A Bitcoin virou febre no mercado financeiro, principalmente entre investidores. A moeda está tão valorizada que 1 bitcoin está valendo R$ R$ 23.920. Muita gente está cansada de ouvir falar sobre essa criptomoeda, mas não sabe o que é Bitcoin e nem como ela funciona. Nesse artigo, você vai aprender mais sobre a moeda e como adquiri-la.

O que é Bitcoin?

Bitcoin é um tipo de moeda virtual que tem a mesma finalidade que o real ou o dólar, mas funciona de forma bem diferente. Não é possível encontrá-la perdida no bolso da calça ou do casaco porque ela não existe fisicamente, apenas no mundo digital.

A Bitcoin foi criado em 2008 por um usuário de uma lista de e-mails chamado de Satoshi Nakamoto. Sua intenção era justamente criar uma moeda que não dependesse dos bancos, dando o poder sobre o dinheiro diretamente para os usuários.

Assim, a Bitcoin funciona em um sistema de regras públicas definidas por código que só pode ser modificado por consenso.

A Bitcoin possui diversas vantagens, uma delas é o fato de poder ser transferida de uma pessoa diretamente para outra, sem passar por um banco ou intermediário. Por isso que as taxas são menores.

Outra vantagem é que a moeda pode ser usada em qualquer país. Sua conta não pode ser cancelada e não existem requisitos.

Como funciona o Bitcoin?

Agora que você já sabe o que é Bitcoin, é interessante entender como a moeda funciona. Os bitcoins são controlados por uma rede peer-to-peer (do inglês par-a-par ou simplesmente ponto-a-ponto).

A rede peer-to-peer é composta por uma rede de computadores onde cada um dos pontos funciona tanto como cliente quanto como servidor. Ou seja, os próprios usuários da rede é que controlam a emissão da moeda. Não existe um Banco Central ditando as regras.

A Bitcoin é produzida de forma descentralizada por milhares de computadores, mantidos por pessoas que “emprestam” a capacidade de suas máquinas para criar bitcoins e registrar todas as transações feitas.

O sistema Bitcoin é composto por alguns elementos. O primeiro chamamos de endereço Bitcoin. Seu endereço possui uma chave pública e uma chave privada. Pense na chave pública como sua conta bancária: com esse número você pode enviar e receber Bitcoins da rede. A chave privada é como se fosse sua senha – é ela que permite o uso da chave pública.

Como obter bitcoins?

Há três formas de se obter bitcoins: mineirar, comprar ou receber.

Mineirar Bitcoin

A mineiração é o processo de nascimento de uma Bitcoin. Qualquer pessoa pode criar uma Bitcoin. Basta ter um bom computador que utilize um programa gratuito chamado minerador bitcoin.

O seu computador irá competir com outros para ver qual será o primeiro a resolver um problema matemático. Quem soluciona o cálculo primeiro consegue fazer registro no blockchain e o minerador recebe uma recompensa: um bloco da moeda.

O blockchain é o sistema onde todas as operações são registradas. Cada blockchain tem 10 minutos de duração. Os computadores tentam resolver o problema em 10 minutos. Se não conseguir, o problema é alterado e ele terá mais 10 minutos para resolver outro problema matemático. Cada bloco é vinculado ao bloco anterior.

O nível de dificuldade dos problemas matemáticos é ajustado automaticamente pela rede para que bitcoins sejam criados em uma taxa limitada e previsível. O limite é que exista no máximo 21 milhões de unidades até o ano de 2140. O limite foi estabelecido pelo desenvolvedor da moeda. De tempos em tempos, o valor da recompensa dos “mineiros” também é reduzido.

Os bitocoins são guardados em uma carteira digital semelhante a um banco na internet. Quando você transfere bitcoins, uma assinatura digital é criada. Dentro de alguns minutos, a assinatura é verificada por um minerador e será gravada na rede de forma permanente e anônima. O software do bitcoin é completamente livre e qualquer pessoa pode revisar seu código.

Mas por que alguém irá verificar as assinaturas e as transações? Cada vez que um minerador realiza essas verificações, ele recebe uma recompensa em bitcoins.

Ainda está confuso sobre como funciona o processo de mineiração do Bitcoin? Dê uma olhadinha nesse vídeo que explica detalhadamente como a moeda é criada.

Comprar Bitcoin

Para comprar bitcoin atualmente no Brasil existem várias opções. Entre elas está a utilização de corretoras (exchanges) ou por meio da compra direta com alguma pessoa – essa última modalidade é chamada de P2P e exige que você compre com uma pessoa confiável.

P2P

No contexto de criptomoedas, o P2P refere-se à troca de moedas que não são emitidas por uma autoridade do banco central. As moedas virtuais são transferidas entre as partes eletronicamente.

Uma opção para comprar Bitcoin no Brasil através de P2P é com a Globalmoney Trading. Ela já possui mais de 4.000 clientes, mais de 1000 bitcoins negociados e até o momento não possui nenhuma avaliação negativa na comunidade.

Outra opção é o uso do catalogo P2P que conta com uma lista de pessoas que negociam bitcoins. A lista tem classificação, portanto, é possível escolher os vendedores melhores avaliados para realizar uma compra segura.

Antes de comprar, você pode verificar os perfis sociais dos vendedores bem como encontrar avaliações públicas de quem já negociou com eles. Se você pretende comprar Bitcoin de forma rápida de pessoa para pessoa, basta entrar no catálogo P2P e escolher um vendedor bem avaliado.

Também existe o LocalBitcoins que é uma espécie de “mercado livre” das criptomoedas. A plataforma permite que pessoas de diferentes países possam negociar moedas comuns por bitcoins. Os usuários do site postam anúncios determinando taxa de câmbio e forma de pagamento para comprar ou vender bitcoins.

Você pode responder a estes anúncios e concordar em conhecer a pessoa para comprar bitcoins com dinheiro, via transferência ou depósito online. É possível escolher pela custódia dos pagamentos, assim os bitcoins são colocados na carteira do LocalBitcoins e só são liberados após o pagamento. Isso evita que você não receba os bitcoins após pagar o vendedor.

Corretoras

Existem mais de 20 corretoras (exchanges) de criptomoedas no Brasil e a maioria entrou no mercado nos últimos meses. Duas delas são mais antigas e tradicionais: a líder de mercado Foxbit e a primeira a iniciar no Brasil, Mercado Bitcoin.

As exchanges permitem que você compre bitcoin e negocie posteriormente na mesma plataforma. Mas antes de comprar bitcoin pela exchange, você precisa passar por um processo de verificação de conta através do envio de documentos. O procedimento costuma ser moroso, podendo levar de 2 dias a uma semana. Isso mantém a segurança da plataforma uma vez que a empresa é intermediadora das negociações cobrando uma pequena taxa.

Dica preciosa: se você pretende comprar Bitcoin imediatamente para uso, o P2P é a forma mais rápida. No entanto, costuma ser mais cara. Se a sua intenção é comprar Bitcoin para poder negociar, a melhor opção é a exchange.

Para saber o valor atualizado da Bitcoin, basta acessar sites de cotação de moedas, como Dolar Hoje, Melhor Câmbio, Cripto Economia.

Receber Bitcoin

Milhares de lojas por todo o mundo já aceitam Bitcoins como forma de pagamento barata, rápida e segura.

O valor da bitcoin segue as regras de mercado, ou seja, quanto maior a demanda, maior a cotação. Historicamente, a moeda virtual apresenta alta volatilidade. Em 2014, sofreu uma forte desvalorização, mas retomou sua popularidade nos anos seguintes.

No ano passado, o interesse pela bitcoin explodiu e a moeda passou a ser um dos investimentos mais comentados do planeta. Em 2017, a moeda digital valorizou 1400% e atingiu a maior cotação da história: 19,3 mil dólares. Sim, você entendeu certo: 1 Bitcoin = 19,3 mil dólares!!!

Os entusiastas da moeda dizem que o movimento de alta deve continuar com o interesse de novos adeptos e a maior aceitação. Críticos afirmam que a moeda vive uma bolha — semelhante à Bolha das Tulipas, do século XVII — que em algum momento deve estourar.

Veja um resumo da valorização do Bitcoin em 2017:

Onde usar Bitcoin?

Muitas lojas têm aceitado o Bitcoin como forma de pagamento. É possível pedir um cartão, semelhante ao do seu banco para poder pagar suas compras.

Também existem caixas eletrônicos de Bitcoin que permitem o saque em diversas moedas. Na prática, é possível sair do Brasil sem nenhum dinheiro, e sacar o quanto tiver de bitcoins em seu país de destino.

Veja abaixo uma lista de empresas que têm aceitado o Bitcoin como forma de pagamento:

Dell: famosa vendedora de produtos tecnológicos, como notebooks, monitores, sistema de sons, computadores, entre outros.

Microsoft: as moedas são usadas para colocar crédito na conta para comprar aplicativos, jogos, programas licenciados, entre outros conteúdos digitais.

PayPal: para usar os bitcoins nessa plataforma, o usuário precisa primeiro transferir as moedas para o VirWox, que faz a intermediação entre eles. Nesse meio, os bitcoins são convertidos em SLL (moeda do site) e, depois, em dólares.

Expedia: um dos maiores sites de viagem começou a reservar pacotes e hotéis com criptomoedas em 2014.

Xbox Live: serviço de jogos on-line da Microsoft, também permite assinatura pela moeda.

Shopping Paço Alfândega: todas as lojas e atrações desse shopping localizado em Recife (PE) aceitam bitcoins.

Bar Bukowski: é uma casa noturna do Rio de Janeiro, com 3 ambientes e música boa. Também acontecem shows e apresentações artísticas.

E aí, acha que comprar Bitcoin vai ser um bom investimento? Conte para gente nos comentários o que achou da criptomoeda.

Comentários