveis são só alguns dos hobby que as pessoas têm e mal sabem que podem torná-las em dinheiro.   
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários