Em geral, quando falamos em startup, muitas pessoas já associam esse tipo de empresa a um ambiente mais inovador, formada por pessoas jovens com conhecimento bastante diversificado, inclusive em marketing. Mas a verdade é que muitos empreendedores que pensam em montar, estão montando ou já montaram uma startup têm dificuldades em desenvolver estratégias de marketing.

Nesse sentido, já falamos de marketing para startup aqui no blog, mas, neste post, queremos focam em marketing digital para startup: afinal, a internet influenciou e continua a influenciar nossas vidas e nosso trabalho, e, principalmente para empresas que têm um DNA inovador como as startups, dominar essa plataforma é essencial.

Por isso, fique ligado em nossas dicas e comece a bolar um plano para o seu negócio. Boa leitura e bons resultados!

Elaborando uma estratégia de marketing digital para startup

Do mesmo jeito que outras estratégias, um planejamento de marketing digital, quando bem feito, é o melhor modo de focar no crescimento da sua startup. Assim, separamos alguns conselhos que você pode aplicar no seu plano:

1. Entenda quais são seus pontos fortes

Todas as empresas têm pontos fracos que nem sempre são fáceis de solucionar, muito menos de uma só vez. Por isso, defina a proposta de valor do seu negócio e foque em entregá-lo, alinhando as estratégias de marketing digital.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

2. Compreenda as tendências de mercado e marketing digital

Analisar o seu mercado, as tendências de marketing digital e conhecer os concorrentes é fundamental para estruturar o seu plano de marketing digital para startup. Afinal, é com base nessa avaliação que você vai perceber o que funciona e o que não funciona no seu segmento, o que pode ou deve ser replicado e o que já está saturado e deve ser feito de forma diferente.

3. Conheça sua audiência

Criar buyer personas é a melhor forma de compreender seu público. E por meio delas que você perceberá o que ele pensa, o que quer e como se comporta. Outro ponto importante é entender os problemas, objetivos e como sua empresa pode ajudar o lead. Isso ajudará a determinar a sua comunicação e os planos de desenvolvimento de produtos e serviços.

4. Foque nos resultados quantitativos

Para saber o quanto você cresceu, é necessário definir indicadores quantitativos de análise. Então, defina métricas que possam ser analisadas dessa forma. Assim, qualquer sugestão de que as metas não estão sendo atingidas ou que não estão fazendo sentido podem ser mudadas antes que causem prejuízo.

4 práticas de marketing digital para startup para você aplicar agora

1. SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca)

Provavelmente você sabe que precisa de um site para marcar sua presença digital. Mas isso não é o suficiente: é preciso que seu público-alvo encontre seu site de forma fácil e rápida. Assim, é essencial que seu site trabalhe SEO. Isso significa, por exemplo, otimizá-lo para as palavras-chave certas, o que fará muita diferença no crescimento da sua empresa.

2. Redes sociais

As redes sociais são as meninas dos olhos de praticamente todo mundo que está na internet hoje em dia – por motivos profissionais ou não. Em outras palavras, elas não podem de jeito nenhum ser ignoradas pelo marketing digital para startup.

Se sua audiência é mais jovem, certamente sua persona está nas redes sociais, embora haja cada vez mais pessoas de todas as idades nessas mídias. Sendo assim, elas são uma ótima possibilidade para você divulgar seus serviços, gerar autoridade de marca e criar engajamento.

Em relação às redes sociais que você deve estar, isso vai depender de onde está seu público. É claro que, estatisticamente, por ser a rede social mais usada do mundo, são grandes as chances de seu público-alvo estar no Facebook, por exemplo. Mas pode ser que sua audiência esteja mais concentrada no Instagram ou TikTok.

Assim, lembre-se de entender bem os comportamentos da sua persona para escolher as redes certas para estar. Após criar sua conta, não se esqueça de usar a linguagem certa para cada canal.

3. Conteúdo de qualidade

O conteúdo é fundamental para uma estratégia de marketing digital para startup, tanto empresas B2B quanto B2C. Esse conteúdo, quando é de qualidade, não apenas contribui para os esforços de Otimização para Mecanismos de Busca (que falamos acima) quanto aumenta a visibilidade e reconhecimento da marca, reforça a autoridade e credibilidade, contribui para as ações nas redes sociais e torna e empresa uma referência.

Uma estratégia eficiente de conteúdo ajuda também a identificar as formas corretas de criação de conteúdo em cada estágio da jornada de compra, levando a mais conversões. Entretanto, é preciso enfatizar que o conteúdo, assim como a Search Engine Optimization, dificilmente traz resultados rápidos. Leva algum tempo até você percebê-los; ainda assim, eles aparecem e costumam ser duradouros.

4. Email marketing

Muitas startups não pensam em investir em email marketing acreditando que esse canal está com os dias contados, e que outras formas de comunicação vão substituí-lo. No entanto, não é bem assim. O email marketing ainda consegue gerar sim muito resultado, especialmente para uma boa estratégia de marketing digital para startup.

E há um motivo claro para isso: o email ainda é um contato direto e pessoal com o cliente ou possível cliente. E se você obteve o endereço de email dessa pessoa (de forma correta, é claro), é porque ela mostrou interesse no que sua empresa tinha a oferecer, e em escutar o que você tem a dizer.

Assim, para dar seguimento a essa estratégia, capture os e-mails em landing pages de materiais gratuitos ou ofereça a assinatura de uma newsletter em troca do cadastro do visitante do seu site. Essa é uma forma de aumentar sua base de contatos sem a compra de listas – que aliás, é uma prática antiética e não recomendada.

No que se refere às campanhas de email, não se esqueça de personalizar as mensagens, pois eles costumam ser mais abertos e clicados do que emails generalistas enviados para toda a base. Para fazer essa personalização, divida sua base de contato de acordo com as suas personas, criando grupo entre aquelas que possuem mais características e comportamentos em comum.

Também lembre-se de usar um bom servidor para mandar suas campanhas, a fim de garantir uma comunicação mais eficaz e de ter menos chances de cair na caixa de SPAM dos seus contatos.

Conclusão

No fim das contas, o principal objetivo de uma startup é crescer, e as táticas de marketing digital com certeza são um dos melhores modos de fazer isso. E a sua empresa, já faz ações de marketing digital para startup? Quais são os resultados? Conte para nós!

Comentários