Se o único exemplo de blockchain que passa pela sua cabeça está relacionado a bitcoin ou outras criptomoedas, significa que você está por fora da vasta gama de possibilidades que essa tecnologia tem a oferecer.

Uma pesquisa de fevereiro deste ano, realizada pela KPMG com líderes de empresas de tecnologia, aponta que 48% dos entrevistados acreditam que a blockchain mudará a forma de se fazer negócios nos próximos três anos, e mais de 40% planejam implementar a tecnologia durante esse período.

A 4ª revolução industrial 

Vez ou outra somos impactados por mudanças tecnológicas de grandes proporções, que transformam completamente a maneira como nos relacionamos com o mundo.

O surgimento da Internet, por exemplo, foi um divisor de águas. A criação da blockchain, ainda em seus primeiros passos, promete ser outro desses grandes momentos de nossa história.

Talvez a maior contribuição de Satoshi Nakamoto, idealizador do bitcoin, não tenha sido necessariamente o conceito de criptomoeda, mas sim a própria blockchain, uma tecnologia tão útil e versátil que ainda nem podemos imaginar todas as suas possibilidades de aplicação.

Confira o vídeo abaixo para entender melhor o processo de funcionamento da blockchain:

Muito se têm especulado a respeito dessa tecnologia e iniciativas cada vez mais inovadoras têm sido desenvolvidas a partir dela.

Um grande exemplo é o caso da Estônia, onde o conceito de governo digital avança a passos largos. Com uma população de 1,3 milhão de habitantes, 98,2% das pessoas possuem o RG digital, que conta com um chip, que lhes garante acesso a mais 500 serviços do governo.

Frente a iminência desses avanços tecnológicos e a necessidade de melhorias nos serviços públicos em nosso país, propostas para um governo mais digital fizeram parte do plano de governo de alguns dos candidatos à presidência nas últimas eleições.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Esse tema tem sido muito estudado na Europa, com o objetivo de verificar a aplicabilidade e as vantagens que essa tecnologia pode trazer, visando transformar a administração pública e melhorar a qualidade dos serviços prestados. Dentre os muitos benefícios que a blockchain possibilita estão:

  • Aumento da eficiência em qualquer serviço;
  • Descentralização;
  • Compartilhamento de informações;
  • Transparência;
  • Confiabilidade;
  • Redução de custos.

Como a blockchain funciona na prática?

O infográfico abaixo ilustra esses aspectos, de forma simples e resumida, demonstrando como funciona a transferência de dados pela blockchain:

Infográfico - Exemplo de blockchain
Infográfico – Exemplo de funcionamento da blockchain – Fonte: www.mundogeo.com

Confira abaixo alguns exemplos de blockchain aplicados a diferentes áreas.

4 exemplos de blockchains aplicados em empresas

1) TrustedChain 

Falando na utilização da tecnologia como aliada da gestão pública, a startup italiana, TrustedChain, é um exemplo de blockchain que atua na descentralização dos serviços públicos, por meio de registros criptografados que são distribuídos para outros setores.

Mesmo não sendo voltada exclusivamente para este setor, oferece ferramentas úteis para a administração pública e o E-governo. Tais como:

  • Proteção dos documentos públicos que, por conta da criptografia, estariam seguros contra fraudes;
  • Evita a duplicação de informações;
  • Possibilidade de cruzamento de dados;
  • Automatização da cobrança de taxas públicas;
  • Possibilidade do uso de smart contracts.

2) Original My 

Outro exemplo de blockchain é o serviço prestado pela Original My. Fundada por Edilson Osório Jr. e Miriam Oshiro, em 2015, a Startup brasileira tem como principal objetivo mudar a forma com os processos de autenticidade são tratados atualmente no Brasil e no mundo.

Basicamente, seus serviços substituem os carimbos de cartórios por certificações digitais, um processo mais barato e rápido, que dispensa a necessidade de sair de casa ou do escritório.

Dentre os serviços disponibilizados pela empresa em sua plataforma totalmente automatizada estão:

  • Assinar, validar e autenticar contratos ou qualquer outro tipo de documento digital;
  • Provar a autenticidade de conteúdos pré-registrados;
  • Ter acesso a portarias e catracas fazendo uso do app;
  • Se autenticar em sites sem necessidade de efetuar cadastros;
  • Registrar qualquer tipo de criação artística, desde que esteja em formato digital, como letras de músicas, livros, pinturas, e tantas outras, com o objetivo de evitar plágios.

Confira o vídeo de apresentação da plataforma:

É mais um exemplo de blockchain que pode facilitar e muito a forma como as pessoas realizam tarefas rotineiras, garantindo maior eficiência e segurança, ao mesmo tempo em que reduz custos.

3) Exemplo de blockchain na área da saúde 

As possibilidades para a área da saúde em um futuro próximo são realmente animadoras.

Além de proporcionar maior segurança para o armazenamento de dados, em poucos instantes, um médico poderia ter acesso ao prontuário completo com todo o histórico de um paciente, e isso inclui internações, problemas de saúde, alergias, uso de remédios controlados, etc.

Mas não se resume a isso. Imagine seu impacto no setor de pesquisa: a possibilidade de mapear os focos de incidência de diferentes tipos de doenças com mais precisão e o compartilhamento de informações facilitaria o estudo, aumentando as possibilidades de descoberta de curas.

Um exemplo de blockchain nessa área é a startup portuguesa Blockbird Ventures, que atuou no hospital St. Louis, de Portugal, estabelecendo de forma automática o nível de segurança para os dados cadastrados de pacientes e empregados, e auxiliando na administração e na prestação de contas do hospital.

O projeto foi um verdadeiro sucesso, e os próximos planos são de aplicá-lo no Brasil. O piloto deve ter início ainda no ano de 2019.

4) Exemplo de blockchain em processos eleitorais 

Um grande exemplo de blockchain é o utilizado em processos eleitorais, que já vem sendo testado em alguns países, como Russia, Estados Unidos, Suíça e Japão.

Em território nacional, a primeira experiência ocorreu em outubro de 2018, quando a Original My realizou a primeira eleição feita em blockchain no Brasil, elegendo a diretoria da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs), demonstrando que em uma pequena escala a ferramenta se mostra muito eficaz.

A utilização dessa tecnologia nesse campo é capaz de trazer diversas vantagens, tais como:

  • A criação de uma identidade virtual, verificada por meio da conferência de documentos e da impressão digital, que agilizaria o trabalho dos mesários, que precisam verificar número por número de cada um dos eleitores que votam em sua sessão;
  • Simplificação do processo de auditoria, conferindo maior transparência, e a possibilidade de realizar verificações em tempo real;
  • Maior confiabilidade, pois, uma vez que uma informação é registrada na blockchain, é praticamente impossível de ser alterada ou apagada;
  • Maior agilidade na contabilização dos votos, por conta da possibilidade de acompanhamento dos resultados em tempo real, o que leva a uma apuração muito mais rápida;
  • Redução de custos, por conta da possibilidade de se realizar as votações por meio de um aplicativo no celular, eliminando até mesmo a necessidade de deslocamento dos eleitores e toda a estrutura montada nas zonas eleitorais em dias de votação;
  • Menores índices de abstenção, uma vez eliminada a necessidade de deslocamento, pessoas idosas ou com dificuldade de locomoção e pessoas que vivem em regiões mais afastadas ou até mesmo fora do país, teriam a possibilidade do voto na palma da mão.

No entanto, é importante entender que mudanças assim não ocorrem do dia para a noite. Além disso, não se pode deixar de levar em consideração as particularidades de cada país, sendo necessária uma análise cuidadosa dos fatores positivos e negativos da implementação desses processos.

Conclusão 

Como você pode perceber, exemplo de blockchain com as mais diferentes aplicabilidades é o que não falta. No entanto, iniciativas como essas ainda encontram algumas barreiras, como a resistência por parte das pessoas que não compreendem o quão segura e inviolável é essa tecnologia.

Não é tão difícil compreender porque isso ocorre. Por exemplo, imagine que, se tantas pessoas já questionam a validade de nosso processo eleitoral, realizado a partir de urnas que nem conexão com a internet possuem, como essas pessoas poderiam confiar em eleições realizadas totalmente online?

Uma das principais necessidades do momento é difundir e encorajar as iniciativas que têm dado certo, fazendo com que a população em geral conheça esses exemplos de blockchain e perceba todas as vantagens que seu uso pode trazer para a sociedade como um todo.

Se você gostou desse conteúdo, se inscreva em nossa newsletter, e receba mais artigos como este diretamente em sua caixa de entrada!

Outros conteúdos que certamente irão interessar a você:

O que é blockchain? Entenda a tendência tecnológica que está mudando as transações digitais

Blockchain é confiável? O que é essa tecnologia? Como funciona e por que é seguro?

Como investir em blockchain e em criptomoedas

Comentários