Lidar com transferências bancárias entre contas nacionais ou internacionais já foi sinônimo de muitas taxas. Hoje em dia, com tantas fintech, várias soluções gratuitas ou econômicas tem facilitado a vida de quem precisa realizar esse tipo de transação. Um exemplo disso é a TransferWise, que tem inovado no mercado de transferências internacionais.

Ter uma conta bancária administrada em moeda estrangeira pode facilitar muito a vida de quem gosta de viajar para outros países, pretende realizar algum tipo de intercâmbio, ou até mesmo mora e trabalha em outro país e manda dinheiro para a família ou para uma conta própria a fim de criar uma reserva de emergência.

Foi isso que pensaram as pessoas que, aproveitando a alta do dólar durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, entre janeiro e abril de 2020, transferiram cerca de US$ 1,06 bilhões de dinheiro do exterior para o Brasil.

Para facilitar a vida das pessoas que usam as transferências entre países com frequência, a TransferWise chegou e se destacou, por isso, preparamos este post para tirar todas as suas dúvidas sobre essa fintech.

Boa leitura!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

O que é a TransferWise?

A TransferWise é uma fintech que nasceu em 2011 com o intuito de tornar as transferências internacionais mais fáceis, justas e baratas.

A ideia surgiu da necessidade de Taavet e Kristo, seus criadores, de transferir quantias entre contas de países diferentes, sem perder tempo e dinheiro.

Hoje a TransferWise tem mais de 8 milhões de clientes, que movimentam mais de US$ 5 bilhões por mês, e deixam de gastar US$ 4 milhões em taxas bancárias diariamente.

Além dos clientes, a plataforma de dinheiro eletrônico emprega mais de 2.200 funcionários, em 14 escritórios, a fim de garantir seus 3 princípios ao cuidar e enviar dinheiro. 

Esses 3 princípios da TransferWise dizem que as transferências:

  • Devem ser econômicas e justas;
  • Devem ser fáceis (sem estresse, não importa a distância);
  • Ser rápidas (transferências sem fronteiras, a maioria delas são feitas no mesmo dia, tão rápido quanto enviar um e-mail).

Como funciona a TransferWise?

A TransferWise tem contas bancárias em 60 países, tendo a possibilidade de utilização de todas as moedas dos mesmos.

Quando um usuário quer efetuar uma transferência, basta escolher a moeda local e a moeda de destino (por exemplo, do dólar para o real), e gerar um boleto, que deve ser pago em até 48 horas, para garantir o valor do câmbio.

O valor do boleto pago fica armazenado em uma conta da TransferWise no país da moeda de destino. Ou seja, se o valor foi pago em dólar e transferido para uma conta em real, será depositado em uma conta brasileira da TransferWise. Então, o valor é transferido da conta TransferWise brasileira para a conta de destino pré-cadastrada pelo usuário.

O valor nunca sai do país de origem para o país de destino. A TransferWise é uma intermediadora, que recebe o valor e então o devolve, apenas com o desconto do câmbio.

Ao invés de fazer a transferência, é como se a empresa recebesse no seu escritório dos Estados Unidos e devolvesse o dinheiro ao usuário através do seu escritório do Brasil. Isso evita as taxas cobradas por uma transferência tradicional.

Geralmente, esse processo de transferência leva no máximo 4 dias úteis, mas costuma ser bem mais rápido. Em alguns casos, leva menos que 24 horas, o que é uma grande vantagem.

A TransferWise opera no Brasil?

Sim, no Brasil a TransferWise funciona através de seus parceiros bancários, atuando em mais de 1.300 rotas possíveis de envio de dinheiro. Isso inclui euro, libra, dólar canadense, dólar australiano, dentre outras moedas. 

Quais as taxas cobradas na TransferWise?

Mais barata que as taxas cobradas por todos os bancos tradicionais que realizam envio internacional de dinheiro, a TransferWise tem a comodidade de oferecer uma taxa fixa por transação aos seus usuários. 

A taxa no Brasil corresponde a:

  • 1,5% em transferências do exterior para o Brasil (IOF já incluso);
  • 2,5% em transferências do Brasil para o exterior (IOF já incluso).

É possível verificar a taxa de outros países no simulador de tarifas da TransferWise.

Importante ressaltar que a TransferWise não cobra taxa de transferência, spread cambial (diferença entre a cotação oficial e o valor do câmbio cobrado na venda), despesas externas com SWIFT (taxa cobrada pelo banco emissor ou recebedor), e o IOF, que já é incluso no valor final.

Por isso, a TransferWise é considera a opção mais barata de transferência de dinheiro entre países, pela sua transparência e taxas baixas, bem diferente dos bancos tradicionais.

Como realizar transferências pela TransferWise?

Realizar transferências pela TransferWise é bem fácil e sem burocracias. O primeiro passo para que isso aconteça é criar uma conta no site da empresa.

criar conta TransferWise

Depois de criar uma conta, você já consegue começar a enviar dinheiro pela TransferWise, sempre observando as formas de transferência que deseja, sendo possível gerar um boleto ou transferir via TED, e para qual moeda seu dinheiro deve ser transferido.

Ao realizar qualquer transferência, é sempre importante estar atento a todos os dados informados, principalmente na hora de preencher as informações do destinatário. Sempre revise as informações, para que não ocorram erros.

O destinatário do valor transferido não precisa ter uma conta na TransferWise, mas a conta deve pertencer ao país da moeda de conversão escolhida na transferência. Ou seja, se a transferência for feita do dólar para o real, a conta de destinatário deve ser brasileira.

Veja na prática como realizar uma transferência pela TransferWise:

Existe limite de transferências na TransferWise?

Apesar de se tratar de uma fintech, por estar ligada a dinheiro a TransferWise é fiscalizada pelo Banco Central, por isso, precisa respeitar alguns limites de transferências, viabilizando o controle de entrada e saída de dinheiro do país.

Esses limites são impostos, a fim de prevenir lavagem de dinheiro ou fraudes, seguindo a regulamentação de mercado de câmbio, atendida pela Lei 4131.

Os limites são diferentes em cada país, portantos essas regras só se aplicam ao Brasil.

Limite no TED

Nas transações por transferência eletrônica (TED), o limite é de R$ 1 milhão por transação, sem limite de transações mensais. Porém, no Brasil, o valor máximo de transferências para o exterior é de R$ 50 mil ao ano.

Limite no boleto

Nas transações por boleto, o limite é de R$ 9 mil por mês. Ou seja, é possível realizar uma única transferência no valor de R$ 9 mil, ou várias transferência que não ultrapassem esse valor ao final do mês. Ao ano, o limite de transferências é de R$ 50 mil.

A TransferWise é confiável?

Sim! A TransferWise é uma empresa responsável, confiável e sempre atenta aos seus usuários. 

No Reclame Aqui a fintech tem nota 8,1 de 10, uma média considerada ótima, isso nos últimos 12 meses. Além disso, todas as reclamações foram respondidas, com 83,3% dos problemas solucionados.

Fale ressaltar que a segurança da TransferWise é garantida, pois a fintech está autorizada a operar com dinheiro eletrônico pela Financial Conduct Authority, e segue o regulamento Electronic Money Regulations 2011.

A TransferWise tem cartão? 

A TransferWise tem cartão de débito, que pode ser solicitado de forma gratuita pelos usuários da conta multimoedas da TransferWise.

O cartão não tem a função crédito, e pode ser usado para compras e saques em mais de 40 países do mundo, incluindo no Brasil. Porém, para solicitar o cartão, é preciso morar na Europa ou nos Estados Unidos.

Conta Borderless ou multimoedas

A conta Borderless é uma conta multimoedas, pensada para viajantes, profissionais autônomos e expatriados. 

Através dessa conta, disponibilizada pela TransferWise, é possível manter e alterar mais de 50 moedas numa só conta, onde é possível guardar, gerir e transferir valores, de acordo com o câmbio comercial. 

Essa conta pode ser aberta por brasileiros, mas seu uso não é permitido no Brasil. Ou seja, se você mora no Brasil e pretende realizar uma viagem para a Europa, a compra é ideal para ir juntando saldo para usar na viagem. Mas assim como o cartão de débito tradicional da TransferWise, o cartão da Borderless também só é entregue na Europa e nos Estados Unidos. 

Principais vantagens da TransferWise

Câmbio justo

Através do simulador de transferências do site da TransferWise você sabe exatamente quanto vai pagar ao final da transação. Sem surpresas, nem taxas ou custos embutidos no câmbio. O preço pago é calculado de acordo com o valor verdadeiro do câmbio. 

Segurança

A empresa é legalizada em todos os países onde atua, seguindo as legislações de cada lugar. Garante um serviço eficiente e rápido, ajudando seus usuários em detalhes que fazem toda diferença, como a não necessidade de andar com dinheiro em espécie. 

No Brasil, por exemplo, a TransferWise tem parceria com o Banco Rendimento e o MS Bank, autorizados e fiscalizados pelo Banco Central, o que garante a mesma segurança de transferências realizadas por bancos tradicionais, porém, com taxas menores. 

Praticidade

A plataforma da TransferWise é 100% digital, prática e fácil de usar, e com a vantagem de não ser obrigatório ter uma conta na própria fintech. 

Desvantagens da TransferWise 

Apesar de tantas vantagens e pontos positivos, alguns pontos podem ser melhorados pela TransferWise. Das limitações da fintech, algumas destacadas são:

  • a cobrança pelo envio do cartão;
  • não ter a opção de enviar dinheiro em espécie;
  • não possuir nenhuma agência física;
  • não ser possível enviar outro tipo de moeda para o Brasil, somente real;
  • não há garantia de prazo máximo para envio do dinheiro para algumas moedas, como o Rublo Russo, por exemplo;
  • não é possível solicitar o cartão da TransferWise morando no Brasil. 

Débito automático na TransferWise

A novidade mais recente da TransferWise foi a disponibilização da função de débitos automático para contas do Reino Unido e da Europa. 

O recurso ainda não está disponível para todos os países em que a fintech atua, mas é uma meta que a empresa pretende alcançar. 

Apesar da TransferWise ser uma gerenciadora de transferências, a empresa percebeu que disponibilizando mais algumas funções em sua conta, como o cartão de débito e os débitos automáticos, poderia atrair e ajudar muito mais pessoas, do que só oferecendo o serviço de transferência, o que foi uma grande sacada. 

Aplicativo da TransferWise

Além de todas as facilidades encontradas através do site da TransferWise, a fintech também conta com um aplicativo, que pode ser baixado em qualquer smartphone através do Google Play ou no App Store

O aplicativo é tão fácil de usar quanto o site, além de ser extremamente seguro e prático, garantindo que os usu da TransferWise realizem transações a qualquer hora e em qualquer lugar. 

Atendimento ao cliente

A TransferWise conta com um centro de suporte, onde é possível encontrar as dúvidas mais comuns já respondidas. Mas caso sua dúvida não seja esclarecida, também é possível contatar a empresa por e-mail e telefone.

Vale a pena ter conta na TransferWise?

Transferências internacionais não devem e nem precisam ser burocráticas, e a TransferWise tem provado isso ao longo de sua existência. 

Para quem realiza esse tipo de transação com frequência, a TransferWise se apresenta como uma opção econômica, segura e prática. Porém, uma opção do cotidiano. 

Grandes negociações em moeda estrangeira exigem mais atenção e, para isso, talvez ainda não seja a hora de mudar do suporte personalizado com consultoria, para uma fintech que ainda não permite transferências maiores que R$ 50 mil, pelo menos não no Brasil. 

Independentemente disso, em transações menores, ligadas a viagens, intercâmbios ou trabalho, a TransferWise se mostra um empresa responsável, preparada e honesta, que tem ajudado pessoas do mundo toda a economizar com taxas e ter um serviço de transferências internacionais rápido e eficiente.

Se você ainda tem dúvidas se a TransferWise é segura ou não, conheça 6 motivos para usar essa fintech sem medo!

Comentários