Em um mercado cada vez mais concorrido, como saber quais são os melhores bancos digitais para empresas? Custo zero em diversas tarifas, agilidade no atendimento e acesso 24 horas são alguns dos benefícios para os empreendedores que optam por economizar (e muito), além de deixar de lado a burocracia e o tempo perdido nas filas de agências físicas dos bancos convencionais.

Vale lembrar que a Resolução nº 4.697/18 do Banco Central (Bacen), que autoriza as contas digitais para pessoas jurídicas, foi um divisor de águas para os mais de 53,4 milhões de brasileiros envolvidos com atividades empreendedoras. Segundo o Sebrae, há uma forte tendência de crescimento no setor, principalmente pela pandemia do coronavírus, pois muitos percebem o empreendedorismo como uma fonte de renda em momentos de crise.

Aliás, conforme o  Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian, em janeiro de 2020, o país registrou um recorde histórico nos novos empreendimentos. A alta de 21,7% em relação ao ano anterior representa a geração de 320.512 negócios, o que comprova esse franco crescimento no setor, cujos empreendedores se beneficiam com a economia e a flexibilidade das contas 100% digitais. 

E, se você quer saber: por que ter um banco digital? Vem ouvir esse podcast que fala das principais vantagens em comparação com os “bancões” convencionais:

Como saber quais são os melhores bancos digitais para empresas?

Para decidir qual é o melhor banco para pessoa jurídica, é importante considerar os seguintes pontos:

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

1. Porte da empresa

Em geral, o “tamanho” da empresa leva em conta o faturamento anual, as atividades realizadas e o quadro de colaboradores, entre outros aspectos. Dessa forma, podemos saber se é uma microempresa ou uma empresa de pequeno, médio e grande porte. 

Cabe ressaltar que algumas instituições financeiras propiciam condições especiais dependendo justamente do porte da empresa.

2. Serviços

Dentre os melhores bancos digitais para empresas, é essencial conferir o portfólio de serviços que podem ser contratados a curto, médio e longo prazo, considerando ainda as gratuidades propiciadas para a conta jurídica, tais como: 

  • Conta-corrente 100% digital e, em geral, sem tarifas;
  • Cartão de crédito múltiplo (débito/crédito), muitos deles sem anuidade; 
  • Produtos de crédito com taxas acessíveis;
  • Carteiras de investimentos com excelente rentabilidade;
  • Consórcios;
  • Seguros;
  • E outros.

3. Meios de pagamento digitais

Conhecer as soluções disponíveis para os meios de pagamento é essencial para propiciar uma experiência positiva do consumidor, como a possibilidade de pagar via: leitura de QR Code, aproximação de celulares ou cartões (Near Field Communication – NFC), carteira digital (e-wallet), criptomoedas e ainda uma tecnologia conhecida como “contactless” (sem contato, em português).  

4. Economia

Conhecidos por dispor de um amplo leque de gratuidades, os melhores bancos digitais para empresas têm condições diferenciadas entre si. Ou seja, alguns deles propiciam cartões sem anuidade, outros isentam o custo mensal da maquininha e assim por diante. 

Em outras palavras, vale considerar o custo-benefício que é mais expressivo para o seu perfil empreendedor, haja vista que as empresas têm diferentes demandas. Como exemplo, se você precisa transferir recursos com frequência, a conta PJ do C6 Bank te disponibiliza a isenção de até 100 transferências por mês

5. Empresa MEI versus ME

Entre outros quesitos, a principal diferença entre MEI e ME é relativa ao faturamento. Como Microempreendedor Individual (MEI), é possível faturar até R$ 81 mil ao ano. Por outro lado, em uma Microempresa (ME), esse montante anual pode ser de até R$ 360 mil. 

Em todo caso, esse enquadramento tributário e jurídico (como MEI ou ME) é um fator determinante na hora de escolher entre os melhores bancos digitais para empresas.

Os prós e contras dos 7 melhores bancos digitais para empresas

Listamos os diferenciais dessas sete contas PJ:

1. C6 Bank para empresas

  • Sem tarifa para abertura e manutenção da conta;
  • Isenção para saques (ilimitados) no Banco24Horas;
  • Anuidade zero no cartão múltiplo (crédito/débito);
  • Até 100 transferências gratuitas ao mês;
  • Depósitos via boleto bancário;
  • Sem custo mensal da maquininha C6 Pay (para correntistas com vendas acima de R$ 5 mil/mês no cartão);
  • E mais: conte com um consultor financeiro para te orientar no processo de abertura de conta PJ, lembrando que a conta MEI pode ser feita pelo aplicativo.  

2. Neon PJ

  • Gratuidade na manutenção da conta;
  • Sem anuidade no cartão (débito/virtual);
  • R$ 2,90 por emissão de boleto;
  • R$ 3,50 por TED;
  • ATENÇÃO: o Neon está trabalhando no relançamento da conta Pejota, logo, só está disponível para MEI, pelo menos por enquanto.

3. Nubank PJ

  • Isenção na taxa de manutenção;
  • Transferências gratuitas;
  • Acesso pelo app (integrado com a conta Pessoa Física);
  • IMPORTANTE: por ora, está disponível apenas para quem já é cliente do cartão de crédito ou mesmo da NuConta.

4. Banco Inter PJ

  • Gratuidades: manutenção da conta, anuidade do cartão, saques, até 100 transferências/mês e emissão de até 100 boletos/mês;
  • Possibilidade de criar diferentes perfis de acesso, com as respectivas permissões para visualizar e movimentar a conta;
  • Recebimentos via QR Code;
  • Taxas da maquininha: 1,80% no débito, 2% no crédito à vista e a partir de 1% a.m. na antecipação de recebíveis.

5. BS2 Empresas

  • Sem taxa para manutenção de conta;
  • Sem anuidade no cartão (virtual/débito);
  • Isenção nas emissões de boleto;
  • R$ 3,50 a cada TED;
  • R$ 69,90 ao mês no aluguel da maquininha BS2 Pay; 
  • R$ 2,47 por boleto compensado;
  • API (Application Program Interface): integração entre pagamentos, transferências, boletos etc.

6. Banco Original PJ

  • Conta integrada (Pessoa Física e Pessoa Jurídica), por R$ 19,90 ao mês;
  • Orientação de especialistas do mercado financeiro;
  • Para empresas de grande porte: atendimento diferenciado nas operações de renda fixa;
  • Plus: cashback no cartão.

7. PJBank

  • Conta digital integrada aos sistemas de gestão (ERP), com conciliação automática;
  • Recebimentos via boleto ou cartão de crédito;
  • Pagamentos via cartão da conta digital;
  • Cartão corporativo (Visa); 
  • Não há taxa de abertura da conta, entretanto, há uma tarifa de manutenção, conforme o contrato (sob consulta diretamente com a fintech).

E, então, considerando seu perfil empreendedor, já decidiu quais são as vantagens que mais te interessam entre os melhores bancos digitais para empresas? A propósito, aproveite para conhecer mais sobre o mercado das instituições financeiras digitais: 

Comentários