Quer saber como sobreviver à crise com tranquilidade, segurança e dinheiro na conta? Siga essas etapas simples:

  1. Organize bem suas finanças;
  2. Gaste com consciência;
  3. Busque alternativas para ganhar dinheiro;
  4. Invista em bons rendimentos;
  5. Negocie suas dívidas;
  6. Mantenha a calma e persista!

Os impactos da covid-19 pegaram muita gente de surpresa e é bem provável que ainda sentiremos os seus efeitos por muito tempo. No entanto, o desespero não vai te levar a nada. Quer garantir a sua sobrevivência na crise? Então você precisa dessas dicas!

Como sobreviver à crise? 6 passos simples para ter segurança e dinheiro na conta

1. Organize suas finanças

O primeiro passo de como sobreviver à crise é fazer uma boa análise da sua situação financeira, tendo uma noção clara e ampla sobre como seus ganhos e gastos estão sendo afetados pela crise. Coloque todas as suas fontes de renda, contas fixas e faturas a vencer na lista.

Uma boa forma de realizar essa organização é através de aplicativos de finanças pessoais. Os mais indicados são:

  • GuiaBolso: permite incluir diversos cartões de crédito, contas, investimentos e empréstimos, além de contar com função para criar metas de economia;
  • Toshl Finance: possibilita incluir gastos em diversas moedas e cria infográficos para facilitar o acompanhamento das finanças pessoais;
  • MoneyLover: além de acompanhar gastos, permite estabelecer orçamentos e criar lembretes para pagar contas na melhor data;
  • Organizze: app de finanças pessoais que funciona offline e permite um acompanhamento prático dos ganhos e gastos;
  • Mobills: prático e intuitivo, permite categorizar os gastos e fornece relatórios práticos para facilitar a economia e educação financeira do usuário.

Já fizemos uma seleção dos melhores aplicativos de finanças pessoais, vale a pena conferir!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

2. Adote um consumo consciente

Tempos desesperados pedem medidas desesperadas, mas você não precisa deixar a situação ir tão longe. Adote novos hábitos de consumo, priorizando as necessidades básicas e cortando o que não é essencial.

Com boa parte do comércio fechado, o dinheiro gasto com cinema, passeio, bares e restaurantes já irá diminuir drasticamente. Tome cuidado com gastos pequenos e recorrentes que funcionam como substituição a essas atividades.

Uma forma bem simples de estourar o limite do cartão de crédito é fazer muitos pedidos no iFood, por exemplo.

Comprar roupas novas é outro gasto que você pode deixar para dias melhores. Principalmente para quem está trabalhando em home office, não existe uma necessidade pontual para renovar o guarda-roupas.

Você até pode aproveitar promoções, sendo que muitas lojas estão criando formas para atrair e estimular o consumo, mas tome cuidado para não exagerar. Utilizar aplicativos de finanças pessoais, como citado, pode ajudar você a ficar dentro do orçamento nessas situações.

Ainda no tema de consumo consciente, dê preferência a negócios locais e de menor porte, já que eles são altamente afetados pela crise e diminuição no tráfego de pessoas. Além de ajudar, muitas vezes você encontra preços bem mais em conta do que em grandes redes.

3. Alternativas para ganhar dinheiro na crise

Independentemente de a sua renda ter sido afetada ou não, a crise pode ser uma oportunidade para ganhar dinheiro extra se você estiver disposto.

Existem muitas formas de ganhar dinheiro na crise, por exemplo:

  • Fabricação artesanal de máscaras de tecido;
  • Serviços de culinária;
  • Artesanato em geral;
  • Atuação como freelancer;
  • Venda de itens usados.

Essas são algumas práticas que você pode procurar como entrada alternativa de dinheiro, seja como renda complementar ou até mesmo como o empurrão que faltava para criar o seu próprio empreendimento, que pode ser físico ou digital.

Além disso, existem aplicativos para ganhar dinheiro usando seu smartphone. Como:

  • PiniOn: aplicativo onde o usuário responde pesquisas sobre marcas, produtos e serviços em troca de recompensas em dinheiro;
  • Google Opinion Rewards: app com recompensas direto na sua Google Wallet em troca de respostas em pesquisas diversas;
  • Méliuz: app para cashback, basta fazer suas compras nos parceiros da marca;
  • PicPay: app para pagamentos, cashback e organização de finanças;
  • SlideJoy: aplicativo para o usuário visualizar notícias e anúncios em troca de cupons ou dinheiro.

Com essas práticas, você garante uma situação financeira mais robusta para enfrentar a crise sem sofrimento.

Saiba mais: 6 ideias de como ganhar dinheiro na crise causada pela covid-19

4. Deixe seu dinheiro render

Uma excelente maneira de sobreviver a crise e ganhar dinheiro é deixar as suas economias trabalharem por você. Lógico que não recomendamos que sem experiência você saia por aí, investindo em ações, mas sabia que tanto as contas do Nubank quanto do PicPay rendem 100% CDI?

Em ambos os serviços, o rendimento é superior à poupança e, quanto mais você guardar, melhor.

O ideal é, depois de organizar as finanças, começar a guardar na sua conta digital. Assim, você garante um fundo para emergências e caso não precise usá-lo (estamos torcendo por isso), é possível juntar um bom dinheiro para investir quando a quarentena acabar e a situação financeira estiver mais estável.

Se você estiver interessado em um comparativo entre a NuConta do Nubank e o PicPay, a youtuber Beatriz Fontele fez um vídeo bem intuitivo sobre o assunto. Veja:

E, é claro, se você tem capital de investimento e está seguro, aqui no blog já fizemos uma lista com as 10 melhores fintechs para investir, que irá te ajudar a usar bem o seu dinheiro e fazê-lo render.

5. Negocie suas dívidas

Outra dica de como sobreviver à crise é não deixar suas dívidas se acumularem. Nesse momento, isso é muito importante. Muitas empresas estão flexibilizando e diminuindo juros para auxiliar clientes a manterem as contas em dia e isso é algo que você pode aproveitar para quitar dívidas ou evitar juros mais altos.

Um exemplo dessa flexibilização vem do Nubank, que aumentou a carência de empréstimos para 60 dias, sem cobrança de multas e IOF, e reduziu a taxa de juros do parcelamento de faturas de 10,4% para 1,9% ao mês. E essas foram apenas algumas das medidas da fintech para combater a pandemia.

Negociar suas dívidas agora, para que o pagamento delas se equipare aos ganhos na sua atual situação financeira, garante tranquilidade e aporte para se manter durante esses tempos difíceis, até tudo se normalizar novamente.

6. Mantenha a calma e persista

Um velho ditado já dizia “depois da tempestade, vem a bonança”, portanto, se você ainda não encontrou sua estabilidade, continue firme até encontrá-la. O desespero não irá ajudar, uma vez que ele afeta o seu julgamento e poder de decisão.

Mantenha a calma, mesmo sob pressão, procure ajuda se necessário e tente sempre manter uma imagem clara de como a situação realmente está. Dessa forma, você poderá reagir para atender as reais necessidades que surgirem.

Persistir e agir com inteligência faz parte da natureza dos empreendedores de sucesso, use isso a seu favor e você irá sobreviver a crise com boas chances de prosperar quando as coisas melhorarem.

Quer alcançar essa prosperidade? Acompanhe as novidades do blog Fintech, aqui nós disponibilizamos notícias, comparativos e insights valiosos para unir tecnologia, inteligência financeira e empreendedorismo.

Comentários