Está pensando em investir em moedas virtuais, mas ainda não sabe como analisar criptomoedas? Hoje você irá entender mais sobre o assunto e aprender, de uma vez por todas, a identificar as melhores opções. 

O investimento financeiro é um assunto que tem gerado interesse por parte dos brasileiros. De acordo com a B3, em março de 2021 o número de pessoas físicas investidores bateu o recorde de 2,24 milhões. 33% a mais em comparação ao ano de 2019. 

E o investimento em criptomoedas surfou nessa onda: segundo dados da ferramenta Cointrader Monitor, apenas em janeiro de 2021, as plataformas brasileiras movimentaram o equivalente a R$ 9,4 bilhões de Bitcoins, principal cripto do mundo. 

Mas, você pode estar se perguntando, como posso fazer parte desse mercado? Quanto devo aplicar? Como analisar criptomoedas para começar a investir? 

Bom, essas e outras dúvidas nós responderemos agora!

Como analisar criptomoedas: critérios para observar

Que o mercado de cripto está em alta, já deu para perceber com os dados acima. Mas entre milhares de moedas virtuais, como escolher a melhor opção para investir?

Aprender como analisar criptomoedas é um passo fundamental para realizar aplicações que vão trazer lucro, e não prejuízo. Por isso, é essencial entender como identificar as melhores moedas — e para isso não existe fórmula ou ferramenta mágica.  

Veja agora os principais passos para você começar a entender melhor o assunto.

1. Qual a proposta da moeda?

No mercado da criptomoeda, a proposta é tudo! Vamos contextualizar: a moeda digital, considerada o dinheiro do futuro, simboliza uma nova era do uso de tecnologia nas finanças. 

Isso significa que cada nova cripto que surge é como um projeto que, futuramente, poderá se tornar realidade. 

Por isso, cada investimento feito precisa ser analisado, pois, o interessante é investir nos projetos mais promissores.

Assim como o Bitcoin propõe uma liberdade financeira com uma moeda que não precisa de organizações intermediárias para funcionar, outras criptomoedas também possuem seus próprios projetos (leia o white paper).

Ao analisar qual a proposta de uma cripto, algumas perguntas são interessantes para serem respondidas:

  • É um projeto inovador?
  • Quais são as vantagens?
  • Existem outras criptomoedas propondo a mesma solução? Elas parecem mais promissoras? 


Para saber mais sobre projetos de criptomoedas, assista o vídeo a seguir:

2. E quanto ao roadmap?

O roadmap de uma criptomoeda é o planejamento futuro daquele projeto. É importante pesquisar sobre isso para ter a certeza que, após o lançamento, a equipe de desenvolvimento já está atenta aos próximos passos.

Dessa forma, você consegue identificar se a cripto possui algum potencial de crescimento, se a previsão é continuar ganhando mercado e se vale a pena aplicar.

Caso você chegue até uma moeda virtual e não encontre seu roadmap, desconfie: criptos recém-lançados sem planos para continuar crescendo podem ser um scam (golpe cibernético) e levar à perda do patrimônio investido. 

3. A cripto é open source? 

Ao começar a pesquisar sobre como analisar criptomoedas é natural encontrar alguns termos do mercado — e o open source é um deles.

Ele significa que a moeda possui seu código-fonte disponível para o público, ou seja, pode ser acessado por qualquer pessoa.

Na prática, a possibilidade de acessar o código de uma cripto é  interessante para que você possa conferir o que está acontecendo agora, se ela está sendo trabalhada e possui atualizações constantes.

Além disso, você consegue identificar, também, os profissionais envolvidos no projeto (tanto no open source como no site oficial).

E é sobre isso a nossa próxima dica sobre como analisar criptomoedas.

4. Quem está desenvolvendo a criptomoeda? 

Um bom projeto pede uma equipe qualificada em seu desenvolvimento. Por isso, descobrir o time que está elaborando o projeto é fundamental. 

Esse tipo de informação não é difícil de encontrar, em geral, no site oficial da moeda você pode conferir não apenas o nome, mas também as profissões, títulos e experiências dos desenvolvedores

Algumas vezes pode ser que você identifique pessoas públicas no desenvolvimento do projeto. Apesar de não ser um critério eliminatório, é um indicativo de credibilidade.

5. Como é a comunidade da moeda?

Outro ponto positivo no hora de analisar criptomoeda é observar como funciona a comunidade do projeto. 

Prefira investir em moedas que possuem uma comunidade maior, que seja ativa e movimentada.

Caso algum dos pontos citados acima não estejam tão claros durante a sua análise, uma alternativa é buscar compreender o comportamento daquela comunidade: ela parece satisfeita? Está sempre atualizada com novidades? Fala em projeções futuras? 

Se sim, esses são bons indicativos de que a aplicação pode valer a pena. 

Você também pode aprender mais sobre investimentos e análise de criptomoedas com o curso Segredos do Bitcoin. Nele você aprenderá alguns passos fundamentais para aumentar o valor do seu investimento fazendo as escolhas certas.   

6. Qual o seu valor de mercado? 

Por fim, mas não menos importante, analisar o valor de mercado do cripto ativo é um ponto-chave quando falamos em como analisar criptomoedas.

Antes de investir, procure informações sobre o market cap (capitalização) da moeda virtual.

Em geral, criptos com valores de mercado altos são as que possuem mais dinheiro investido, portanto, são mais conhecidas, relevantes e, por vezes, mais seguras.

É claro que isso não significa que uma queda no valor da moeda não possa acontecer — afinal, uma das maiores características do mercado de criptomoeda é a volatilidade.

Mas dificilmente uma criptomoeda com uma boa capitalização irá a zero em questão de horas (a menos que aconteça uma falha expressiva), o que evita a perda total do patrimônio investido.

Então, para começar a investir, procure por moedas virtuais que tenham valor de mercado e boa liquidez para evitar riscos. Saiba mais no vídeo abaixo: 

Quanto investir em criptomoeda?

Depois de “como analisar criptomoedas”, quanto investir é a pergunta de um milhão de dólares — e não há uma resposta certa!

A verdade é que as moedas digitais estão passando por um período de valorização exponencial, e tudo indica que esse é apenas o começo de um mercado que veio para ficar.

O ideal é iniciar com aplicações de valores mais baixos, para que você possa entender melhor o mercado, testar e identificar os riscos e oportunidades dessa categoria de investimento. 

Dito isso, quanto investir em criptomoedas irá depender de inúmeros fatores, mas especialistas em investimentos sugerem uma exposição limitada às moedas virtuais. 

No vídeo abaixo, descubra como começar a investir em criptomoedas com apenas R$1.000,00:

E se você deseja aprender mais sobre investimentos e como fazer parte dessa nova realidade, conheça o curso Segredos do Bitcoin e desvende suas maiores dúvidas sobre o assunto. 

Comentários