Quando se fala em automação financeira, muito pensam na inteligência artificial sendo usada para fazer investimentos na bolsa de valores.

Mas a verdade é que a automação financeira é algo muito mais cotidiano e menos espetaculoso que isso, em grande parte dos casos.

Emitir uma nota fiscal eletrônica é uma forma de automação financeira. E a maioria das empresas faz isso todos os dias.

Nesse sentido, a automação de processos administrativos financeiros dos negócios é uma área fértil para fintech startups que desenvolvem ferramentas online. Na verdade, algumas das maiores fintechs do Brasil se dedicam exatamente a esse nicho de mercado. 

E não estamos falando apenas do gerenciamento de notas fiscais eletrônicas e de sua emissão. Mas também de toda área contábil, inclusive com integrações com outros departamentos. Assim, verdadeiros ERPs estão disponíveis na forma de SaaS acessíveis as médias e pequenas empresas.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

E essas automatizações estão transformando, para melhor, toda estrutura do departamento financeiro das empresas. Os ganhos de produtividade são enormes, sem falar no acesso a dados, indicadores de desempenho e na diminuição de erros.

Neste post, você vai entender melhor o que é automação de processos, seus 4 principais aspectos, como eles afetam positivamente a automação financeira e verá também alguns exemplos de ferramentas de automação da área financeira de uma empresa

O que é automação de processos

Automação é muito mais do que substituir tarefas humanas por automáticas.

Esse é apenas o mais evidente dos aspectos da automação, veja os 4 principais:

  1. Substituição de tarefas humanas por automatizadas, gerando menos erros e mais velocidade aos processo.
  2. Padronização dos processos, aumentando a qualidade, facilitando as operações e sua supervisão.
  3. Coleta de dados e informações em tempo real, proporcionando a criação e acompanhamento de KPIs.
  4. Melhoria contínua dos processos: quando os KPIs não se mostram satisfatórios, é possível descobrir onde há falhas nos processos e melhorá-los.

O reflexo desses fatores na automação financeira são evidentes.

Aliás, em uma área cheia de cálculos, prazos e números e onde errar uma conta pode significar um grande prejuízo, a automação financeira já deixou de ser um luxo faz muito tempo.

Na verdade, sem ela, a estrutura do departamento financeiro de uma empresa pode ficar inchada e improdutiva. Por isso, use a automação de processos administrativos financeiros para eliminar tarefas chatas, repetitivas e burocráticas.

Como fazer isso?

Confira algumas fintechs que podem proporcionar todas essa vantagens para seu negócio.

Automação financeira: escolha a ferramenta certa para seu negócio

Se a gestão financeira de sua empresa não parece estar indo bem, talvez você não deva focar em mexer no organograma do departamento financeiro. Por que não usar as ferramentas certas e automatizar processos?

Selecionamos algumas das fintechs mais conhecidas na área de automação financeira e dividimos por áreas de atuação.

Confira!

1- Pagamento digital online

Algumas das mais usadas ferramentas de automação financeira estão ligadas aos meios de pagamento digital.

Seja em lojas físicas ou no e-commerce, é impraticável fazer uma operação funcionar sem o uso da automação dos meios de pagamento.

Assim, é possível vender com o uso de cartões de crédito, cartões de débito, boletos bancários, transferências e até com carteiras virtuais.

Confira alguns dos mais conhecidos meios de pagamento e intermediadores financeiros online:

  • PagSeguro
  • Iugu
  • Asaas
  • Vindi
  • Mercado Pago
  • Wirecard
  • Pagar.me
  • PayPal
  • Stripe
  • Boleto Simples

2- ERPs com foco financeiro

ERPs são ferramentas de gestão empresarial que conectam todos os departamentos da empresa. Assim, proporcionam uma grande troca de informações, além de uma forte automatização.

Hoje, você pode encontrar diversos ERP no formato SaaS e com um foco considerável na área financeira.

Veja alguns exemplos:

3- Softwares de gestão financeira

Especificamente para a gestão financeira, existe uma diversidade de ferramentas. Cada uma delas tem funções mais específicas.

Algumas são mais direcionadas para a questão contábil, como é o caso do Bkper.

Outras, são mais completas e abrangentes, como o Granatum e o Nibo.

Confira esta tabela criada pelo NFe.io com os principais programas para controle financeiro:

4- Emissão de notas fiscais

Para terminar nossa lista de automatizações financeiras, vale citar os programas de gerenciamento e emissão de notas fiscais, como o Nfe.io e o Enotas.

Além da emissão, eles ajudam a gerenciar todo processo, enviam e-mails para os clientes, e arquivam as notas, além de outras funcionalidades. 

Integre essas ferramentas e automatize ainda mais processos financeiros

Outra maneira de fazer a automação financeira é integrar essas ferramentas por meio de APIs.

APIs são protocolos da internet que permitem que duas ferramentas baseadas na nuvem troquem informações entre si. Assim, quando um pagamento for aprovado em um e-commerce, por exemplo, a nota fiscal pode ser emitida automaticamente.

Existem diversos outros tipos de automatizações como essas que podem ser ativadas por meio de APIs.

Veja alguns exemplos neste post: 5 bons exemplos de API que podem fazer seu negócio ser mais produtivo em alguns cliques

Quais dessas fintechs você já conhecia? Usa alguma delas em seu negócio? Compartilhe sua experiência com a gente nos comentários!

* Este post foi escrito por Diego Minone, CMO da Pluga apaixonado por dados, produtividade e chocolate meio amargo.

Comentários