Criptomoedas são tendência. Aqueles que investiram ou exploraram esse mercado logo no início já estão nadando em pequenas fortunas e o conceito está cada vez mais em voga. Saiba como criar uma exchange de bitcoins e começar a lucrar com essa novidade da era digital!

Como disse o famoso investidor Peter Lynch, “durante a Corrida do Ouro, a maioria dos supostos mineradores perdeu muito dinheiro, mas as pessoas que os venderam pás, picaretas e jeans fizeram um bom lucro”. 

Na corrida do ouro que é o boom da criptomoeda, pode-se comparar o fabricante de pás e picaretas aos proprietários e operadores das exchanges.

Se você também acha que esse é um mercado vantajoso e está interessado em abrir uma exchange de bitcoins, neste artigo você vai encontrar várias dicas preciosas para começar o seu negócio. Acompanhe!

Como criar uma exchange de bitcoins

1) Obtenha assessoria jurídica para garantir que os requisitos de licenciamento sejam atendidos

Antes de definir seu plano em ação, é importante procurar aconselhamento jurídico para entender as exigências regulatórias de seu novo empreendimento. O licenciamento adequado deverá ser obtido em todas as jurisdições nas quais a empresa planeja operar. 

Em muitos lugares, as exchanges de criptomoedas operam sem supervisão significativa, já que governo e regulamentação ainda não alcançaram a tecnologia, enquanto em outros lugares, como nos Estados Unidos, os operadores de Bitcoin devem ser licenciados e devem seguir as regras e regulamentos da SEC e CFTC, entre outros.

Aconselhamento legal adequado é uma obrigação. É típico que as exchanges, porque se enquadram no campo da troca de moeda, devam aderir aos regulamentos do Know Your Customer (KYC), que se tornaram cada vez mais predominantes no combate à lavagem de dinheiro. 

Nos Estados Unidos, por exemplo, essas regras existem desde 2002, como resultado da Lei Patriota. Os regulamentos variam de acordo com a jurisdição, por isso, consulte um advogado familiarizado com essa indústria.

2) Obtenha financiamento para o empreendimento

Antes de iniciar seu projeto, você deve saber os custos aproximados envolvidos. Para desenvolver e lançar uma exchange de bitcoins, será necessário um mínimo de US$ 135.000. 

Isso inclui o custo da tecnologia, hospedagem, alguns conselhos legais iniciais, registro do governo e publicidade inicial. 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Embora nem todos os fundos sejam necessários antecipadamente, é importante garantir que o empreendimento tenha acesso a capital suficiente para permitir um início adequado. 

Um grande erro cometido pelas startups é que elas não planejam para o futuro. Fazem pequenos empréstimos iniciais que podem cobrir os custos do empreendimento, mas deixam vazio o caixa operacional crítico necessário até o negócio se tornar lucrativo. 

3) Encontre um provedor de soluções de tecnologia

É muito mais fácil e barato criar sua plataforma com uma solução de white label do que executar uma equipe de desenvolvimento de software própria.

Existem várias empresas que fornecem softwares de trocas de criptomoedas personalizados e prontos para uso, cobrando uma taxa única de licença sem royalties ou estruturas de comissão. 

Isso significa que não há absolutamente nenhuma taxa contínua, os clientes podem hospedar a troca e recebem o código-fonte completo, o que é importante para fins de auditoria, já que alguns reguladores solicitam a inspeção do mesmo.

4) Conecte sua exchange com outras pessoas para maior liquidez

A pedra angular de qualquer exchange bem sucedida é a liquidez. Sem uma gama de ofertas e atividade de negociação, os clientes em potencial verão seu novo empreendimento com ceticismo. 

Para contornar essas questões, sem enfrentar a necessidade de simular a atividade através de contas fictícias dentro da nova bolsa, é possível conectar a sua a uma rede de outras bolsas existentes, aumentando sua liquidez. 

Lembre-se, quanto maior a rede de trocas, menos a liquidez será um problema para sua nova exchange.

5) Parceria com um processador de pagamento seguro

Nem todos os processadores de pagamento são iguais. As estruturas de taxas, entre outras coisas, variam muito entre as empresas. Você precisará da taxa de transação mais baixa para ser competitiva com outras exchanges de bitcoins. 

Além disso, alguns processadores criam taxas ocultas em seus contratos, portanto, compreenda o contrato que está assinando. Outras diferenças entre os processadores incluem o tempo de liquidação e a conformidade com o PCI DSS, um conjunto de práticas recomendadas para garantir a segurança cibernética. 

Entenda melhor o que é o PCI DSS no vídeo abaixo:

 

Certifique-se de que seu processador de pagamento é compatível com PCI para proteger sua nova empresa contra ameaças cibernéticas. Este é outro exemplo da importância de compreender os meandros da regulamentação da indústria.

7) Dê o pontapé inicial

Você já: 

  • criou sua exchange, 
  • configurou um contrato com uma empresa de processamento de pagamentos, 
  • esforçou-se para garantir que sua bolsa esteja seguindo todas as regras e regulamentos, 
  • garantiu que seu empreendimento seja protegido contra cibercrime. 

Agora, é hora de lançar sua exchange e testar o seu negócio!

8) Comece uma campanha de marketing

Uma vez que sua exchange foi lançada, é hora de se conectar com canais de notícias sobre o mercado de tecnologia e financeiro. 

É importante planejar adequadamente suas atividades de marketing, juntamente com seus custos, para garantir que não seja necessário financiamento adicional. 

Muitas vezes, as exchanges não incluem um orçamento de marketing, em vez disso, concentram-se apenas no uso das mídias sociais,  até que o negócio decole. 

9) Tome cuidado ao fornecer suporte ao cliente

Embora o suporte ao cliente seja o último passo para criar uma exchange de bitcoins bem sucedida, sua capacidade de brilhar nessa área determinará seu sucesso a longo prazo. 

Aqueles que lidam com os consumidores devem estar atentos e resolver satisfatoriamente as queixas dos clientes e as questões técnicas. 

Os clientes devem ser respondidos em tempo hábil, portanto, planejem a implementação de um sistema de atendimento ao consumidor eficiente e equipe-o com colaboradores experientes e  que estejam disponíveis 24h, 7 dias por semana, já que as criptomoedas nunca param de operar.

10) Manter uma equipe jurídica 

Enfatizando mais uma vez, é extremamente importante manter a conformidade legal e seguir todas as leis e regulamentações atuais e propostas, não apenas na jurisdição na qual sua exchange é domiciliada, mas também em todas as jurisdições estrangeiras nas quais seus membros conduzirem alguma negociação. 

As leis de criptomoeda estão evoluindo rapidamente e globalmente, por isso é muito importante contratar uma equipe jurídica interna em tempo integral ou terceirizar firmas de advocacia respeitáveis, a fim de manter sua exchange legal em todas as localidades onde vai realizar negócios.

Claro, nenhum passo a passo, por mais extenso que seja, poderá responder a todas as suas dúvidas sobre como abrir uma exchange de bitcoins, mas esperamos que essas informações tenham ajudado a construir um plano de ação preliminar, com o qual você poderá se lançar no mercado das criptomoedas. 

Além de saber mais sobre bitcoins, acompanhando nosso blog você fica por dentro de todas as inovações do mundo financeiro digital. 

Comentários