O mercado de fintechs da Europa vive uma profunda efervescência nos últimos anos. Mesmo ainda atrás dos maiores players do mercado de tecnologia financeira, como Estados Unidos e Ásia, as fintechs europeias vêm crescendo substancialmente a nível global.

Não à toa empresas como a N26 já começam pouco a pouco a investir no mercado brasileiro, por exemplo. 

Mas o que são as fintechs? São empresas modernas que buscam nos desafios impostos pelas dificuldades e burocracias do sistema financeiro tradicional um novo modelo de negócio que prime pela eficácia e um atendimento mais cuidadoso com o cliente frente a atual conjuntura do mundo globalizado.

É diante desse ecossistema em constante crescimento que trazemos aqui as 10 mais valiosas fintechs da Europa. Essas empresas são geralmente bancos, plataformas de pagamentos digitais, financiadoras de crédito global e ferramentas tecnológicas para gestão de negócios.

A lista foi feita baseada no valor de mercado de cada uma delas. Quer conhecer melhor essas empresas? Vamos lá!

Conheça as 10 principais fintechs da Europa 

1. Adyen: a líder holandesa de pagamentos virtuais

A Adyen é a maior fintech da Europa quando o assunto é valor de mercado. A empresa de pagamentos online holandesa possui um valor estimado de 22 bilhões de dólares.

Fundada em 2006, a empresa surgiu como uma opção alternativa e descomplicada de pagamentos em um mundo que já entrava a passos largos no universo digital. O objetivo da gigante holandesa é oferecer uma estrutura de pagamento eficaz e moderna para empresas inovadoras ao redor do mundo.

A Adyen (palavra de origem surinamesa que significa “começar de novo”) já possui cerca de mil funcionários com mais de 70 nacionalidades e mais de 20 escritórios em todo o mundo.

A lista de clientes da fintech holandesa possui gigantes do varejo, companhias aéreas e big techs, como Magazine Luiza, Gol, Uber e Linkedin.

2. Nexi: a maior fintech italiana

Também especializada em pagamento digital, a Nexi é a segunda maior fintech europeia no quesito valor de mercado. Em 2020, a empresa foi avaliada em 8.8 bilhões de dólares.

Já com mais de 70 anos dedicada ao ramo de pagamentos, a Nexi entendeu bem a mudança dos tempos e é hoje uma das maiores fintechs da Europa e vanguardista no pagamento digital. 

Dentre suas missões, está a crença na supremacia da tecnologia como forma hegemônica de pagamento em detrimento do dinheiro vivo. Dentre os principais serviços oferecidos, estão os pagamentos em débito, crédito e pré-pago por meio digital.

3. Klarna: o valioso serviço de pagamento sueco

O princípio fundamental de atuação da Klarna no mercado é o seguinte: “compre agora, pague depois”. Com um gerenciamento de risco sofisticado junto aos parceiros B2B, a Fintech sueca oferece um modelo de pagamento bastante inovador.

Por meio da Klarna, o cliente pode adiar o pagamento de suas compras no crédito ou no débito por um período mais confortável, permitindo assim um processo comercial mais dinâmico e menos engessado. O lucro da Klarna é baseado em taxas incidentes sobre as operações das empresas parceiras.

  • Entenda melhor o que é uma fintech com o vídeo explicativo do canal Investweb:

A Klarna foi fundada em 2005 na Suécia e em 2019 foi considerada a mais valiosa fintech da Europa. Após garantir uma fatia relevante do mercado americano nos últimos anos, a empresa tem, em média, um crescimento de meio milhão de clientes por mês.

4. Checkout: o serviço de pagamento britânico

A empresa fundada em 2009 no Reino Unido com o nome de Opus, mudou o nome para Checkout em 2012 e se consolidou com uma das principais fintechs da Europa. O valor de mercado da empresa em 2020 foi de 5.5 bilhões de dólares.

Principal concorrente da Ayden, a Checkout propõe soluções de pagamentos online para seus clientes B2B (business to business). O principal dos seus atrativos é a possibilidade de pagamentos internacionais para outros países, conectando cada vez mais o mercado global. O serviço da Checkout é utilizado inclusive por outras célebres fintechs, como a TransferWise.

5 e 6. TransferWise e Revolut: fintechs da Europa no mundo globalizado

Falando em pagamentos internacionais, O Revolut e o TransferWise são ferramentas britânicas de envio de dinheiro para contas internacionais. Ambos são apenas duas das várias empresas que entraram no processo de desburocratização e aumento da eficácia para transações financeiras entre participantes de países diferentes.

  • Confira nosso infográfico com um resumo das vantagens e características da TransferWise:
Principais-vantagens-da-TransferWise

Enquanto o TransferWise se notabiliza como uma ferramenta de envio de dinheiro para o exterior e se popularizou entre os brasileiros que querem mandar dinheiro para o exterior, o Revolut vai além. 

A empresa liderada por Nikolay Storonsky funciona também como uma conta corrente onde é possível guardar e movimentar seu dinheiro, além de possuir serviços de criptomoedas, home broker para o mercado de ações e fazer a conversão de dinheiro em mais de 25 moedas diferentes.

O Revolut e o TransferWise estão, respectivamente, em quinto e sexto colocados entre as 10 fintechs mais valiosas da Europa, com valores de mercado que giram em torno de 5 bilhões de dólares.

7. Greensill: a financiadora de capital global

A Greensill é mais uma prova da relevância do Reino Unido no universo das fintechs da Europa. A empresa especializada em financiamento de capital é uma das 5 empresas britânicas ranqueadas entre as 10 mais valiosas Fintechs da Europa, com valor de mercado de 3.5 bilhões de dólares.

Sua maior liderança, o fundador e chefe executivo Lex Greensil, possui um longo histórico de experiência no setor de financiamento britânico, tendo passagens como diretor pelo Citybank e pela Morgan Stanley.

Só em 2019, a Greensill investiu 143 bilhões de dólares em financiamento em mais de 170 países.

8. N26: uma das maiores fintechs da Europa chega ao Brasil

A N26 é um banco digital alemão com amplo mercado de atuação no continente europeu. A fintech pouco a pouco começa a realizar seu investimento no mercado brasileiro, onde já possui funcionários a trabalharem em escritório coworking na cidade de São Paulo.

O valor de mercado da N26 é de 3.5 bilhões de dólares. A empresa se notabiliza pela eficácia e inovação no serviço bancário e tem o objetivo de oferecer um serviço rápido, transparente e flexível. 

Atualmente com atuação em 24 países, a N26 pretende fazer concorrência a outras fintechs do mercado brasileiro, como o Nubank e o Banco Inter.

9 e 10. OakNorth e Izettle: tecnologia para seu negócio

A OakNorth e Izettle são fintechs que oferecem plataformas tecnológicas de otimização das finanças do seu negócio. Ambas obtiveram, respectivamente, valores de mercado de 2.8 e 2.2 bilhões de dólares em 2020.

Nona colocada entre as 10 mais, a OakNorth é uma empresa inglesa que oferece serviços de big data e machine learning para ajudar instituições financeiras mundo afora a potencializar o financiamento de crédito para empresas de mid-market. 

Já a Izettle, além de um plataforma com sistema de gestão semelhante ao da OakNorth, também oferece produtos e estruturas de pagamento, como maquininha de cartão, loja online e frente de caixa – PDV. Pelo sistema de pagamento da empresa, o dinheiro da venda cai na conta corrente registrada pelo cliente em apenas um dia útil

Fintechs da Europa e do mundo

O ecossistema de fintechs é uma tendência não só do continente, mas do mundo inteiro, inclusive do Brasil. Cada vez mais as empresas usam da inovação e da tecnologia para ajudar de forma eficaz e contundente a vida da nova geração das sociedades interconectadas.Gostou do conteúdo? No blog Fintech você acompanha todas as novidades do mundo financeiro digital com conteúdos completos e de alta qualidade.

Comentários