O que é minerar bitcoin e como fazer?

Por dia, são minerados cerca de 1800 bitcoin. O máximo de bitcoin que podem existir são 21 milhões. Atualmente, quase 83% desse volume já está em circulação, em números que mudam a cada 10 minutos, com cada nova rodada de mineiração. Mas como isso é possível? E como isso funciona?

Você certamente já ouviu falar em minerar bitcoin, mas, como você pode ver nos números que já citamos, o processo não é nada simples. E isso é um dos valores da moeda, a complexidade para sua produção, já que isso cria escassez e segurança para o bitcoin.

Assim como na mineração habitual, a mineração de Bitcoin também exige esforço e é feita lentamente, por isso ganhou esse nome.

A disponibilização dessa criptomoeda é o processo de adicionar registros de transações a um histórico público de transações do Bitcoin. Este registro de transações passadas é chamado de cadeia de blocos e serve para confirmar transações para o resto da rede envolvida.


Os nodes de bitcoin usam essas cadeia de blocos para distinguir transações legítimas de Bitcoin das tentativas de usar repetidamente as criptomoedas que já foram gastas anteriormente em outra carteira.

Por que minerar bitcoin?

A mineração de Bitcoin é intencionalmente projetada para ser difícil e complexa no uso de recursos, pois assim o volume de blocos encontrados pelas mineradoras siga estável. Blocos individuais devem conter comprovações desse trabalho para serem considerados válidos. E estas provas são verificada por outros nós de bitcoin a cada vez que recebem um bloco.

O Bitcoin usa a prova de trabalho o algoritmo de hashcash, propondo uma criptografia que valida a criação de cada moeda. E o objetivo principal de minerar bitcoin é permitir que esses nodes fiquem cada vez mais seguros e resistentes a adulterações.

A mineração também é o processo usado para introduzir novas criptomoedas no sistema. Os mineradores recebem as taxas de transação e percentuais de moedas recém-criadas.
Esse mecanismo serve para motivar as pessoas a fornecerem cada vez mais segurança para o sistema e também para criar e deixar pública a existência de novas moedas de forma descentralizada.

O que preciso para minerar bitcoin?

A mineração está ficando cada vez mais especializada com o passar dos anos. Mas, ao contrário dos primeiros anos de estabelecimento do processo, hoje em dia, qualquer um pode se tornar um minerador Bitcoin para ganhar criptomoedas e ainda colaborar com esse sistema.

Esse procedimento é feito principalmente pela soma de alguns fatores:

  • profissionais dedicados,
  • Hardware bastante profissionais,
  • eletricidade barata,
  • e, muitas vezes, grandes centros de dados.

Por isso, para manter a competitividade hoje, você precisa avaliar bem o que está fazendo.

É necessário considerar se você precisa investir recursos financeiros e de tempo bastamte significativos e se você tem acesso a eletricidade barata – já que esse recurso é essencial para o funcionamento do seu hardware.

Você precisa conhecer e pesquisar muito sobre os diferentes hardwares de mineração de bitcoin disponíveis para entender o que é melhor para sua situação. O investimento vai ser de alguns milhares de dólares, por isso, pesquise as principais fabricantes, consumo de energia e a eficiência de cada uma delas. Pode começar com as famosas DragonMint, Antminer e AvalonMiner.

Depois, não se esqueça da sua carteira de bitcoin. O endereço da sua carteira, com as longas sequências de letras e números, serão o destino da sua extração.

Encontre também o seu pool de mineração e pesquise as taxas de recompensa e transação de bitcoin em cada uma delas. Agora você terá muitas opções, mas as escolhas dependerão muito do que poderá receber de cada uma delas.

Por último, encontre o melhor software de mineração. Esse programa (também conhecido como cliente), é o que vai controlar e monitorar a sua plataforma de mineração.

Como minerar bitcoin?

Os equipamentos descritos acima são pensando na mineração mais tradicional. Assim, o que você precisa fazer é conectar o seu minerador, entrar em seu pool e configurar seu trabalho. As coleções de nodes serão encontradas e trabalhadas para o próximo bloco.

Uma outra maneira conhecida é a mineração na nuvem, em que você não precisa investir em equipamentos físicos, mas no aluguel do poder de computação de uma empresa. Mas fique atento: a maior parte dos anúncios são falsos e você acaba perdendo muito dinheiro com esse tipo de esquema. A menos que conheça bem a empresa, avaliar se está caindo ou não em um golpe é sempre importante.

A mineração pelo celular também é uma possibilidade, mas com o poder necessário e exigido pelo processo, será um grande gasto de bateria e processamento para pouquíssimo retorno.

E existem os sites que mineram bitcoin na web. Esses mineradores “sequestram” computadores pessoais e usam seu poder de processamento para garantir lucro de outras pessoas, especialmente o dono do site. Essa situação pode ser perigosa para quem perde o controle do computador sem uma explicação.

Se você quer minerar bitcoin, é melhor que faça muitos estudos. Com equipamentos mais profissionais, você terá um melhor desempenho na sua mineração, já que esse é um processo bem exigente e que demandará muito do seu computador.

E para fazer esse processo, é muito importante que você faça os cálculos do retorno sobre o investimento – você quer ter lucro com a mineração, não é mesmo? Continue acompanhando nossos conteúdos e saiba tudo sobre criptomoedas.

Comentários