Você deve estar se perguntando o que jogadores de poker tem a ensinar a quem deseja se tornar um investidor de sucesso, e já respondemos: muita coisa. Afinal, ambos devem possuir facilidade em lidar com números, realizar cálculos mentais, calcular probabilidades e lidar com os altos e baixos da atividade.

Outro ponto em comum é a necessidade de dominar muito as técnicas para não cair em pequenas ciladas ao longo do caminho. Sabendo dessas similaridades, resolvemos trazer através de alguns tópicos claros, lições que todos que estão aprendendo sobre finanças e negócios podem aprender com os jogadores poker. E isso com certeza ajudará os novatos. Vamos lá:

1. Não comece com grandes apostas, vá com calma!

Imagem: Reprodução

Se há algo que todo jogador acaba aprendendo é que não se deve começar nenhum tipo de jogo sem antes conhece-lo. E no caso do poker, o desconhecimento poderá causar prejuízos financeiros que podem até desanimar os novatos. Por isso que todos que desejam se tornar um profissional começam pelo micro stakes (níveis mais baixos), que são os mais fáceis, mas nem por isso menos importantes. 

Na verdade, eles são essenciais, porque é nessa fase que o jogador irá aprender sobre as regras, técnicas, se atentar a detalhes e ir trabalhando a mente a se acostumar com o jogo. O passo seguinte é ir subindo de nível de maneira gradual, sempre jogando com pessoas que estejam na mesma categoria, até chegar no high stakes, que são os jogos mais caros e que, por isso, exigem um nível de conhecimento elevado.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Assim como os jogadores, quem deseja começar a investir deve iniciar por alternativas de baixo risco como Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio, Fundos de renda fixa referenciados DI, Tesouro Direto Selic, Tesouro IPCA +, CDB e outros. O importante é ir criando uma carteira enquanto aprende sobre esse universo. 

2. Torne-se um especialista no que faz 

Imagem: Reprodução

Outro grande fato que quase ninguém comenta: nenhum profissional de poker que ganha muito dinheiro em campeonatos de todo o mundo se tornou um vencedor de uma hora para outra. Antes disso investiram tempo e se tornaram especialistas.

E assim como nos jogos, todo investidor deve priorizar o conhecimento, que não é tão difícil de ser adquirido como se pode pensar. Há uma infinidade de sites, canais do youtube sobre finanças e apostilas que podem ser conseguidas até mesmo de forma gratuita. Conhecer bem sobre o assunto ajuda a fugir de pequenas armadilhas como comprar ações em meio à uma crise, por exemplo.

Um exemplo disso que estamos falando é Chris Gardner, executivo da Bolsa de Valores retratado no filme À Procura da Felicidade. Ele, que chegou a morar na rua, passou bons 10 anos estudando e conhecendo todos os detalhes da Bolsa. E hoje em dia é um dos homens mais ricos do mundo. Ou seja: se você deseja ser ou um jogador ou um investidor de alto nível não há outro caminho fora do conhecimento, e essa evolução deverá ser constante para que você não entre numa zona de conforto.

3. Construa um bom bankroll para se sentir seguro

Imagem: Reprodução

Bankroll é um dinheiro que os jogadores guardam exclusivamente para ser usado em torneios ou campeonatos em todo mundo. Ou seja, é algo bem específico. E quem já está familiarizado com o poker sabe da importância de aumentar seu bankroll para não quebrar de uma hora para outra. 

E chegar a uma boa carteira pode demorar anos, mas é a maneira mais segura de garantir ganhos futuros. E jogadores profissionais que se destacam neste esporte da mente, veem o poker como um investimento a longo prazo, sempre tendo em vista seu futuro no esporte.  

Assim como os jogadores, o futuro investidor tem um bom caminho pela frente, onde ele deve identificar sua meta financeira, conhecer o mercado, identificar seu perfil. Mas enquanto isso acontece, deve já estabelecer uma quantia para juntar. E com bom conhecimento e dinheiro, fica bem mais seguro diversificar sua carteira. 

4. Só tome decisões com a cabeça fria

Imagem: Reprodução

Incapacidade de gerir emoções ou estar abalado emocionalmente pode custar a vitória. Quando um jogador senta em uma mesa, ele está frente a frente com outros oponentes, e deve evitar ao máximo demonstrar emoções, sejam elas positivas ou negativas, pois isso pode dar pistas sobre quais cartas ele tem em mãos.

Além disso, jogadores podem passar horas jogando, e precisam estar à vontade para trabalhar as melhores jogadas, não devendo, portanto, tomar decisões precipitadas. O que os investidores podem aprender com relação a isso? Simples, não tome decisões no calor do momento. 

Quando se trata de dinheiro, a emoção deve ser deixada de lado e todas as opções estudadas. Afinal, é uma questão que envolve mais matemática e probabilidades. Saber gerenciar as emoções faz uma grande diferença, já que existem estudos que indicam que agir sob impulso prejudica na tomada de decisões e afeta o desempenho.  

E, por último, mantenha sempre os pés no chão, e tenha em vista que o retorno pode demorar um bom tempo para chegar. Enquanto isso, estude as melhores opções, pois conhecimento é poder.

Comentários