Você sabia que, de acordo com o Banco Central, 58,5% da renda dos brasileiros está destinada para cobrir alguma dívida? Dentre os maiores problemas, estão os juros altíssimos para empréstimos e cartão de crédito. Porém, esse e outros problemas financeiros do dia a dia podem estar com os seus dias contados. Para saber como isso acontecerá, precisamos saber o que é open banking. 

O Sistema Financeiro Aberto, tradução em português, começou a ser implementado no Brasil em fevereiro de 2021. 

Entretanto, só o conheceremos na prática na metade do próximo ano, quando as instituições financeiras completarem o compartilhamento de dados. 

Criamos este artigo para você entender o que será o open banking, saber qual será o impacto na sua vida financeira e compreender como será feito o compartilhamento de dados entre as instituições financeiras. 

Neste texto, você entenderá: 

  • O que é open banking?
  • De onde veio o conceito de open banking? 
  • Como o open banking funciona?
  • É seguro o compartilhamento de dados? 
  • Qual é a diferença entre open banking e open finance?

Assim, você estará por dentro deste novo conceito de open banking, que mudará o cenário financeiro nacional. 

O que é open banking?

No mesmo ano em que colocou em prática o PIX, o Banco Central do Brasil (BC), autarquia responsável por supervisionar o sistema econômico do país, anunciou o open banking. As novidades do BC chegaram para mudar o cenário financeiro nacional para sempre. 

O open banking surge como uma maneira de facilitar o compartilhamento de dados de clientes entre as instituições bancárias do país. 

Por exemplo: com o Sistema Financeiro Aberto, os clientes do “Banco A” podem compartilhar seus dados com o “Banco B” em busca de preços mais baixos e serviços mais vantajosos. 

Em uma API, interface de programação de aplicativos em português, os bancos poderão incluir seus serviços, tipo de contas, tarifas e benefícios., com segurança.

Assim, caberá ao cliente escolher qual instituição financeira proporciona mais benefícios para os seus fins. 

De onde vem o conceito de open banking?

Você sabia que não é só no Brasil que o conceito de open banking existe? Na verdade, o nosso Sistema Financeiro Aberto é muito inspirado no modelo inglês. 

Em 2018, o Reino Unido conheceu o open banking, tendo, no ano seguinte, mais de 2,8 milhões de usuários. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Insider Intelligence, agência de pesquisa britânica, o open banking e as APIs estão impulsionando o crescimento acelerado das fintechs de todo o país.

Além do Reino Unido, outros países, como a Austrália e a Alemanha, estão criando os seus open bankings, possibilitando uma maior facilidade aos seus cidadãos. 

Como o open banking funciona? 

Agora que conversamos sobre o que é open banking, é necessário entender como ele funcionará na realidade. 

No mercado, quanto mais concorrência, mais baratos os produtos passam a ser para o consumidor. Esta é a expectativa do Banco Central para o open banking. 

A plataforma tem dois princípios: a disponibilização dos serviços dos bancos e fintechs brasileiras e o compartilhamento dos dados dos clientes.

O primeiro deles é a integração de serviços das instituições financeiras. Investimentos, tarifas e taxas de serviço, juros de créditos, e outros serão compartilhados. 

Do outro lado das negociações, o cliente terá o poder de escolher quais dados serão compartilhados e com quais instituições deseja partilhar. 

Além disso, o conceito de open banking permite que os correntistas, ou seja, aqueles que possuem conta em banco, possam optar o limite de tempo em que seus dados estarão disponíveis. 

Com essas duas etapas estabelecidas, os clientes poderão analisar as ofertas dos bancos. Com uma maior competição, por exemplo, os juros do empréstimo e do cheque especial tendem a diminuir. 

Atualmente, a regulamentação do open banking ainda está sendo feita. O Banco Central anunciou que bancos e fintechs terão até junho de 2022 para definirem como participarão desta nova empreitada. 

É seguro o compartilhamento de dados pelo open banking? 

Fonte: Banco Central do Brasil

Com os recentes vazamentos de informações confidenciais e a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), é comum que fiquemos receosos com a segurança dos nossos dados

Entretanto, o compartilhamento das informações de cada cliente só pode ser feito com o consentimento, ou seja, a autorização, do próprio correntista. 

Portanto, nenhuma instituição financeira poderá ter acesso aos dados sem a permissão prévia dos donos destas informações. 

Uma vez compartilhado, a segurança dos seus dados continuará sendo feita pelas respectivos bancos e fintechs. Essas empresas deverão zelar contra o risco de invasões. 

Qual é a diferença entre open banking e open finance?

Agora que entendemos, de uma vez por todas, o que é open banking, é hora de expandir os nossos horizontes! 

Você sabia que o conceito de open banking no Brasil evoluirá, no futuro, para o open finance? Esta definição é, nada mais, nada menos, do que uma soma de instituições com as quais você poderá compartilhar seus dados. 

Enquanto o open banking engloba apenas bancos e fintechs, o open finance engloba fundos de pensão, previdência, corretoras de seguros e outras instituições que efetuam pagamentos. 

Isso poderá diminuir os valores dos serviços apresentados aos clientes e, além disso, aumentar o número de oportunidades de financiamento e investimentos. 

Entendeu o conceito de open banking?

Então, você conseguiu entender, finalmente, o que é open banking? Ao longo deste texto, você aprendeu que: 

  • o open banking surge como uma oportunidade de melhores oportunidades aos clientes; 
  • os dados só serão compartilhados com o consentimento do cliente;
  • os bancos serão obrigados a abaixar seus valores por conta da ampla concorrência;
  • o que será o open banking brasileiro é, na verdade, o open finance, abrangendo outras instituições financeiras, como corretoras de seguro; 
  • o nosso conceito de open banking é baseado em outras experiências estrangeiras de muito sucesso, como no Reino Unido;
  • a regulamentação do open banking no Brasil ainda está sendo construída, tendo previsão de inauguração em 2022.

Mas, é claro, o mundo financeiro do Brasil é muito mais vasto e necessita de muito mais estudo. Acesse nosso blog e aprenda mais sobre o assunto. Aqui, você encontra artigos sobre investimentos, fintechs, criptomoedas e muitos outros temas.

Comentários