Mesmo em um cenário de crise econômica, agravado ainda pela pandemia do coronavírus, dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) mostram aumento no número de pedidos de empréstimo para comprar imóvel. Uma das explicações para esse crescimento é a evolução na tecnologia de financiamento imobiliário.

Com o uso de ferramentas digitais, fintechs e startups estão puxando o bonde dessa evolução. E quem ganha são os clientes que já conseguem comprar um imóvel sem sair de casa, fugindo da burocracia e economizando tempo e dinheiro.

Essas inovações estão mudando a forma de financiar imóvel no Brasil e criando campos de atuação diversificados e promissores para empresas digitais. Neste post, você conhecerá 7 dessas tecnologias:

  1. Inteligência artificial e big data
  2. Assinatura eletrônica
  3. Chatbot de atendimento
  4. CRM na nuvem
  5. 3D e 360 graus
  6. Realidade virtual e aumentada
  7. Marketplaces


Ao longo do texto, você perceberá que todas elas se adequam perfeitamente à chamada cultura startup e são ótimas oportunidades de negócio para quem gosta de inovar. Prepare-se então para conhecer o novo mercado imobiliário brasileiro!

7 novidades de tecnologia de financiamento imobiliário para ficar de olho

Os dados da Abecip são impactantes. De acordo com a associação, os financiamentos imobiliários movimentaram R$ 11,7 bilhões em agosto de 2020, uma alta de 74,4% em relação ao mesmo mês de 2019.

A principal explicação para esse aumento é o fato de a taxa básica de juros Selic estar em seu patamar mínimo histórico (2% ao ano) e isso melhorar consideravelmente as condições dos empréstimos. No entanto, nada disso seria possível sem a transformação digital.

A possibilidade de encontrar um apartamento, pedir empréstimo e assinar um contrato de forma totalmente online tem atraído cada vez mais interessados. Em tempos de isolamento social, essa tendência ganhou ainda mais força e logo vai se tornar o padrão.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Conheça abaixo algumas das tecnologias que permitiram essa evolução e se tornarão foco de mais investimentos nos próximos anos:

1. Inteligência artificial e big data

No mercado imobiliário, que se baseia em pesquisas e divulgação, as ferramentas tecnológicas que usamos corriqueiramente, como computador e smartphone, criam um aglomerado de dados de usuários na rede, o chamado big data. O uso inteligente dessas informações será fundamental para o futuro dos financiamentos.

Atualmente, graças à inteligência artificial e com base nesses dados, é possível apresentar aos clientes recomendações de imóveis com base em pesquisas anteriores, preferências e renda. Já os profissionais da área conseguem analisar o perfil de crédito dos clientes e o potencial econômico de um bairro.

Os simuladores de financiamento são um bom exemplo de como a união entre big data e inteligência artificial melhora a experiência do usuário. Não é à toa que os maiores bancos e startups de empréstimo já oferecem esse tipo de ferramenta.

2. Assinatura eletrônica

Uma das etapas mais burocráticas e arrastadas de um financiamento é a necessidade de registrar documentos e contratos. Mas, se todo o resto do processo já foi digitalizado, seria um contrasenso precisar se deslocar ao cartório para resolver essas pendências, certo?

Certo! E o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) se rendeu à modernidade no final de 2019, quando oficializou o uso da assinatura eletrônica no registro de imóveis. Essa era a última ponta solta para permitir que as pessoas pudessem comprar e financiar imóveis de forma totalmente online.

Os portais de imóveis e as imobiliárias modernas já perceberam que o uso da assinatura eletrônica agiliza as transações e ajuda a fechar os negócios em menor espaço de tempo. Com tantas vantagens, é difícil imaginar os clientes voltando a velhas práticas.

3. Chatbots de atendimento

Os chatbots de atendimento ao cliente são ferramentas de inteligência artificial que simulam uma conversa humana. A utilização desses robôs, que podem ser personalizados para responder às questões que você achar mais importantes, já está difundida em vários segmentos, inclusive no mercado imobiliário.

Isso quer dizer que um cliente já pode iniciar a solicitação de um financiamento virtualmente mesmo fora do horário comercial, inclusive de madrugada. Os chatbots ficam disponíveis 24 horas por dia para tirar dúvidas ou até mesmo indicar móveis mais adequados para cada perfil.

Em seguida, todas as informações dessa conversa inicial são enviadas enviadas para seres humanos, que podem continuar o atendimento com base nesses dados.

No vídeo abaixo, do canal Marketeiro Confesso, você verá alguns exemplos de como o chatbot pode humanizar o atendimento e garantir mais resultados para o seu negócio:

4. CRM na nuvem

Os sistemas de Customer Relationship Management (CRM) são uma necessidade dentro de qualquer equipe de vendas e não é diferente para quem atua no setor de financiamento imobiliário e precisa gerir uma carteira de clientes. Embora o conceito não seja novo, a tecnologia atual permite seu armazenamento na nuvem.

Entre as vantagens do CRM na nuvem, podemos destacar:

  • Dados e estatísticas sobre o comportamento do cliente;
  • Dados atualizados sobre da performance e desempenho;
  • Informações sobre a concorrência;
  • Acesso remoto ao sistema;
  • Comunicação e colaboração na nuvem;
  • Suporte imediato ao cliente.

Com a democratização da internet, a tendência é que as empresas que usem tecnologias de ponta em customer relationship e cloud computing se destaquem cada vez mais de concorrentes que pararam no tempo. 

5. 3D e 360 graus

Ao contratar um financiamento de imóvel, o cliente está se comprometendo a pagar parcelas por um período que pode se estender por até 35 anos. Ou seja, ele precisa ter certeza absoluta da escolha que vai fazer.

Como na maioria das vezes o primeiro contato com a casa ou apartamento desejado é virtual, as imagens são imprescindíveis no mercado imobiliário. Nada mais natural que usar a tecnologia para criar fotos cada vez mais imersivas e atrair mais clientes. 

Unindo o 3D com fotos em 360 graus, é possível criar maquetes online totalmente interativas e em alta qualidade. Dessa forma, os interessados podem visitar imóveis virtualmente por meio do computador ou do celular.

6. Realidade virtual e aumentada

Ainda na seara das visitas virtuais, outras duas tecnologias podem ser usadas para aumentar a experiência sensorial dos clientes e transmitir uma perspectiva mais precisa dos imóveis. Estamos falando da realidade virtual e da realidade aumentada.

É cada vez mais comum que imobiliárias modernas ofereçam óculos de realidade virtual para seus clientes. Dessa forma, além de ficarem totalmente imersos nas imagens tridimensionais, eles podem visitar vários apartamentos sem sair do lugar. 

Já com o recurso da realidade aumentada: o cliente consegue ver elementos virtuais sobrepostos ao espaço físico ao seu redor.

7. Marketplaces

Bastante usados para conectar vendedores e compradores e intermediar transações, os marketplaces de imóveis também já expandiram sua atuação para o setor de financiamento. Atualmente, muitos deles estão usando sua expertise tecnológica para agilizar a solicitação e a aprovação de crédito imobiliário.

Plataformas como a Kzas permitem não só que o cliente tenha acesso a imóveis que combinam com suas preferências e seu perfil de crédito, mas também oferecem assessoria em todas as etapas do financiamento. Desde a comparação das taxas nos principais banco e até o registro da escritura.

E aí? Já conhecia todas essas inovações? O melhor é que tecnologias de financiamento imobiliário são perfeitamente adaptáveis ao modelo de negócios das fintechs e outros tipos de startups. Uma ótima notícia para quem quer fazer a diferença no setor financeiro e no novo mercado imobiliário.

Esse post foi escrito pela Kzas – plataforma que transforma a venda, compra e financiamento de imóvel em algo mais simples e digital – a convite da Fintech.

Comentários