Se a transformação digital está mudando a cara dos bancos, muito se deve à atuação das maiores fintechs do Brasil que, com soluções inovadores e propósitos de desburocratização do mercado financeiro, têm cativado cada vez mais clientes. Muitos desses, pessoas que têm interesse em investir de maneira rápida e descomplicada.

Se você nutre interesse pela área dos investimentos e, em meio às alternativas disponíveis, não sabe qual a melhor fintech para cumprir seu objetivo na prática, este texto vai auxiliar na sua escolha.

Com uma contextualização das principais fintechs que têm feito sucesso no mercado de investimentos e a descrição do core business de algumas dessas empresas, vamos apresentar as informações necessárias para que você comece a investir em fintechs com mais segurança do que nunca.

Ficou interessado em saber qual é a melhor fintech para investir? Então, afivele os cintos e venha com a gente!

melhor fintech para investir
Qual a melhor fintech para investir? Confira 10 opções. Fonte: Pxhere

Melhor fintech para investir: como atuam no mercado?

Antes de tudo, é importante ressaltarmos que, ainda que estejam a todo vapor nos dias de hoje, o conceito de fintech já perdura no nosso cotidiano há um bom tempo.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Estudos apontam que, no final da década de 1960, a própria invenção dos caixas eletrônicos pode ser lida como um marco do surgimento das fintechs — ou, em outras palavras, do emprego da tecnologia em prol da execução de serviços financeiros e, por consequência, da facilitação da vida dos clientes.

“Sério? Faz tanto tempo?”, você provavelmente está se perguntando. A resposta é sim. Se hoje as fintechs são vistas como uma classificação de empresas e startups, elas, ao mesmo tempo, não se restringem somente a isso.

A origem da expressão, para que fique claro, vem da junção das palavras “financial” (financeiro, em português) e “technology” (tecnologia). Não à toa, o termo abarca um amplo universo abaixo de si — muito do qual vamos apresentar a você por meio deste texto.

Em resumo, o principal diferencial das fintechs em relação a outras organizações está na constante busca pela inovação e pela ampla utilização de tecnologias para oferecer soluções na área financeira. Fator que evidentemente ficou mais fácil de uns tempos pra cá. Com a transformação digital e o maior acesso às inovações, as fintechs do nosso tempo trabalham com a oferta de produtos financeiros totalmente digitais.

Essa característica, inclusive, é determinante para que o modelo de negócio das fintechs tenha custos operacionais significativamente menores do que instituições tradicionais concorrentes, o que resulta em benefícios diretos aos clientes e consumidores finais.

A exemplo do Nubank, que não possui anuidade ou taxas de manutenção de conta, outras fintechs têm crescido por oferecerem soluções mais disruptivas e partilharem, com seus consumidores, um mundo que avança a passos largos por um caminho mais digital.

É por essa forma de atuar, e pela maior aderência à expectativa de futuro das pessoas, que as fintechs têm atraído inclusive o olhar dos investidores. Pessoas que, como você, vêem nelas uma interessante oportunidade para investir e colher frutos.

Qual a melhor fintech para investir? Conheça 10 opções

Atualmente, segundo levantamento da Finnovation, são cerca de 504 fintechs operando no Brasil atuando em diferentes segmentos — entre os quais, o de investimentos.

A seguir, vamos apresentar algumas das principais fintechs que fazem parte do setor de investimentos e, portanto, podem ser uma interessante oportunidade para você. Magnetis ou Monetus: antes de optar por uma dessas duas, por exemplo, é de suma importância conhecer o cenário geral das startups de investimento.

Além de empresas que são classificadas como tal, destacaremos também outras startups que não necessariamente são classificadas como do setor de investimentos, mas que ainda assim oferecem soluções complementares para esse fim.

Está curioso para conhecer melhor essas empresas? Confira abaixo a lista de 10 fintechs que preparamos pra você!

1. Magnetis

A paulistana Magnetis ajuda pessoas a investirem melhor desde 2015. Atuante no mercado como guia financeiro e gestora de patrimônio independente, a empresa não mantém os recursos de seus clientes sob custódia. O dinheiro é registrado no CPF do usuário e pode ser resgatado em caso de fechamento da Magnetis ou da Easynvest (corretora parceira).

Para investir é simples: basta baixar o aplicativo, disponível Android e iOS, ou fazer o cadastro pelo site. Depois disso, a Magnetis analisa o seu perfil e, com base em algoritmos de investimentos, faz recomendações. A primeira aplicação deve ser de, ao menos, R$ 1 mil, enquanto as seguintes são a partir de R$ 100 e acompanhadas por atualizações em tempo real na sua carteira digital.

O negócio surgiu pois o CEO da Magnetis Luciano Tavares viu na tecnologia uma solução para aprimorar a maneira como as pessoas investem. Administrador de carteiras, ele tem experiência de mais de 25 anos no mercado financeiro.

melhor fintech para investir
Conheça as principais opções de fintech para investir. Fonte: Pxhere

2. Warren

A Warren, por sua vez, é uma corretora digital de investimentos que tem a missão de descomplicar as finanças e transformar o hábito de investir em algo fácil, transparente e eficiente. Com sede em Porto Alegre e um time de mais de 100 pessoas, a startup foi fundada no ano 2014 em Manhattan e, posteriormente, passou a ter seu foco de atuação no Brasil.

Assim como a Magnetis, a plataforma Warren também conta com uma etapa de prospecção dos objetivos do usuário e criação de objetivos. Depois que esses pontos são definidos, passa-se ao investimento e ao acompanhamento das métricas. Com cadastro 100% digital, rápido e seguro, a empresa propicia uma visualização clara de dados que retroalimenta as tomadas de decisão.

3. Monetus

Fundada em 2016, a belo-horizontina Monetus também oferece uma forma inteligente e automatizada para investir. Enquanto gestora de investimentos digital, a equipe da empresa é responsável por criar planos de investimentos que, aderentes aos diversos objetivos de clientes, possibilitam com que cada um atinja seus objetivos da melhor maneira possível. A empresa permite que os investidores comecem com aportes a partir de R$ 100.

Além disso, a Monetus presta atendimento personalizado pelo time de assessores de investimentos. Com princípios da economia comportamental, Teoria Moderna do Portfólio e tecnologia de ponta, a startup apresenta a seus clientes um portfólio de investimentos diversificado e feito sob medida para ajudar as pessoas a conquistarem suas metas financeiras. Tudo isso de forma simples, rentável e segura.

4. Toro Investimentos

Também belo-horizontina, a Toro Investimentos é uma instituição financeira que transforma os investimentos na Bolsa de Valores em algo simples, prático e lucrativo. Ou seja, para contar com seus serviços, você não precisa entender sobre ações, mercado futuro e nenhum desses outros termos. A startup foi fundada em 2010.

Por meio de sua plataforma, a Toro disponibiliza uma série de ativos financeiros que podem ser consultados, comprados ou vendidos pelos usuários. Para tornar essa experiência mais fácil, a empresa disponibiliza comentários de analistas especializados e faz seleções de ativo, de modo instruir os investimentos.

Toda mês, por exemplo, analistas financeiros da empresa selecionam 5 ativos que, em conjunto, podem oferecer a seus usuários retornos maiores que o mercado. Dessa forma, as pessoas interessantes podem se pautar em orientações do tipo para ganhar mais dinheiro.

5. PoupaBrasil

Outra solução que tem despontado no mercado nacional, o PoupaBrasil trabalha para democratizar o acesso da grande maioria dos brasileiros a melhores investimentos em renda fixa com segurança e rentabilidade. A empresa foi criada em 2015 como um marketplace especializado que reúne instituições financeiras sólidas, que oferecem investimentos com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e registro dos títulos na B³.

O PoupaBrasil, dessa forma, funciona de maneira um tanto distinta em relação às startups apresentadas anteriormente. Isso porque, em vez de trabalhar com um robô investidor, ele é um canal que agrega diferentes oportunidades de investimento e dá opções rentáveis para que você invista o montante desejado. A marca conta com o apoio institucional da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi).

6. Yubb

Com proposta similar ao do PoupaBrasil, o Yubb é um buscador de investimentos que funciona de forma 100% gratuita, transparente e imparcial. Dessa forma, a fintech tem como propósito ajudar os investidores a encontrar as melhores opções para investir no Brasil — propósito que a faz ser vista, por muitos, como uma espécie de “Buscapé de investimentos”.

Se você tem dúvida sobre qual é a melhor fintech para investir no país, o Yubb possibilita que, com poucos passos dentro do site, você fique a par de centenas de investimento de diferentes instituições. Fundada em 2014, a startup paulistana é a ferramenta perfeita para quem está querendo sair da poupança e o obter rendimentos superiores à inflação.

Você saberia dizer quais são os investimentos mais buscados em 2019? O Yubb não só tem essa resposta, como se utiliza dos dados coletados para aprimorar sua solução e gerar, por consequência, um resultado muito mais sólido a você!

7. Nubank

Fundado em São Paulo 2013, o Nubank, startup de serviços financeiros, surgiu após dois intensos anos de frustração com bancos vividos pelo fundador David Vélez. Visando combater essa dor, o empreendedor levantou aportes de US$ 2 milhões da Sequoia Capital e da Kaszek Ventures, lançando o cartão da marca já em 2014. De lá pra cá, a empresa se tornou o terceiro unicórnio brasileiro e, com mais de 2.400 colaboradores espalhados pelo mundo, uma das startups mais inovadoras da América Latina.

Ainda que não seja esse seu propósito principal, o Nubank atrai clientes afeitos a investimentos por meio da NuConta, único produto voltado a investimento que a empresa dispõe atualmente. Para investir é simples: basta fazer um depósito em sua NuConta, que ele automaticamente já estará rendendo todos os dias úteis a 100% do CDI.

De forma direta, ela tem como compromisso fazer o dinheiro render mais do que a poupança sem nenhum custo adicional. Por meio dela, inclusive, é possível simular a diferença entres investimentos e comparar possíveis ganhos.

8. URBE.ME

Criada em 2014 em Porto Alegre, o URBE.ME é a alternativa ideal não só para quem quer ter uma boa opção de investimento no mercado, como, mais especificamente, para aqueles que gostariam de investir no mercado imobiliário.

Com investimento inicial a partir de R$ 1 mil, o investidor recebe um título de participação sobre as vendas, que lhe garante o recebimento dos rendimentos periodicamente. Desse modo, por meio do conceito de crowdfunding, a empresa torna acessível a todos o que antes era possível apenas para grandes investidores.

melhor fintech para investir
Saiba qual é a melhor fintech para investir. Crédito: Pxhere

9. SmarttBot

Já a SmarttBot é uma fintech de tecnologia especializada em investimento automatizado na Bolsa de Valores. Criada em 2011 e, atualmente, com uma equipe que compreende mais de 60 profissionais, a empresa belo-horizontina tem como propósito empoderar o trader e o investidor com tecnologias avançadas, o que, por usa vez, democratiza o acesso às negociações automatizadas no Brasil.

Para isso, a SmarttBot oferece uma plataforma amigável, segura, confiável e totalmente online, além dos melhores robôs para operar nas grandes corretoras brasileiras. Com mais de 1 milhão de robôs já criados, a SmarttBot conta com mais de 100 mil ordens enviadas por dia.

10. EqSeed

Por fim, mas não menos importante, a EqSeed é uma fintech criada em 2014 para conectar investidores às melhores startups e empresas em expansão. A instituição organiza rodadas de investimento de R$ 5 mil até R$ 5 milhões.

Para seu sucesso, todas as oportunidades de investimento no site eqseed.com passam por um processo rígido de seleção e triagem. Fator que, consequência, confere mais solidez ao portfólio dos investidores.

Quais são as características comuns entre as fintechs de investimento?

Em suma, o que pudemos compreender com as fintechs listadas acima é que todas visam democratizar o acesso ao mercado financeiro no país e, mais do que isso, facilitar o investimento por parte de seus usuários.

Dessa forma, cada qual com seu modelo de negócio, elas correm atrás de um propósito bastante próximo — que é focado, sobretudo, no investidor — e se mostram abertas para ensinar, receber sugestões e crescer em conjunto.

Evidentemente, como você pode ter imaginado, não há uma resposta certa sobre qual a melhor fintech para investir. A opção vai depender, em um primeiro momento, do objetivo do investidor e, posteriormente, de algumas características específicas, como limites de aporte, preferências pessoais, entre outros fatores. Dessa forma, as escolhas podem ser variadas.

O que se mantém um consenso, no entanto, é o leque das melhores fintechs para investir. Com suas peculiaridades, todas as 10 levantadas acima, além de algumas outras, podem fazer com que você atinja outro patamar quando o assunto é investimento. Muito em conta delas já terem suas soluções bem inseridas no mercado e com tecnologias em um estágio avançado de maturação. Mapeadas as opções, a escolha é com você.

Se esse texto foi importante para ajudar você a escolher a melhor fintech para investir no mercado, não deixe de acompanhar outros materiais sobre essas startups no nosso blog. Quanto mais você se informa com a gente, mais longe você vai!

Comentários