Com a promessa de revolucionar as transações comerciais, os serviços e produtos das fintechs para empresas estão cada dia mais presentes e próximos. A inovação nessa indústria também está no B2B, sendo incentivada com grandes investimentos, e isso é evidente pela necessidade de atualização e melhoria nesse setor.

Os sistemas de remessa e pagamento criados pelas fintechs facilitaram muito o acesso de pequenas empresas e ecommerce, por exemplo, a alcançar tarifas mais justas e acessíveis para seus negócios. E as aplicações para gestão financeira empresarial, como os brasileiros Conta Azul e Nibo, também marcam uma grande mudança nesse universo.

Se antes era comum encontrar apenas produtos financeiros e de gestão caros e difíceis de serem usados, hoje até as Pequenas e Médias Empresas (PME) e os microempreendedores podem fazer isso com essas fintechs e de maneira online.

E muito mais pode ser feito com as startups focadas em trazer inovações e benefícios para seus clientes empresariais nos meios financeiros. A contratação fácil e a possibilidade de personalização são outras das grandes vantagens das fintechs para os serviços focados em empresas.

Crédito e empréstimos para empresas oferecidos por fintechs

Uma necessidade constante de muitas empresas, especialmente as menores, é a busca por crédito com boas condições. E outra vertente muito comum nas fintechs brasileiras é a de empréstimos, com 56 fintechs no mercado.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Além dos empréstimos pessoais facilitados, muitas fintechs têm linhas de crédito específicas para pessoa jurídica, criando um espaço para quem não tem acesso aos grandes bancos ou não atende às exigências necessárias.

Além disso, existem startups como a Nexoos, que além de ofertar crédito com baixos juros para PMEs também é uma oportunidade para empresas que possuem interesse em emprestar dinheiro para outras.

Com menos burocracia, essa possibilidade de ser um investidor pode ser muito interessante e é uma variação do modelo comum das fintechs de empréstimo. A rentabilidade do investimento pode ser interessante e envolve uma fintech para empresa que tem como base a seguradora Porto Seguro, empresa já consolidada e que dá peso para a startup.

Algumas das fintechs que também fazem empréstimos peer-to-peer no mercado corporativo:

  • TuTu Digital,
  • Biva,
  • IOUU,
  • Mutual,
  • Meempresta,
  • Kavod Lending.

No início de 2018, esse tipo de empréstimo foi regulamentado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) com a criação da Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP). Isso demonstra a importância do segmento para a sociedade e o mercado.

Integração de serviços financeiros com fintechs

Um segmento bem interessante das fintechs para empresas é a integração de serviços oferecidos em plataformas diferentes. O “Fintegration”, como é chamado esse processo, é um dos melhores caminhos para melhorar serviços e produtos já existentes com novas tecnologias.

A agilidade e a disrupção comuns no mundo das startups e o grande volume de transações e consolidação temporal e de verba dos grandes bancos tornam os dois universos complementares.

Seja na área de infraestrutura de TI quanto nas novas maneiras de atender os clientes, muitas dessas fintechs criam novas possibilidades para as empresas tradicionais. Atualmente, segundo pesquisa do  Finnovista e o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), 28% das startups do Brasil têm foco em B2B para corporações e instituições financeiras, atuando com Fintegration.

Fintech para empresas: serviços de blockchain

Revolucionário na segurança de informações, uma das maiores necessidades do mercado financeira, os serviços de blockchain focados em empresas também são possibilidades para diminuir custos.

Se antes ele era usado e distribuído para registrar e verificar transações em criptomoedas, o blockchain hoje evoluiu para uma tecnologia muito confiável e que facilita transações. Sem qualquer autorização de terceiros, essa tecnologia pode ajudar os bancos a economizar tempo e despesas com os intermediários nas transações financeiras.

O mundo corporativo tem muito a ganhar com esse serviço oferecido pelas fintechs, já que podem aumentar a agilidade, confiabilidade e segurança das transações. Por isso, muitas empresas financeiras e do meio bancário estão investindo em plataformas próprias ou em integrações para que isso seja mais utilizado no meio.

Nos próximos anos, espera-se que bancos e instituições financeiras estejam cada vez mais presentes no universo das fintechs, colaborando para a construição de um mercado cada vez mais preocupado com os clientes e com a segurança das transações.

Os constantes investimentos também devem expandir o volume de serviços ofertados das fintechs para empresas e cada vez mais produtos B2B. Quer saber mais sobre esse mercado? Não perca nossas atualizações seguindo nossas redes sociais.

Comentários