Internet das coisas ou internet of things (IoT) é o termo que define uma grande rede de dispositivos e sensores, capazes de se conectar entre si e se comunicar, trocando informações e gerando dados em tempo real.

De acordo com um levantamento da Statista, atualmente contamos com cerca de 10.07 bilhões de dispositivos conectados à internet of things (IoT) ao redor do mundo. Se este número surpreende hoje, saiba que a projeção para 2030 é de que esse número atinja a marca de 25.44 bilhões de aparelhos interconectados.

o que é internet das coisas
Fonte: Statista

Quer ficar por dentro do assunto? Então continue a leitura, pois neste post explicamos o conceito de internet das coisas, o que é, como funciona e mostramos alguns exemplos de IoT que estão revolucionando o mundo.

O que é internet das coisas?

conceito de internet das coisas

Internet das coisas ou internet of things (IoT), é um conceito tecnológico que se refere a uma gigantesca rede de dispositivos ou sensores interconectados, capazes de se comunicar entre si em tempo real, coletando e compartilhando informações a respeito de seu próprio funcionamento, bem como do mundo ao seu redor.

Dentre esses dispositivos, podemos ter os mais diversos tipos de aparelhos, como: smartphones, computadores, lâmpadas, eletrodomésticos, veículos autônomos, máquinas, etc.

Quer entender o conceito de internet das coisas mais a fundo? Então confira o vídeo abaixo:

Como a internet das coisas funciona na prática?

internet das coisas

A internet das coisas é uma tecnologia disruptiva, formada por uma rede de dispositivos ou sensores capazes de se conectar entre si via internet, bluetooth, Wi-fi, RFID, etc. 

Uma vez conectados, esses aparelhos conseguem se comunicar, gerando e/ou coletando dados. Quando um desses dispositivos IoT tem acesso à web, é possível utilizar a nuvem para armazenar, processar e compartilhar toda essa informação.

Como você pode perceber, o conceito de internet das coisas vai muito além da possibilidade de conectividade e comunicação entre aparelhos.

Por meio da análise e processamento dos dados gerados a todo instante, é possível obter informações valiosas para o desenvolvimento de estratégias capazes de otimizar o desempenho dos mais diversos setores. Ou seja, a IoT é capaz de gerar uma sociedade muito mais conectada, inteligente e eficiente.

4 exemplos de uso da internet das coisas no dia a dia das pessoas e da indústria

A internet das coisas já faz parte do dia a dia da maioria de nós, no entanto, ela certamente ainda irá evoluir muito nos próximos anos. Da automatização de residências à otimização de processos no varejo e na indústria, a IoT tem muito com o que contribuir. Confira alguns exemplos que já são realidade hoje em dia:

1 – Na indústria

A indústria oferece várias possibilidades para a aplicação da internet of things. Por meio de sensores instalados em maquinários é possível levantar e monitorar dados referentes à temperatura, pressão, desgaste de componentes, etc., permitindo identificar o momento mais oportuno para a realização de manutenções.

Dessa forma, além de ter acesso a dados confiáveis a respeito do funcionamento dos equipamentos, ainda permite programar as manutenções com precisão, sem correr o risco de uma máquina quebrar e ficar parada por muito tempo, gerando prejuízos.

2 – No varejo

Por meio de sensores, uma rede de varejo consegue descobrir com precisão quais são os corredores mais visitados por seus clientes, o que pode contribuir para a definição do layout da loja, bem como a disposição dos itens nas gôndolas.

Esses mesmos sensores também podem ser utilizados para monitorar a disponibilidade de itens nas prateleiras e em estoque, alertando quando o nível atingir determinado limite e até mesmo realizando pedidos junto ao fornecedor automaticamente.

3 – No trânsito

Esse exemplo de uso de internet das coisas certamente já faz parte da sua rotina: sabe quando o sistema de GPS identifica um ponto de lentidão no seu percurso e, rapidamente, recalcula a rota, indicando um trajeto menos congestionado? Isso nada mais é do que os dispositivos trocando informações em tempo real.

4 – Na automatização residencial

internet of things

Para os entusiastas da automatização residencial, o uso da IoT não é nenhuma novidade. Com comandos simples, é possível programar uma série de rotinas com dispositivos inteligentes para ganhar tempo e conforto. Confira alguns exemplos:

Já imaginou poder chegar em casa e poder desfrutar de uma temperatura agradável, mesmo morando em uma cidade muito fria ou extremamente quente?

Com a internet das coisas você pode programar o ar condicionado para ligar em determinado horário ou assim que o seu smartphone se aproximar da sua casa. Dessa forma, quando chegar, a temperatura já estará no nível ideal.

Da mesma forma, você pode usar a IoT para programar sua cafeteira inteligente para preparar o café assim que seu despertador tocar, acender ou apagar as luzes em determinado horário… Enfim, esses são apenas alguns exemplos do que a internet of things pode fazer para tornar sua rotina mais prática e confortável.

O que esperar da internet das coisas no futuro

Diante de sua infinidade de aplicações, podemos esperar um futuro brilhante para a internet das coisas, considerando que ela é uma das bases no desenvolvimento de projetos de cidades inteligentes, que além de oferecerem uma qualidade de vida muito superior a seus habitantes, ainda contribuem ativamente para um mundo mais limpo e sustentável.

Ao mesmo tempo, pensar em dispositivos se comunicando e compartilhando dados em tempo real acende uma luz vermelha: a preocupação em relação à privacidade. No entanto, sabemos que a tecnologia está sempre evoluindo, por isso, só podemos esperar que a segurança da informação evolua no mesmo ritmo que a IoT.

Este artigo foi escrito pela Encontre Um Nerd, uma empresa que presta consultoria de TI, suporte e serviços terceirizados de informática para empresas. Somos uma rede exclusiva dos principais técnicos de Suporte e Infraestrutura de TI. Quando e onde precisar.

Comentários