As pequenas e médias empresas representam a maioria dos negócios no Brasil. Uma pesquisa do Sebrae, por exemplo, mostra que existem no país mais de 17 milhões de pequenos negócios (7 milhões de micro e pequenas empresas e 10,9 milhões de microempreendedores individuais, ou MEI). Esse número representa 99% de todas as empresas do país. 

Dentre esses negócios, um dos principais desafios está relacionado à área financeira. E é nesse contexto que surge a fintech Cora, criada para ajudar esse público a ter menos burocracia quando o assunto são as finanças. A startup financeira foi criada por dois engenheiros que, já em seu segundo negócio, resolveram focar em atender exclusivamente empresas menores.

Neste artigo você ficará sabendo tudo sobre:

  • A história da Cora;
  • Para quem é a Cora;
  • Quais são as vantagens de uma conta PJ para pequenos empreendedores?;
  • Prós e contras da Cora;
  • Como abrir conta na Cora em 3 passos; 
  • Como emitir boleto pelo app da Cora;
  • Se a Cora é confiável ou não;
  • Se, afinal, vale a pena ou não ser cliente da empresa.

Confira!

A história da Cora

Os criadores da Cora, Igor Senra e Leo Mendes, estão na segunda empreitada. Em 2007, eles criaram a Moip, uma das primeiras startups de pagamentos online. As coisas deram tão certo que, em 2016, a Moip foi vendida para a alemã Wirecard. 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Em 2018, dois dos engenheiros resolveram sair da Moip para investir em um projeto que pudesse ajudar o país a se desenvolver. Assim surgiu a ideia de criar um banco 100% digital para facilitar transações bancárias para PMEs. 

Em 2019, a Cora recebeu um aporte de R$ 10 milhões, dos fundos Kaszek e Ribbit. O valor foi investido em contratar mais funcionários de softwares e equipamentos. 

Conheça os criadores da Cora

Foto: Arquivo pessoal

Leo Mendes cursou engenharia de controle e automação na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Também estudou Inovação na Alemanha e nos Estados Unidos e voltou ao Brasil disposto a criar um negócio parecido com o Paypal. Ele conseguiu: começou a programar o sistema da Moip, sua ex empresa. 

Já Igor Senra desde cedo trabalhava com o pai na indústria têxtil. Começou a empreender por conta própria e aos 16 anos já tinha um negócio na mesma área do pai. Embora o negócio estivesse indo bem, Igor o vendeu e foi trabalhar em empresas como Claro e Telemig, em São Paulo, até fundar a Moip junto com Leo Mendes.

Para quem é a Cora?

A fintech Cora tem como público-alvo empresas com faturamento anual de até 4,8 milhões. Os pequenos e médios negócios são os maiores empregadores, de acordo com estudos do Sebrae. 

Facilitar transações bancárias para esse público faz com que os negócios tenham mais chances de passar do primeiro ano. Visto que uma das dificuldades dos pequenos é passar desse período. Além disso, fintechs com foco nas PMEs também contribuem indiretamente com o crescimento do Produto Interno Brasileiro, o PIB.

Outro ponto é que a fintech Cora atende dois dos requisitos da agenda da ONU Organização das Nações Unidas) para 2030: estimular novos negócios e melhorar serviços financeiros e de crédito.

Quais são as vantagens de uma conta PJ para pequenos empreendedores? 

Alguns empreendedores começam apenas com uma conta, a física e pessoal deles mesmos. Isso pode, além de confundir as despesas, impossibilitar o empreendedor de conseguir mais linha de crédito.

Veja as vantagens de ter uma conta só para o seu negócio: 

Conseguir empréstimos e financiamentos com mais facilidade

As instituições costumam liberar maior crédito para contas jurídicas. Isso pode ajudar muito a investir no negócio. A dica é ficar de olho nas taxas de juros sempre. 

Aplicações financeiras

Os produtos oferecidos para contas físicas são diferentes dos oferecidos para contas jurídicas. As necessidades de quem usa a conta para o negócio são maiores, por isso existem produtos e condições especiais, como maquininhas de cartão ou até mesmo número de TEDs ou DOCs ilimitados.

Maquininha de cartão 

A Cora ainda não oferece essa alternativa, mas muitas outras fintechs sim. Em uma conta PJ essa é uma das vantagens, ter sua própria máquina de cartão para aumentar as vendas. 

Prós e contras da fintech Cora 

Prós

  • Cartões para funcionários e sócios: um dos diferenciais da Cora é disponibilizar cartões para sócios e funcionários. Digamos que algum funcionário precise comprar insumos para a empresa mensalmente. É possível que ele tenha um cartão específico para isso. A vantagem é ter mais controle e organização nas finanças da empresa.
  • Emissão de boletos grátis e ilimitados: algumas fintechs cobram pela emissão de boletos ou os limitam a uma quantidade. Na Cora o empreendedor não tem essa preocupação. 
  • TEDs gratuitos: as transferências são ilimitadas e gratuitas.

Contras 

  • Tarifas por saque: a Cora cobra R$ 6,50 por cada saque.
  • Sem cartão de crédito: a Cora não disponibiliza cartões de crédito até o momento. Há rumores de que isso vá acontecer, mas não há data prevista.
  • Transações somente por aplicativo: em alguns bancos digitais é possível realizar transações pelo site. Na Cora isso não é possível. 

Como abrir conta na Cora em 3 passos?

Abrir uma conta digital na Cora é bem simples, no site você tem vários botões que indicam a abertura da conta. É só seguir esses passos: 

  1. Entre no site;
  2. Clique em abrir conta;
  3. Preencha o formulário e em seguida baixe o aplicativo para terminar o processo.

Como emitir boleto e receber usando o app da Cora

  • Faça a emissão de boletos em poucos minutos pelo app da Cora;
  • Após a confirmação de pagamento do seu boleto, o dinheiro é liberado na conta em até 3 dias úteis;
  • Acompanhe os recebimentos de todos os boletos gerados direto no aplicativo.

A Cora é confiável? 

Diante de todos os benefícios, você pode se perguntar: será que a Cora é confiável? Podemos adiantar que a resposta é sim. Veja abaixo os motivos em detalhes:

Nota 9,9 no ReclameAqui

No ReclameAqui, a Cora só tem uma reclamação, que foi solucionada rapidamente. Um cliente faz elogios, mas se mostra insatisfeito com o uso do aplicativo. Após o atendimento da Cora, ele dá nota dez ao atendimento e solução do problema.  

Cora recebeu aporte em menos de 6 meses 

Toda startup sonha em receber investimento para escalar o negócio, mas isso pode levar tempo. A Cora precisou apenas de seis meses para que o valor de R$ 10 milhões viesse como aporte, através dos fundos de capital de risco Kaszek e Ribbit.

Esse valor foi usado entre outras coisas para captar clientes e contratar profissionais. De  acordo com entrevista à revista Forbes.

Os criadores da Cora são empreendedores experientes

A Cora surgiu de dois engenheiros que já haviam criado um negócio de sucesso. A startup Moip foi tão bem aceita que chamou atenção de executivos estrangeiros. 

Depois de venderem a Moip, Igor e Leonardo continuaram em seus cargos, no entanto decidiram sair da empresa para criar um negócio que fizesse mais sentido para eles.

Começaram então a se dedicar a algo mais alinhado aos seus propósitos: ajudar pessoas e o país. Esses são indicadores de empreendedores natos que lançam empreendimentos com foco em solucionar de fato um problema real. 

Aval do Banco Central 

A Cora recebeu autorização do Banco Central para ser uma Sociedade de Crédito Direto (SCD). Eles são regulamentados e seguem os padrões das fintechs

Conheça o Compre dos Pequenos

A Cora desenvolveu uma iniciativa para ajudar pequenos negócios a terem visibilidade, em uma parceria com o Facebook e o Sebrae. O Compre dos Pequenos é uma página para pequenos empreendedores a divulgarem seus produtos e serviços. 

Essa iniciativa ajuda a elaborar artes e orienta comunicação dos negócios. Existe uma área onde o empreendedor cria uma página, como uma rede social para pequenos e médios negócios.

Como funciona a iniciativa Compre dos Pequenos? 

Através de cupons o cliente obtém o produto e o empreendimento recebe o dinheiro na conta. 

É gerado um boleto automático que ao ser pago cai na conta do empreendimento, ele é notificado na hora e depois cliente e vendedor combinam como será feita a entrega do produto.

Como se cadastrar no Compre dos Pequenos da Cora?

  1. Entre no site;
  2. Clique em cadastrar negócio;
  3. informe seus dados (nome, email e uma senha);
  4. Depois do cadastro você vai precisar informar sua conta da Cora, pois é nela onde serão emitidos boletos e serão recebidos os pagamentos.
  5. Preencha os campos seguintes com nome do negócio, categoria e uma foto. 

Afinal, a Cora vale ou não a pena? 

  • A Cora é uma fintech relativamente nova, há bastante trabalho a ser feito. No entanto, pela bagagem de seus criadores, podemos esperar um novo sucesso logo, logo. 
  • Ainda faltam serviços como cartão de crédito e até mesmo um site mais explicativo. Contudo, vimos que a fintech é de confiança e foca em ajudar os pequenos e médios empreendedores de verdade. 
  • A plataforma Compre dos Pequenos é uma grande iniciativa que surgiu durante a pandemia, foi uma grande sacada. 
  • A Cora está começando aos poucos, no futuro a ideia é oferecer produtos de crédito, gerenciamento financeiro e de pagamentos. 

“Até agora, as grandes instituições financeiras construíram principalmente produtos focados em pessoas físicas ou grandes clientes corporativos e ignoraram totalmente as pequenas e médias empresas, que são os criadores de valor mais relevantes em nossas economias”, afirma Leo Mendes, líder de produtos e tecnologia na Cora em entrevista ao site Startse.

Agora que você já sabe o que é a fintech Cora, continue acompanhado o nosso blog para saber sobre outras fintechs. Assine nossa newsletter para ficar por dentro de tudo em primeira mão.

Comentários