O que é cashback: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Você já deve ter percebido que cada vez mais empresas estão aderindo ao cashback. Até mesmo companhias famosas como a Apple que, em agosto de 2019, lançou nos Estados Unidos (ainda não há previsão para chegar no Brasil) o Apple Card, um cartão de crédito em parceria com o Goldman Sachs. Esse cartão, entre outros benefícios, oferece o programa cashback.

Mas, afinal, o que é cashback? Como ele funciona, e quais são as suas vantagens? Tudo isso você aprenderá neste guia, e descobrirá se vale a pena investir nesse serviço ou não.

Acompanhe e boa leitura!

O que é cashback

O cashback é uma forma de fazer compras que permite que o cliente recupere uma parcela do que foi gasto em certos produtos e/ou serviços. Esse sistema de recompensas tem como objetivo incentivar o consumidor a adquirir cada vez mais produtos das lojas que são parceiras do programa por meio da devolução de determinada porcentagem do valor total da compra.

Essa devolu√ß√£o √© feita para a sua conta banc√°ria assim que chegar a um valor m√≠nimo estipulado pela empresa de cashback. A quantia costuma variar entre R$ 20 e R$ 30 em benef√≠cios adquiridos. Al√©m de receber parte do valor de volta, voc√™ tamb√©m pode obter descontos com empresas filiadas ao sistema, e receber alertas de promo√ß√Ķes por meio de aplicativo.

Atualmente, a maioria das empresas que oferecem programas de cashback disponibilizam aplicativos tanto para Android quanto para iPhone (iOS), o que tem contribuído para sua popularização no Brasil.

Como funciona o cashback

Para come√ßar a usufruir desse benef√≠cio, a primeira coisa a fazer √© acessar o site ou baixar o aplicativo de uma das empresas de cashback e fazer seu cadastro. Feito isso, voc√™ pode acessar nos sites ou aplicativos a se√ß√£o em que se re√ļnem todas as empresas filiadas (restaurantes, bares, e-commerces, postos de gasolina etc.).

Ali, voc√™ poder√° conferir quais s√£o as empresas, quais s√£o as condi√ß√Ķes para a aplica√ß√£o do cashback (se oferecem o servi√ßo para todos os produtos, qual √© a porcentagem de retorno, se fazem isso todos os dias da semana etc.) e como fazer para conseguir aplicar o cashback.

Em geral, o retorno do dinheiro √© v√°lido para todo o site ou empresa em que as compras s√£o efetuadas, e n√£o especificamente para um produto ou servi√ßo pr√≥prio ‚ÄĒ mas isso pode variar de oferta para oferta.

√Č importante ressaltar que o cashback n√£o √© a mesma coisa que outros programas de recompensa, como os sistemas de milhagem. No caso dos programas de milhagem, o benef√≠cio √© em pontos; j√° o cashback √© em b√īnus ou dinheiro na conta. E esse valor retornado, diferentemente das milhas, n√£o tem data para expirar.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fa√ßa como milhares de empreendedores e receba os melhores conte√ļdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Como surgiu o cashback

Apesar de estar se tornando popular no Brasil apenas recentemente, a ideia do cashback, na verdade, teve início faz tempo. O conceito foi criado com o Ebates, site de descontos fundado em 1998 nos Estados Unidos. O site, hoje comprado pela Rakuten Rewards, fatura mais de US$ 1 bilhão por ano.

Já no Brasil, esse tipo de programa surgiu no começo de 2007 com a Compra3, mas por causa da pouca força que o e-commerce tinha na época, essa startup não teve continuidade.

Foi em 2011 que o jogo virou: esse foi o ano em que a M√©liuz come√ßou suas atividades em “solo” brasileiro, no come√ßo como um site de descontos para compras online, e implementando o cashback ainda naquele ano.

Inicialmente, 19 lojas estavam cadastradas; hoje há mais de mil, e, de acordo com Israel Salmen, sócio-fundador da Méliuz, as visitas ao site em 2014 chegavam a 500 mil por mês.

O sucesso do cashback, embora ainda tímido no Brasil, foi crescendo: em 2016, a Méliuz começou a fazer parceria com lojas físicas, expandido o modelo para além das compras on-line.

Em 2018, a M√©liuz criou o “Dia do Cashback“, com o objetivo de oferecer as melhores condi√ß√Ķes de compras (cashback e cupons). Na data, 29 de maio, √© poss√≠vel achar √≥timas ofertas de cashback nas lojas parceiras participantes.

Conheça as 6 principais empresas de cashback

A Méliuz foi uma das pioneiras do sistema de cashback no Brasil, mas hoje conta com outras concorrentes, que veremos a seguir:

1. Méliuz

A mineira Méliuz é a maior e mais importante empresa de cashback do Brasil. Ela conta com mais de 1,6 mil parceiros em seu app e no seu site, que variam de farmácias a supermercados. O aplicativo possui duas formas de recuperação de dinheiro: em e-commerce ou em lojas físicas.

No caso das compras online, tudo o que você precisa fazer é buscar no aplicativo a loja que está procurando. Depois, basta ativar a opção de resgate de dinheiro e realizar a compra no site da loja a partir da aba aberta do Méliuz.

o-que-e-cashback-meliuz

Fonte: Méliuz

No caso das lojas f√≠sicas, voc√™ s√≥ precisa pagar a compra com um dos cart√Ķes de cr√©dito registrados no aplicativo da M√©liuz e usar uma m√°quina da Cielo, que √© disponibilizada pela pr√≥pria loja afiliada.

Para ter o dinheiro de volta, você precisa de um saldo mínimo de R$ 20 no aplicativo, que é mandado para sua conta bancária ou poupança (você precisa ter preenchido os dados da sua conta no app).

o-que-e-cashback-meliuz

Fonte: Méliuz

2. Beblue

Junto com a Méliuz, a Beblue também está entre as empresas de cashback mais conhecidas do Brasil, e também possui uma forma fácil de utilizar o serviço.

Para fazer o cadastro no aplicativo, voc√™ s√≥ precisa digitar seu CPF, ir a alguma loja filiada ao app e pedir pela m√°quina Beblue. O terminal aceita tanto as op√ß√Ķes cr√©dito quanto d√©bito das seguintes bandeiras: Master, Visa, Elo e Hipercard.

Após efetuar a compra, você precisa digitar seu CPF para que o cashback seja depositado na sua conta na plataforma. Ao contrário da Méliuz, a Beblue só permite o programa de cashback para lojas físicas. Por outro lado, você pode ganhar R$ 5 para cada amigo que se cadastrar no aplicativo e que tenha sido convidado por você. Isso ajuda você a chegar ao saldo mínimo de R$ 20.

3. Ame Digital

A Ame Digital é uma conta digital que tem como objetivo pagar compras nas lojas filiadas que realizem cashback. Você também pode fazer pagamentos e transferências entre contas Ame usando QR Code. Isso permite que você economize em taxas de transferência como DOC e TED.

Para fazer o cadastro no aplicativo, √© s√≥ preencher as informa√ß√Ķes requisitadas: nome completo, CPF, cart√£o de cr√©dito, e-mail. Ap√≥s fazer isso, para usar o app para fazer a compra, escolha entre o saldo da plataforma ou o seu cart√£o de cr√©dito cadastrado. Tamb√©m √© poss√≠vel combinar as duas formas de pagamento.

Para utilizar o sistema cashback, procure a loja filiada ao aplicativo e veja se o produto escolhido poderá proporcionar o seu dinheiro de volta. Se essa alternativa for viável, faça sua compra e receberá um saldo na sua conta após 30 dias de validação.

4. Cashback World

Como o nome sugere, o Cashback World √© um app que funciona apenas para programas cashback. Depois de baixar e cadastrar suas informa√ß√Ķes no aplicativo, voc√™ recebe 5% do valor gasto em qualquer compra realizada em alguma loja afiliada.

O dinheiro √© enviado √† sua conta, e pode ser acessado na se√ß√£o “meus benef√≠cios”. Quando o valor chegar a R$ 25, voc√™ pode transferir o dinheiro para sua conta banc√°ria. Para isso, preencha seus dados na se√ß√£o “minhas configura√ß√Ķes”.

Al√©m do valor que √© retornado, o Cashback World disponibiliza outras promo√ß√Ķes e not√≠cias sobre os produtos de empresas parceiras.

5. PicPay

O PicPay se define como um aplicativo para pagar tudo, tanto estabelecimentos quanto pessoas. Ele funciona quase como uma rede social de pagamentos: você vai até o perfil da pessoa ou da empresa e faz o pagamento.

Para fazer um perfil no PicPay, preencha as informa√ß√Ķes exigidas e selecione se o seu perfil ser√° pessoal ou comercial. Ap√≥s fazer isso, sua conta fica dispon√≠vel para pagar e receber.

O programa de cashback do aplicativo da PicPay funciona da seguinte forma: depois de feito um pagamento, você recebe uma porcentagem mínima do valor retirado da sua conta. Assim, você pode ganhar um pouco de dinheiro mesmo quando gasta. Essa quantia fica no seu saldo e você pode usá-la para pagar boletos, contas e outras pessoas.

6. Trigg Cashback

A Trigg é uma nova empresa de tecnologia no setor financeiro que oferece um cartão de crédito internacional, o Cartão Trigg, que promete oferecer os benefícios de um serviço online sem a burocracia bancária, para que você possa fazer compras online poucos minutos após o cadastro.

Para além disso, a Trigg oferece muitas vantagens para fidelizar seus clientes, com pacote de benefícios que promete atrair os fãs de inovação e praticidade.

Um deles √© o programa Trigg Cashback. Com ele, um porcentual do gasto mensal retorna na forma de dinheiro para o cart√£o do cliente. O valor pode ser usado para abater parte da fatura do m√™s seguinte ou o cliente pode doar para o Triggers ‚Äď um programa de educa√ß√£o e acelera√ß√£o de startups. At√© 1,3% do seu gasto mensal pode voltar na forma de dinheiro.

Como as fintechs de cashback ganham dinheiro

Depois de saberem o que √© cashback, √© comum que pessoas se perguntem: “mas como essas empresa t√™m dinheiro para devolver aos usu√°rios e ainda conseguem lucrar?”.

Na verdade, a resposta é mais simples do que parece: as lojas filiadas pagam para anunciar no aplicativo e no site da empresa de cashback, e esta compartilha com os clientes o valor recebido. Em outras palavras, a fintech recebe uma comissão por anunciar as lojas parceiras.

Quais s√£o as vantagens para quem compra e para quem vende

Para o consumidor, a grande vantagem é que, ao fazer uma compra por esse método, ele receberá uma porcentagem do valor gasto de volta, que poderá usar em nova compra. Ou, no caso de algumas plataformas, ele pode enviar o dinheiro para sua conta.

E, como vimos, há duas formas principais de receber o dinheiro de volta. A mais conhecida é por meio de apps e sites que redirecionam o consumidor para as lojas parceiras. A outra é fazer as compras em lojas físicas que sejam filiadas de alguma das fintechs de cashback. Nesse caso, o consumidor solicita o benefício do cashback no local.

Para os lojistas que usam o cashback para venderem seus produtos (tanto no caso de lojas físicas quanto de e-commerce), o grande ganho é ter mais uma plataforma para divulgarem seus produtos.

Além de aumentar a visibilidade da loja, isso também contribui para aumentar a fidelização de clientes, já que o consumidor tende a se sentir mais satisfeito, uma vez que está recebendo uma parcela do dinheiro gasto de volta. Assim, as chances de voltar a comprar na mesma loja, seja ela física ou virtual, são maiores.

A evolução do cashback

O sistema de cashback também está sendo utilizado por outras empresas e fintechs que têm como objetivo fidelizar clientes. Essas companhias fazem isso por meio das chamadas carteiras virtuais. Plataformas de entrega de comida, como iFood, Rappi e Uber Eats são as que estão se destacando mais nesse sentido.

Segundo comentou o diretor da Associa√ß√£o Brasileira de Com√©rcio Eletr√īnico (ABCComm) em entrevista √† Forbes, Daniel Bento, “as empresas est√£o adotando o cashback para incentivar clientes a adquirirem um novo h√°bito: o uso de suas carteiras virtuais. Assim, ganham vantagens e tamb√©m desempenham um um papel na transa√ß√£o, fazendo rolar o dinheiro”.

 

Gostou de saber o que √© cashback, como ele funciona e as vantagens que traz? Ent√£o acesse mais conte√ļdos sobre fintechs em nosso blog e inscreva-se na newsletter para receber os conte√ļdos novos por email!

Coment√°rios