Quem não gosta da praticidade de pagar tudo pelo celular, em vez de andar com dinheiro de papel e vários cartões no bolso? É por isso que o aplicativo PicPay, que facilita o pagamento online, tem feito sucesso.

Direto do celular, é possível enviar e receber dinheiro usando o aplicativo, que, aliás, se define como uma carteira eletrônica. Mas tanta praticidade também tem levado muita gente a questionar: será que PicPay é confiável?

Neste post, vamos explicar como funciona a segurança de dados no PicPay para você descobrir se o aplicativo é ou não confiável. Confira!

Como funciona o PicPay

Usar o PicPay é fácil. Basta baixar o aplicativo e criar a conta informando dados como:

  • Nome e sobrenome
  • CPF
  • Data de nascimento
  • Número do celular
  • Email
  • Endereço (pois há transações com cartões de crédito que pedem endereço de cobrança)
  • E senha da conta PicPay

Você preenche os dados da conta bancária e pode cadastrar o seu cartão de crédito. Também é possível enviar dinheiro para a conta usando transferência bancária ou boleto, caso prefira ou não possua cartão de crédito.

Fazer o pagamento é tão fácil quanto se cadastrar no app: é só procurar um contato ou estabelecimento na busca e transferir o valor correspondente. Basta que ambos tenham o PicPay instalado no celular. O app está disponível para Android e iOS.

O aplicativo é gratuito e não cobra taxas para transações. Você pode enviar quanto dinheiro quiser, mas há um limite de R$ 800 em recebimentos por mês.

Outras possibilidades são:

  • Pagar contas e boletos
  • Recarregar o celular
  • Recarregar o cartão de transporte
  • Ter rendimentos maiores que os da poupança

Para saber mais sobre como o PicPay funciona, assista ao vídeo do canal Me Poupe!:

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Existe também uma versão paga, o PicPay PRO, que não tem limite de recebimentos e que pode ser atrativa para lojistas. Sobre isso, falamos com mais detalhes no post O que é PicPay? Descubra como funciona essa carteira digital.

O aplicativo PicPay é confiável?

Tantas possibilidades de transação levam o usuário a se perguntar: será que PicPay é confiável?

A resposta é: sim! E nós explicamos por quê.

Tanto o site quanto o aplicativo do PicPay possuem certificado digital, o que garante que os dados enviados são criptografados. De acordo com o site do PicPay, os servidores em que os dados dos usuários estão armazenados também seguem as normas de segurança de dados PCI.

Essa sigla, que quer dizer Payment Card Industry, dá nome a um conjunto de normas cujo objetivo é garantir a segurança dos dados de cartão de crédito usados em transações online. O PCI funciona de forma similar à norma ISO, por exemplo: para aderir a ele é preciso adequar os sistemas para atender a uma série de pré-requisitos. Confira os principais:

  • Proteger as informações do portador do cartão
  • Desenvolver e manter aplicações seguras
  • Rastrear o acesso à rede e aos dados dos cartões de crédito
  • Definir uma política de segurança que seja seguida por todos na empresa

Outra garantia de que PicPay é confiável é a senha. Criptografada na hora do cadastro, é preciso digitá-la para qualquer movimentação financeira. Assim, caso você perca o celular ou seja roubado, terceiros não conseguirão fazer transações em seu nome.

Em sua página dedicada à segurança e à privacidade, o PicPay também lista alguns pontos com os quais o usuário precisa concordar para aderir ao aplicativo, como:

  • Autorizar que informações de cadastro, código de identificação do celular e geolocalização sejam usados para oferecer produtos
  • Receber emails transacionais, informativos e promocionais
  • Saber que, ao compartilhar mensagens ou convites PicPay em outros sites, estará sujeito à políticas de privacidade desses endereços

Se você está pensando em utilizar, vale a leitura da pagina completa!

Tentativa de usar o PicPay como esquema de pirâmide

Em 2017, o PicPay foi notícia em diversos portais por uma tentativa de golpe. A empresa oferecia R$ 10 na carteira digital de quem indicasse um amigo para participar do app. A pessoa indicada recebia a mesma quantia, e o bônus poderia ser transferido para outros usuários ou usado para pagamento em estabelecimentos credenciados.

Mas o que era para ser um cupom deu início a uma tentativa de esquema de pirâmide, com usuários convidando pessoas para participar somente para acumular os bônus.

Para desestimular esse tipo de esquema sendo vinculado à marca, o PicPay limitou o compartilhamento do código, que agora só pode ser enviado a até 3 amigos.

Concluindo, o uso do PicPay é confiável e seguro e o aplicativo é uma forma de fazer e receber pagamentos de forma simples, usando só o celular. Utilizá-lo para ganhar dinheiro, por outro lado, não é uma boa ideia.

Agora que você sabe que o aplicativo PicPay é confiável, que tal continuar aprendendo sobre o mundo das fintechs? Inscreva-se na nossa newsletter e fique por dentro de tudo!

Comentários