As corretoras de criptomoedas vieram para facilitar a vida de quem busca um lugar que facilite as compras e vendas de bitcoins e outras criptomoedas. Uma das exchanges mais conhecidas é a BitcoinToYou, que está no mercado desde 2010. Se você está em dúvida se a BitcoinToYou é confiável ou não, acompanhe este artigo!

Conheça a BitcoinToYou 

A BitcoinToYou é uma corretora internacional de Bitcoins e outras criptomoedas. Já está no mercado financeiro desde 2010 e funciona como facilitadora na compra e venda de criptomoedas por meio da tecnologia blockchain.

As principais criptomoedas que você poderá negociar são:

  • Bitcoin
  • Ethereum
  • Tether
  • USD coin
  • Litecoin 
  • BRL Coin 
  • Blockchain
  • B2U Coin 

No início do mês, a corretora anunciou a criação da própria criptomoeda, a B2U Coin, que pode ser utilizada em comércios locais, e-commerces, pagamento de boletos, entre outras vantagens.

Conheça a B2U Coin:

Os clientes também podem contar com um banco digital com as funções de crédito e débito, podendo fazer empréstimos, seguros, contratar consórcios, adquirir produtos em lojas como Google Play, Playstation Store, Xbox e ainda pagar por serviços como Uber e iFood, entre outros – tudo por meio da B2U Coin.

Confira como fugir de fraudes em bancos digitais e proteja seus investimentos. 

Como começar a investir na BitcoinToYou

Com um investimento inicial de 50 reais, você pode comprar Bitcoins e outras nove criptomoedas na plataforma. A exchange promete a possibilidade de retornos muito superiores do que aqueles investimentos tradicionais como a poupança, fundos e títulos públicos, por exemplo.

Confira este tutorial simples e rápido para abrir uma conta na corretora:

Vantagens da BitcoinToYou

A BitcoinToYou é a primeira exchange brasileira e já está há 10 anos no mercado. De acordo com a corretora, a plataforma de negociações é a mesma que a usada pela Bolsa de Chicago e a JP Morgan Chase, sendo segura e simples de mexer.

No portal da BitcoinToYou é possível rastrear as flutuações do mercado em tempo real, assim o usuário pode acompanhar as oscilações e analisar o melhor período para suas compras e vendas de Bitcoins ou outras criptomoedas.

Confira as taxas das transações de saques de cada criptomoeda da corretora no nosso comparativo entre a BitcoinToYou e a FoxBit.

Quer aprender tudo sobre investimento em Bitcoins? Acesse o curso Segredos do Bitcoin e aprenda com o melhor material!

Corretora foi acusada de cancelar transações de cliente

Em 2018, alguns usuários alegaram terem sido lesados pela BitcoinToYou, que teria cancelado ordens de venda e compra alegando problemas técnicos na plataforma utilizada, a Alpha Point. 

Usuários realizavam operações, normalmente, quando notaram uma ordem de venda da criptomoeda Litecoin com um valor muito abaixo do mercado. Porém, dois dias após a compra, todas as contas foram bloqueadas e o saldo foi estornado. Nos casos de quem já havia sacado, as contas chegaram a ser negativadas. 

A BitcoinToYou emitiu um comunicado alertando se tratar de uma oferta maliciosa. A corretora solicitava ainda para aqueles usuários que estivessem com saldo negativo em conta que houvesse uma devolução em 24h ou o usuário poderia ter uma cobrança judicial com cálculos de todas as transações.

Porém, nos termos de uso da corretora, fica claro que as ordens de compra e venda são de total responsabilidade dos próprios traders. Ou seja, a BitcoinToYou não deveria cancelar uma ordem feita pela plataforma.

Em junho deste ano, o portal Live Coins noticiou que a exchange foi condenada a devolver Litecoins de cliente em até cinco dias. O cliente alegava que a corretora teria alterado seu histórico de ordens na plataforma e retirado suas transações. Com auxílio jurídico, o investidor tentou contatos amigáveis com a exchange para reaver suas moedas.

O cliente teve suporte das corretoras internacionais Huobi Global e Coinbase Pro. O posicionamento era de que apenas os usuários poderiam enviar e cancelar ordens de compra e venda. O que foi interpretado como a prova da cultura desse mercado.

Em 2014, no fórum Bitcoin Talk, um cliente da corretora suspeitava da criação de ordens de compra com volumes baixíssimos e valores bem próximos, como se estivessem sendo cadastrados automaticamente. André Horta, CEO da BitcoinToYou e membro do fórum, relatou a um usuário que o problema era no book de ofertas. 

André Horta, CEO da BitcoinToYou desde 2010
André Horta, CEO da BitcoinToYou desde 2010

Suspeita de ligação com pirâmide

O Canal Tech noticiou em março de 2019, que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu uma denúncia do Ministério Público do Rio Grande do Sul levada até a Vara Criminal de Sapiranga de que a empresa D9 Clube de Empreendedores era usada para fazer depósitos na conta virtual da BitcoinToYou, que era supostamente usada para conversão em dinheiro.

A denúncia diz ainda que a D9 depositaria na conta virtual da corretora BitcoinToYou, a qual convertia esse saldo de Bitcoin em dinheiro e depositaria na conta do investidor, salientando, ainda, que era sugerida a utilização desta corretora especificamente para receber os investimentos.

A D9 estava sendo investigada por conta do esquema em uma operação chamada Faraó. O objetivo era saber se a companhia usava investimentos em um sistema de pirâmide. Até o momento da publicação do Canal Tech, a BitcoinToYou não era investigada pela operação e novas notícias não foram publicadas sobre o caso desde então.

A BitcoinToYou se defende como uma corretora que apenas fornecia seus serviços a D9, que era uma empresa entre outras 200 mil.

Avaliações da BitcoinToYou no Reclame Aqui

No Reclame Aqui, por exemplo, a reputação da empresa nos últimos 6 meses é “ótima”, com uma taxa de 100% das reclamações respondidas, 81,3% de clientes que voltariam a fazer negócio e um índice de solução de 87,5%. Tendo como média de resposta 3 dias e 17 horas.

Certificado de segurança

A empresa informa que utiliza o sistema SSL (Secure Socket Layer) para criptografar os dados dos usuários e mantê-los em total sigilo. O sistema SSL é o mesmo de bancos nacionais e internacionais. 

Desta forma, a corretora pode garantir os fundos dos clientes. Já que a maioria dos fundos são guardados em carteiras frias, sem acesso a internet, evitando invasões de hackers.  Além disso, a plataforma assegura monitorar todos os acessos ao site, impedindo a entrada desses usuários maliciosos.

A corretora sugere aos usuários que confiram sempre ao acessar o site se é fidedigno; a habilitar a autenticação de 2 fatores; a não enviar fundos para pessoas da equipe de suporte e a retirar as criptomoedas para uma carteira privada que funcione em modo offline.

Leia também: como identificar se um boleto é falso.

Mas, então, a BitcoinToYou é confiável ou não?

Sim. De acordo com a nossa avaliação, a BitcoinToYou é confiável quanto a segurança que a plataforma oferece ao usuário, levando em consideração o uso do certificado SSL, que garante sigilo de informações pessoais e financeiras.

A maior parte dos usuários tiveram seus problemas resolvidos com a corretora, de acordo com o Reclame Aqui. Apesar de sua confiabilidade ter sido abalada com o caso de suspeita de pirâmide, nada foi comprovado até a publicação desta matéria. 

Quanto ao caso da corretora ter infringido seus termos de uso, cancelando transações de um cliente, concluímos se tratar de um caso isolado. Em geral, os clientes apresentam boas avaliações sobre a corretora.

O mais importante para um trader é acumular o máximo de informações possíveis sobre o investimento em criptomoedas para avaliar se uma corretora é boa para o seu caso, nessas horas, o ideal é contar com um especialista do mercado.

Acesse o treinamento “Segredos do Bitcoin” para um passo a passo detalhado com Ronaldo Silva.Se quiser saber ainda mais sobre o mundo das fintechs, aproveite para se inscrever na nossa newsletter e receber os conteúdos em primeira mão.

Comentários

Escreva um Comentário