O mercado financeiro, hoje, precisa lidar com a dicotomia simplicidade vs fraudes em bancos digitais. Será que é possível manter uma experiência positiva para o cliente e ainda garantir a sua segurança?

Vamos começar com um spoiler: Sim, mas ainda há um longo caminho a percorrer. E, mais, essa não é uma questão engessada, com uma fórmula mágica de segurança. Inovações, tecnologia e atualizações frequentes são palavras de ordem na Era Digital.

Fintechs, startups, meios de pagamento completamente digitais revolucionaram completamente o sistema financeiro, não é mesmo? E, com o incentivo de grande parte dos países, as instituições bancárias digitalizaram muitos dos seus processos. Infelizmente, com essas novas tendências, as fraudes em bancos digitais tornaram-se ainda mais problemáticas.

O Hub de negócios do BTG Pactual, boostLAB, em parceria com a ACE desenvolveram um material sobre a Revolução dos Bancos Digitais em 2020, que confirmou que essa tendência tem um solo muito fértil. Afinal, 70% da população tem acesso à internet e colaboraram com o aumento dos bancos digitais em 147% na comparação ano a ano, 2017 e 2018.

Em contrapartida, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) alertou sobre um claro aumento dos ataques digitais, principalmente nas fraudes em bancos digitais relacionadas a roubos de dados sigilosos. 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

A maior barreira, portanto, que o novo sistema bancário enfrenta, hoje, é o aperfeiçoamento das fraudes em bancos digitais. A tecnologia cada vez mais simplificada e intuitiva abre oportunidade para diversos tipos de hackers.

Apesar do claro crescimento do acesso a bancos digitais e do aumento da receptividade dos clientes atuais, ainda há muita ineficiência no combate a fraudes em bancos digitais. Vamos entender melhor essa situação e como você pode fazer para se blindar?

Cenário dos bancos digitais

Os bancos digitais surgiram para suprir uma necessidade de processos mais simplificados, com menos burocracia e que fossem uma alternativa para as instituições financeiras extremamente engessadas.

O cliente ja comprava móveis pela internet, aprendia com livros online e se divertia com redes sociais, jogos e canais de entretenimento, por que não era possível ter essa experiência com transferências, consultas e pagamento omnichannel?

Os bancos já tradicionais enxergaram essa oportunidade e começaram a oferecer algumas funções online, como pesquisa de saldo, transferências com limites de valor e pagamento de contas. Com essa alteração a experiência do cliente se transformou e, é claro, ele notou que precisava de mais. 

Mais simplicidade, mais funções e independência das agências físicas. 

Foi então que, em 2016, o Banco Central do Brasil autorizou que as instituições financeiras oferecessem a abertura de conta online, depois, empréstimos e outras funções. 

Leia mais – Qual é o melhor banco digital: veja um comparativo entre os principais.

A ideia é que os novatos bancos digitais conseguissem conquistar clientes em potencial que não eram clientes de instituições financeiras tradicionais, ou que estavam insatisfeitos com os serviços prestados.

E, acredite, eram muitos! Mas, por que ainda há tanta resistência?

Fraudes em bancos digitais: Por que elas ocorrem?

A resposta que mais ouvimos para essa resistência é a respeito da segurança, como dados valiosos, e sigilosos, ficavam à disposição de hackers e empresas que os manipulavam sem autorização. De fato, essas questões não eram apenas relevantes, como também reais. 

Afinal, a partir do momento que oferecemos soluções digitais, sem a necessidade da presença de um cliente na agência, ou intermediadores, em contato direto e presencial com o gerente, abrimos a possibilidade de diversas manipulações. Como roubo de dados para abertura de contas, clonagem de cartões e golpes utilizando o desconhecimento do cliente.

É preciso, portanto, que as empresas compreendam que a experiência do cliente não inclui apenas serviços mais simplificados, eles precisam ser seguros. 

Não deixe de ler: Conheça seis golpes comuns do mundo virtual e saiba como evitá-los.

É possível manter a experiência do cliente de uma forma segura?

Para essa pergunta temos uma resposta simples e, ao mesmo tempo, complexa. Sim, é possível, com tecnologia e inovação. Da mesma forma que os processos digitais se aperfeiçoaram para atender às necessidades do cliente, as estratégias de fraudes em bancos digitais também tornaram-se muito mais complexas.

Afinal, a tecnologia disponível é a mesma e o acesso a ela é cada vez mais fácil. Ou seja, acabamos entrando em um jogo que as etapas estarão cada vez mais difíceis, assim como os obstáculos. 

O lado bom é que toda essa evolução tecnológica também pode ser usada a favor da segurança. Veja algumas das estratégias que você pode utilizar para ajudar no combate a fraudes em bancos digitais.

Estratégias de prevenção a fraudes em bancos digitais

  • Utilizar inteligência artificial, Behavior Analytics e machine learning para detectar movimentos e ações suspeitas;
  • Modernizar a infraestrutura de TI para assegurar a confidencialidade de dados, conexão segura para a nuvem e gerenciamento das movimentações dos clientes;
  • Estabelecer uma cultura organizacional pautada na prevenção a fraudes em bancos digitais. Englobando, desta forma, todos os processos financeiros neste combate, desde a criação de novos produtos e serviços, até a utilização final por parte dos clientes, atendimento e suporte;
  • Educar o cliente referente à política de contato da empresa, recomendações de segurança e os riscos que eles estarão sujeitos caso não sigam as instruções determinadas. 

Na entrevista abaixo você vai entender melhor sobre as inovações aplicadas a crédito e fraudes em bancos digitais, com alguns dos principais profissionais no assunto, veja só:

Este artigo foi escrito pela Maplink, empresa líder em Geolocalização, Roteirização e Mapas na América Latina. A nossa especialidade se estende por todo o processo de inteligência de dados, desde a geolocalização indo até análise do mercado, se adaptando às diferentes necessidades do seu mercado e negócio. 

Permita que os seus desenvolvedores, apoiados pelo nosso poderoso conjunto de APIs Maplink, transformem a forma como a sua empresa move o mercado, resolvendo problemas complexos e simplificando a sua operação de forma efetiva e ágil. 

Quer saber mais sobre as soluções Maplink? Então, entre em contato conosco agora mesmo e saiba tudo que podemos fazer pela sua empresa!

Comentários