Aproximou o cartão da maquininha e a conta está paga. Se for até R$ 50, nem precisa digitar a senha. Rápido e prático. Parece mentira? Não é. Saiba o que é cartão contactless, tecnologia que está crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo.

O que é cartão contactless

A tecnologia contactless (sem contato) surgiu como uma forma de facilitar os pagamentos. Com esse novo modelo não existe a necessidade de inserir o cartão na maquininha. 

Os novos cartões e máquinas que possibilitam esse tipo de pagamento contam com um chip e uma antena de radiofrequência (RFID). São eles que permitem que a transação seja feita sem fio com o terminal de pagamentos. 

Ao aproximar o cartão, as informações são transmitidas rapidamente: pagamentos realizados dessa forma duram meio segundo, ou seja, são sete vezes mais rápidos do que aqueles feitos inserindo ou passando o cartão.

Dessa maneira, esse tipo de pagamento oferece algumas vantagens, como: 

  • Rápida forma de pagamento;
  • Menor desgaste do cartão;
  • Pode ser adotada em transportes públicos.

No Brasil, os bancos Santander, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal já possuem essa tecnologia ou oferecem aplicativos para realizar a operação por contactless.

Além disso, a Nubank também disponibiliza a tecnologia.

Uso do cartão contactless no mercado

O uso desse tipo de pagamento tem crescido consideravelmente no mundo todo. No primeiro semestre de 2018, houve um crescimento de 344% na utilização do contactless no mundo, com relação à segunda metade de 2017, de acordo com a ABECS

No Brasil, a cidade que mais utiliza esse tipo de operação é São Paulo: em apenas um mês foram realizadas 230.000 transações. Outras mais de 2.700 cidades no Brasil também já recebem esse tipo de pagamento. 

Cerca de 70% (ou pouco mais de três milhões) das maquininhas de pagamento em uso no Brasil possuem alguma tecnologia de pagamento por aproximação. 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Dessa forma, de acordo com dados divulgados pelo jornal DCI, o mercado de cartões está esperando por um crescimento de 17% para 2019 com o avanço da tecnologia contactless. 

Essa tecnologia sem contato já é utilizada em ao menos 15% de todas as compras feitas em lojas físicas no mundo. 

Na Ásia, por exemplo, essas transações somam mais de 30% do total. De acordo com a Visa, os mercados líderes são Austrália (92%), Nova Zelândia (72%) e Singapura (63%).

Esses números só têm crescido. Os pagamentos sem contato já representam mais de 40% das transações, na Europa. 

Segundo especialistas da mesma pesquisa divulgada pela Visa, o que falta para aumentar a utilização dessa tecnologia no Brasil é apenas uma mudança no hábito do consumidor brasileiro e dos lojistas. 

E a segurança?

Ficamos receosos sempre que surge uma nova tecnologia que envolve a aquisição de nossos dados, não é mesmo? Principalmente se isso inclui nosso dinheiro e informações bancárias.

Então nos perguntamos: e essa nova forma de pagamento que é o cartão contactless, é realmente segura? 

A resposta é: sim, é seguro. 

Isso porque para que uma transação seja identificada, é enviado um código de uso único do cartão para o terminal, bem como as informações da conta. Dessa forma, não é necessário informar nome do titular ou o código de segurança.

Além disso, essa tecnologia pode ser ainda mais segura do que as formas de pagamento tradicionais, conforme explicou o professor Routo Terada, do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP ao jornal da Universidade.

De acordo com a Mastercard, uma das operadoras que oferecem essa tecnologia, a empresa utiliza sistemas de detecção de fraude e inteligência artificial para identificar atividades suspeitas e antecipar possíveis fraudes impedindo que aconteçam.

Cuidados ao usar a tecnologia contactless

Assim como qualquer outro cartão de crédito, você deve ter um cuidado grande com o seu cartão contactless. Como as transações de até R$ 50 não requerem senha, caso o seu cartão seja roubado, compras até este valor poderão ser feitas. 

No que diz respeito à clonagem, as emissoras de cartão garantem que é muito mais difícil de um cartão com essa tecnologia ser clonado. 

É fato que existem aplicativos que permitem ler alguns dados de um cartão contactless. Porém, eles só conseguem ler o número da conta e a data de validade. O fraudador também deve estar próximo fisicamente do cartão para conseguir essas informações.

Por isso, mantenha sempre seu cartão bem guardado e longe da posse de pessoas estranhas.

Avanço da tecnologia sem contato

De acordo com perspectivas de estudiosos da Timetric Report,  77% dos terminais de pagamento no mundo até 2020 serão sem contato, contra 46% em 2016. 

Por isso, além de saber o que é cartão contactless, é importante estar atento a outro fator de avanço da tecnologia que também envolve o pagamento sem contato: o pagamento por meio de carteiras eletrônicas. 

Esse tipo de transação é feito por meio de telefones celulares e outros aparelhos móveis, como relógios, desde que sejam cadastrados em sistemas como Apple Pay ou Samsung Pay. É chamada como transação com cartão não-presente. 

O que é cartão contactless

Fonte: Istoé Dinheiro

Para entender ainda mais sobre pagamento por aproximação, veja as explicações de Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à vista:

E, para ficar por dentro de todas as novidades do mundo das fintechs, assine nossa newsletter!

Comentários