Manter as contas em dia, adquirir novos bens, investir e gastar em lazer demanda equilíbrio e organização. Isso pode ser complicado, não é à toa que muita gente acaba se endividando. É o seu caso? Então, leia este post até o fim e conheça nove dicas para sair das dívidas de uma vez por todas e nunca mais voltar!

Mesmo que você não esteja endividado agora, vale a pena conferir essas dicas de planejamento para não acabar como os mais de 63 milhões de brasileiros que estão com o nome “sujo”. De acordo com o último levantamento do SPC Brasil, 3 de cada 4 brasileiros estão negativados junto aos órgãos de proteção ao crédito.

A pandemia do Coronavírus sem dúvida apertou as coisas para muitas pessoas que acabaram se endividando, segundo a CNC (Conferência de Bens, Comércio e Turismo) o endividamento entre as famílias brasileiras atingiu o maior patamar em 10 anos: cerca de 66,5%. das famílias brasileiras.

Por isso, separamos nessas lista dicas para quitar as dívidas e também formas de se organizar e planejar para se manter no azul, veja abaixo.

9 dicas para sair das dívidas e nunca mais voltar

1. Analise o tamanho da dívida x custo mensal

A primeira das dicas para pagar as dívidas é saber de fato o tamanho delas e o quanto é necessário de verba para que você e seus dependentes se mantenham todo o mês. Esse conhecimento é essencial para saber qual a melhor estratégia a ser tomada.

Sair das dívidas pode ser uma tarefa mais simples em alguns casos. Muitas vezes apenas um redirecionamento de receita já resolve, mas em outros é preciso pensar a longo prazo. Por isso, a primeira coisa é levantar o valor real da sua dívida.

Faça uma varredura em suas contas e entre em contato com as empresas que deve   para saber o valor real e atualizado. 

Logo após, faça um levantamento dos custos mensais na sua casa, incluindo tudo, desde aluguel, alimentação, plano de saúde, mensalidade escolar até gastos com lazer (pode fazer uma média em alguns casos).

2. Corte gastos desnecessários

Bom, agora que você já tem a real dimensão da sua dívida e do custo mensal para manter a sua casa, é a hora de cortar na carne e tirar gastos desnecessários ou supérfluos.

Essa deve ser uma das dicas para sair das dívidas mais comuns e também uma das medidas mais difíceis de serem tomadas e mantidas. Mas, afinal, o que são gastos desnecessários?

Esses gastos entram naqueles que poderiam ser substituídos por outras formas mais baratas ou para gastos fixos ou variáveis em coisas pouco utilizadas ou não essenciais. Alimentação, por exemplo, é essencial, certo? Mas pedir no delivery não!

Comprar roupas e sapatos também é importante, mas vale a pena avaliar a real necessidade para não adquirir uma nova dívida. O mesmo vale para serviços de assinatura, priorize os que você realmente usa para baixar os gastos.

Por fim, busque diminuir os gastos com lazer buscando alternativas mais baratas ou até mesmo gratuitas. Se possível, não corte todo o lazer, apenas regule-o para passar por essa fase.

Veja o exemplo de planner mensal abaixo para para controlar os gastos e fazer metas para baixar o valor gasto em cada item:

Fonte: Pinterest

3. Renegocie suas dívidas

Após fazer o levantamento das suas dívidas, chega a hora de renegociar! Caso o valor seja muito alto, priorize a negociação dos dividendos de maior taxa de juros como cheque especial e cartão de crédito.

Converse com firmeza com o atendente para conseguir uma boa oferta, procure os feirões de renegociação de dívida e seja realista. Depois de fazer o levantamento de custo mensal e cortar alguns gastos você saberá o quanto pode separar para pagar dívidas, por isso, respeite essa margem para não se enrolar mais!

Leia também: Melhores sites para renegociar suas dívidas.

4. Nunca compre nada antes de pesquisar

Outro ponto importante que precisa estar nessa lista de dicas para sair das dívidas é a de sempre pesquisar antes de comprar qualquer coisa. Afinal, se a ideia é diminuir os gastos para conseguir pagar as dívidas, não faz sentido comprar algo sem antes buscar opções.

Faça isso com tudo que você precisar comprar, desde promoções de supermercados, marcas que podem ser substituídas para baixar os custos, até frequentar lugares mais baratos que farão seu custo mensal cair e sobrar mais grana para quitar as dívidas.

Uma dica interessante é usar formas de pagamento que ofereçam cashback, dessa forma uma parte do valor volta para você saiba mais lendo nossos artigos sobre esse assunto.

5. Tome nota de todos os gastos

Outra das dicas para pagar dívidas que precisam ser lei é a de tomar nota de todos os seus gastos.  Uma pesquisa feita pela CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) em conjunto com o SPC Brasil revelou que cerca de 48% dos brasileiros não fazem esse controle de orçamento.

Isso pode te  atrapalhar a manter seu custo mensal sob controle, e aumentar gastos desnecessários. O resultado disso você pode imaginar…A falta de grana no fim do mês para arcar com as parcelas das dívidas renegociadas. 

6. Busque uma renda extra

Essa é uma das dicas para sair das dívidas que mais te ajudarão a sair do vermelho.  Procure fazer alguns serviços e bicos em horários livres. 

Algumas pessoas optam por vender doces no trabalho ou até mesmo complementar sua renda atuando como motorista de aplicativo. Veja o que se encaixa na sua realidade.

Outra forma interessante é vender peças de vestuário que estejam em bom estado e de preferência pouco utilizadas. Capriche nas fotos e na divulgação para conseguir transformar peças não usadas em renda extra.

7. Faça uma reserva de emergência

Essa dica vai principalmente para quem não está endividado, uma forma de se ter segurança e se manter no azul é fazer uma reserva de emergência. Comece guardando pouco e evite gastos impulsivos. Não se esqueça jamais: esse dinheiro deve ser usado apenas para emergências!

Essa grana será um trunfo em caso de problemas de saúde ou para uma renegociação de dívida, uma vez com uma quantia boa à vista os descontos são maiores.

8. Use apps para organizar as contas

Outro boa forma de se manter no azul é apostar em apps para auxiliar o controle das suas contas, deixamos aqui duas boas opções.

Mobilis

Por meio deste app, você pode fazer o controle dos seus gastos diários, bem como lançar seus custos mensais e ter o valor real que pode gastar sem estourar o seu orçamento. É possível integrá-lo com seu aplicativo de cartão para automatizar o processo.

Trello

Esse app visa te auxiliar na organização de tarefas. Desta forma, você consegue colocar datas de vencimento, ordem de prioridade e descrever tudo a ser feito. É um modo de não esquecer de fazer um pagamento ou uma compra e ter uma sensação maior de controle.

9. Aumente seu conhecimento em educação financeira

Talvez uma das mais importantes dicas para quitar as dívidas é aprender mais sobre educação financeira para nunca mais voltar para o vermelho.

Para começar de forma gratuita, vamos deixar um canal do youtube para quem quer começar aprender:

Resumindo, as nove dicas para sair das dívidas são:

  1. Analise o tamanho da dívida X custo mensal 
  2. Corte gastos desnecessários
  3. Renegocie sua dívidas
  4. Nunca compre nada antes de pesquisar
  5. Tome nota de todos dos gastos
  6. Busque uma renda extra
  7. Faça uma reserva de emergência
  8. Use apps para organizar as contas 
  9. Aumente seu conhecimento em educação financeira

E aí, pronto para colocar em prática as dicas para sair das dívidas? Sabemos que manter as contas em dia é uma tarefa complicada, ainda mais quando se está no vermelho, não é mesmo?
Veja esses dois artigos para conhecer o Acordo Certo e aprender a ter controle com cartões de crédito e manter uma vida financeira mais saudável.

Comentários