Conseguir capital para abrir uma fintech não é uma tarefa simples. Bem, isso você sabe como ninguém, afinal, já começou o seu negócio e está em busca de investimentos para vê-lo crescer, certo?

Para conquistar o aporte necessário e impulsionar a sua empresa, é necessário entender alguns processos. No decorrer desse artigo, mostraremos para você quais são os principais pontos em que deve ficar atento para atrair a atenção dos investidores e conseguir o tão sonhado capital para abrir sua fintech. Boa leitura!

O boom das startups financeiras

Não é segredo que para captar recursos, um negócio precisa ser atrativo. Esse parece ser o caso das startups financeiras que, como sabe, estão revolucionando o mercado fintech.

Cada vez mais aquecido, esse setor está atraindo o capital de investidores. Logo, não foi à toa que 2018 tenha sido o melhor ano das fintechs no Brasil. Isso porque foi nesse período que essas companhias atingiram a marca de unicórnio pela primeira vez, como foi o caso da Nubank.

A boa perspectiva também foi apontada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do relatório Fintech na América Latina 2018: crescimento e consolidação . O documento assinalou um aumento de 66 novos empreendimentos em comparação ao ano anterior.

capital para abir uma fintech

Crédito: Finnovista

O relatório também indicou que das 1166 startups presentes em 18 países, 380 são do Brasil. Em outras palavras, o cenário parece favorável, não é mesmo?

Atrair capital para abrir uma fintech: primeiros passos

Para atrair capital para abrir uma fintech é fundamental ter planos claros. Pense: você precisa de um investidor estratégico, que ajudará a sua companhia a se posicionar no mercado, ou está mais focado no retorno do seu negócio? Estabeleça a sua prioridade antes de mais nada.

O passo seguinte é avaliar se sua empresa está preparada para oferecer credibilidade ao mercado. Isso porque para que invistam em sua fintech, ela precisa contar com três pontos principais:

  • Uma equipe de qualidade,
  • Um plano de negócios bem-apresentado;
  • Dados que respaldem o seu potencial de gerar lucro.

Tendo isso em mente, a próxima etapa é refletir. Será que essa é a hora certa para captar recursos? Não, não estamos jogando um balde de água fria em seus planos. O objetivo é fazer com que você pense bem. Isso porque como sua companhia é nova, tentar atrair investidores para ela pode causar muita pressão por resultados logo no início.

Planejou, entendeu bem o que sua empresa tem a oferecer, compreendeu a pressão que poderá sofrer e, mesmo assim, deseja prosseguir com o processo? Então, continue lendo!

Como conseguir capital para abrir uma fintech

Para conseguir capital para abrir uma fintech, as companhias que estão começando, geralmente, contam, em primeiro lugar, como o apoio de Family, Friends and Fools (FFF) e dos famosos investidores-anjo. Sem esse empurrão inicial, é muito difícil que a empresa decole de fato.

Family, Friends and Fools (FFF)

Family, Friends and Fools (FFF) se refere ao dinheiro obtido junto à família, amigos ou conhecidos que acreditam na sua ideia e que estão dispostos a ceder recursos em troca de um percentual de seu negócio. Para isso, é essencial ter cuidado, já que é possível que esse grupo não esteja afinado com questões cruciais do setor, dificultando futuras tomadas de decisão. Afinal, depois que o dinheiro for investido, eles serão seus sócios e, dependendo do acordo, poderão interferir nas decisões.

A recomendação aqui é delimitar muito bem os direitos e deveres de cada parte para, assim, evitar prejuízos e preservar a saúde do seu negócio e de suas relações. Porém, não deixa de ser uma estratégia para conseguir capital para abrir sua fintech.

Investidor-anjo

Verdade seja dita: investir em startups financeiras é uma atitude de alto risco. Logo, mesmo que você seja um profissional de renome e bem-relacionado, é possível que encontre dificuldades em convencer alguém para financiar o seu projeto.

Em primeiro lugar, você deve pesquisar muito e analisar quem são os investidores-anjo reconhecidos pelo mercado. Deve buscar saber também em que projetos eles estão envolvidos. Após isso, é fundamental pensar em como apresentará a sua companhia.

Não há receita de bolo para provar que a sua ideia vale a pena e, assim, conquistar o investidor. Porém, há recomendações valiosas que podem ajudá-lo em seu pitch:

  • Use muitos dados;
  • Exiba o modelo de negócio;
  • Faça quadros comparativos da concorrência;
  • Mostre projeções realistas;
  • Feche sua apresentação de forma incrível.

Mais importante do que apresentar bem o seu projeto, é mostrar a capacidade de execução da sua startup. Para isso, você precisa provar para o seu investidor que:

  • Sua equipe é bem treinada;
  • Seu negócio tem potencial de crescimento;
  • Seu produto (ou serviço) apresenta um diferencial e há demanda para ele;
  • Seus resultados iniciais são expressivos e positivos.

Confiança e resiliência também são características indispensáveis para quem quer atrair capital para abrir sua fintech. Afinal, antes de receber um “sim”, você terá que lidar com muitos “nãos”.

Investimento coletivo (Crowdfunding)

O investimento coletivo (Crowdfunding) também pode ser uma boa alternativa para quem quer conseguir capital para abrir uma fintech. Isso porque essa forma de financiamento facilita a busca por novos empreendedores.

Feito pela Internet, o crowdfunding  funciona como uma “vaquinha online”, em que diversas pessoas colaboram para um projeto inovador com pequenas quantias, por meio de uma plataforma colaborativa.

É claro que não basta só colocar o seu projeto na Internet e esperar retorno. É crucial detalhá-lo muito bem, identificar os valores de contribuições possíveis e o retorno para o investidor.

Esse financiamento pode ser uma ótima opção para dar alcance ao seu negócio. Além disso, pode ser muito bom para validar uma ideia por meio de feedbacks. Isso porque, por meio deles, você pode  melhorar o seu produto (ou serviço) antes do lançamento. No entanto, se sua meta for muito alta, talvez não consiga arrecadar todo o dinheiro necessário.

Ao longo desse artigo você ficou conhecendo os primeiros passos e alguns tipos de investimento que podem ajudá-lo a conseguir capital para abrir uma fintech. Nesse momento, estar bem-informado pode fazer a diferença para o seu negócio. Para isso, basta acessar o site Fintech e conferir as notícias mais atuais e completas do mercado! Ah, e não se esqueça de assinar a nossa newsletter para receber as novidades direto em sua caixa de e-mail.

 

Comentários