Para uma fintech, a AI, a inteligência artificial, é muito mais do que uma ferramenta; é uma estratégia de inovação — e uma baita de uma oportunidade.

Não é de hoje que a inteligência artificial vem crescendo aos olhos do setor de tecnologia financeira. Uma pesquisa da Reportlinker de 2019 apontou um crescimento de 26% do uso de AI no mercado de fintechs nos cinco anos seguintes, podendo movimentar mais de US$ 5,5 bilhões em 2024.

Com esses dados em vista, o cenário para empreender no ramo no Brasil é animador. Segundo o Inside Fintech Report, em 2021 existem apenas 7% de fintechs com AI em suas estruturas.

Assim, vale não só empregar a tecnologia como ficar de olho em quem já a utiliza por aqui. No texto a seguir, listamos as 10 principais fintechs com AI no país, e mostraremos como a inteligência artificial é usada para inovar nos serviços — e crescer nos negócios, é claro.

A fintech com AI no Brasil

A parcela de 7% de fintechs com AI no Brasil pode parecer pequena, mas se mostra mais animadora quando comparada ao cenário mundial, em que a porcentagem mal passa dos 2% do mercado.

Isso nos leva a crer que as empresas brasileiras parecem entender a larga compatibilidade entre a tecnologia e a própria definição de seu ramo, de seu objetivo. A pesquisa da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs) de 2020 reforça essa conclusão, apontando a AI como a tecnologia mais visada (45%) por elas.

O uso de AI por Fintechs

Fonte: Fintech Circle

Afinal, a inteligência artificial permite toda uma série de vantagens competitivas em relação aos bancos tradicionais, da redução de custos operacionais — 22%, segundo o relatório da britânica Autonomous — ao customer service otimizado, que pode oferecer serviços financeiros rápidos e personalizados.

Mais do que justificar as escolhas das empresas, vamos mostrá-las. Abaixo, as principais fintechs com AI no Brasil.

Principais fintechs com AI no Brasil

  • Acordo Certo
  • Ahfin
  • Bom pra crédito
  • Just
  • Ohne
  • Olivia
  • PraValer
  • Terra Magna
  • Weel
  • Xerpa

10 fintechs que usam AI no Brasil

Acordo Certo

Criada em 2013, a Acordo Certo se tornou a principal empresa de negociação online de dívidas do Brasil. A fintech usa AI para otimizar o serviço oferecido, por meio de uma análise comportamental do possível cliente.

Usando o chamado Big Data, a tecnologia consegue avaliar a probabilidade de um cliente ser inadimplente e em quais situações, de uma maneira muito rápida. Segundo os fundadores, tanto a precisão da avaliação quanto o tempo das negociações melhoraram  em 70% a partir da inteligência artificial.

Ahfin

Parte do guarda-chuva da Ahgora Sistemas, a Ahfin foca nas pessoas físicas e jurídicas que colaboram com a incubadora e oferece tanto empréstimos quanto educação financeira. A fintech usa AI nesta segunda frente.

A tecnologia analisa, a partir do banco de dados da empresa, os vieses comportamentais e econômicos dos possíveis clientes e traça soluções visando a saúde de suas finanças.

Bom pra crédito

Se o nome da Bom pra crédito deixa claro o seu foco, a AI da fintech opera de maneira mais discreta, fazendo uma análise de risco personalizada.

A empresa criada em 2013 funciona mais como um marketplace de empréstimos do que como uma credora. E é a inteligência artificial que permite essa inovação, fazendo a conexão já baseada em dados entre quem oferece com quem precisa do financiamento.

Just

A Just é outra fintech que utiliza a AI como base para o serviço que oferece, que também é crédito.

Criada em 2016 como parte do portal GuiaBolso e adquirida pelo Banco Votorantim no final de 2019, a empresa emprega a tecnologia na análise de riscos para otimizar a oferta de empréstimos sem garantia.

Ohne

Seguindo no ramo de crédito pessoal, a Ohne foi criada em 2016 com a promessa de viabilizar empréstimos aos clientes em no máximo dois dias úteis.

É claro que a fintech usa a AI para cumprir esse prazo apertado. A tecnologia analisa um Big Data que une os dados do Serasa, SPC e da própria empresa para fazer a análise de risco do cliente, que, como vimos até aqui, tem sido uma maneira bastante popular de se empregar a inteligência artificial em serviços financeiros.

Olivia

Se para o crédito as fintechs usam AI para fazer análises de risco, na Olivia a tecnologia é utilizada para análises comportamentais.

Partindo de um robusto banco de dados, a inteligência artificial capta o comportamento financeiro de seus usuários e recomenda ações personalizadas, que podem, sim, ser empréstimos, mas também podem ser investimentos.

PraValer

Sim, a PraValer é mais uma empresa de crédito, nesse caso estudantil. Mas o caso chama a atenção pelo papel transformador que a AI teve na fintech.

A instituição oferecia seus serviços desde 2001, mas foi a partir de sua migração para o meio digital, com o uso de inteligência artificial para a análise de perfis dos clientes, que cresceu vertiginosamente. Primeiro com um aporte do Banco Votorantim em 2016, depois com a captação de Fundos de Direitos Creditórios em 2020 (FIDCs).

Terra Magna

O case da Terra Magna é muito interessante. Isso porque a empresa de créditos a produtores rurais utiliza inteligência artificial para não só analisar os perfis dos clientes como para avaliar a produtividade de suas terras. Um serviço completo, convenhamos.

Weel

A Weel é uma plataforma digital de crédito para empresas que também usa inteligência artificial para fazer a análise de riscos.

A diferença está em quem é analisado. As avaliações são estendidas também aos clientes e fornecedores das empresas. Tudo isso a partir do segundo maior banco de dados do Brasil, segundo relato do próprio CEO da fintech à revista EXAME.

Xerpa

A Xerpa é outra fintech que foca em oferecer serviços à empresas. Na verdade, para os funcionários dessas empresas.

A companhia inova sobre o modelo de empréstimo consignado e utiliza a inteligência artificial para fazer recomendações aos empregados quanto ao uso de seus salários, e, portanto, dos serviços da própria fintech.

Depois de conhecer as principais fintechs que usam AI, o que acha de conferir outros conteúdos sobre o mercado de tecnologias e serviços financeiros? Confira, então, nosso blog e aproveite e assine nossa newsletter para receber as novidades direto no seu e-mail!

Comentários