Há décadas o continente asiático vem se destacando no cenário global e com as fintechs da Ásia isso não é diferente. Com altas taxas de crescimento e inovação, essas empresas, em sua maioria startups, vêm se mostrando muito competitivas e engajadas no mercado.

O continente mais populoso do mundo se mostra inovador e pioneiro também em diversos setores, como o da tecnologia. Na China, por exemplo, o número de startups cresce a cada ano, criando assim um ecossistema que já ultrapassa o do Vale do Silício. Além disso, o país é líder mundial em startups financeiras (as fintechs) e educacionais (as edtechs).

Para se ter uma ideia, o continente oriental contém, hoje, os maiores polos tecnológicos do mundo. E apesar de estarem espalhados por vários países diferentes, certamente essas empresas possuem algo em comum para se destacarem em um mercado tão competitivo. 

Pensando nisso, trouxemos uma lista com as 10 maiores fintechs asiáticas. 

Confira e aproveite!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Fintech da Ásia: conheça as 10 principais

fintech asia

Mapa com as melhores fintechs da Ásia, de acordo com o Valuer.

As fintechs mundiais crescem exponencialmente a cada dia. Mas a Ásia é, hoje, um dos maiores pólos deste crescimento, sendo um grande hub de fintechs e aprimorando, dessa forma, os processos e os resultados do mercado financeiro de todo o mundo. 

Conheça agora as melhores fintechs de cada país:

Fintechs japonesas

Nos últimos 4 anos, o mercado de fintechs da Ásia e, neste caso, mais especificamente, o mercado de fintechs do Japão têm testemunhado um grande desenvolvimento.

A Agência de Serviços Financeiros do Japão, por exemplo, publicou em 2018 um relatório para propor um novo regulamento para serviços de troca de moedas virtuais.

Além disso, a FSA também anunciou sua intenção de facilitar as restrições de atividades de bancos no engajamento desses serviços, e lançou um novo regulamento com um regime que permite às fintechs e companhias financeiras testar produtos inovadores.

Tudo isso foi fundamental para o crescimento das fintechs japonesas., como as seguintes:

bitFlyer

Conhecida como a maior companhia de troca de criptomoedas do mundo pelo seu volume de transações (cerca de US $250 bilhões por ano), a bitFlyer também oferece uma API que permite aos clientes acessar e controlar suas contas. Desde a sua fundação, essa fintech angariou mais de 2 milhões de usuários, expandindo-se para os Estados Unidos e Europa.

Com sede em Tóquio, a bitFlyer também opera uma das maiores bolsas de criptomoedas do mundo e desenvolve outras tecnologias relacionadas à criptografia em geral.

  • Ano de fundação: 2014
  • Fundador: Yuzo Kano

Folio

Essa fintech da Ásia oferece um serviço de corretagem online, especializado na temática de investimentos. Além disso, a Folio também construiu uma plataforma que permite aos usuários gerenciarem todos os seus ativos por meio da orientação de um robô.

  • Ano de fundação: 2015
  • Fundador: Shinichiro Kai

One Tap BUY

A One Tap BUY — que desde fevereiro de 2021 pertence à PayPay — é especializada em serviços relacionados a aplicações financeiras. Essa fintech criou inclusive um aplicativo mobile que permite aos usuários escolherem e comprarem facilmente ações listadas nos EUA e fundos negociados na bolsa japonesa, ao invés de usarem as plataformas convencionais. Além disso, ela é apoiada pelo SoftBank, Mizuho e outras grandes marcas.

  • Ano de fundação: 2013
  • Fundador: Hayashi Kazuhito

Origami

Atuando em mais de 20.000 localidades do Japão, a Origami oferece um serviço que permite aos usuários pagarem com seus smartphones apenas escaneando os QR Codes cadastrados. O dinheiro é debitado diretamente da conta bancária ou do cartão de crédito. Essa fintech asiática também tem conquistado lugar na China, Taiwan e no Sudeste Asiatico. 

  • Ano de fundação: 2012
  • Fundadores: Uemura Toshiyuki e Yoshiki Yasui

Fintechs sul-coreanas

Embora seja relativamente pequena quando comparada a outros gigantes do mercado, a indústria sul-coreana já conta com cerca de 400 fintechs presentes no país.

AIM

Essa fintech oferece um serviço automatizado de investimento que utiliza a inteligência artificial para diminuir honorários e dar maior retorno aos investimentos. A plataforma também oferece suporte customizado e alocação de portfólios usando algoritmos. 

Outro fator interessante sobre essa empresa é que ela atraiu 15 biliões de won (cerca de 13 milhões de dólares) em ativos já no seu primeiro ano de lançamento.

  • Ano de fundação: 2015
  • Fundadora: Jenna Lee

Bithumb

Essa fintech é uma das maiores responsáveis pelo intercâmbio de criptomoedas do mundo e foi criada em 2013 por uma empresa chamada BTC Korea.com Co. Ltd. 

A fintech da Ásia também se tornou uma das maiores bolsas do mundo em volume diário de negociação. Em junho de 2018, por exemplo, a Bithumb teve uma média de mais de 100 milhões de dólares em negociações diárias. No entanto, ela já chegou a ter + 2 bilhões!

fintech asia

Fonte: theatlas

Os fundadores também projetaram a plataforma para que ela pudesse ser usada por qualquer pessoa, inclusive os iniciantes. E embora a maioria dos investidores sejam da Coréia do Sul, o site também suporta inglês, chinês, japonês, espanhol e até hindi.

  • Ano de fundação: 2014
  • CEO: Kim Jung-joo

Dayli Financial Group

Fornece serviços de solução de dados, administração de saúde digital e geração de leads. Essa também é a companhia por trás do ICON Project, que está construindo uma das maiores networks descentralizadas no mundo, com o objetivo de fazer blockchains independentes interagirem entre si. O projeto já arrecadou mais de 40 milhões de dólares.

  • Ano de fundação: 2015

CEO: Sean Shin

Fintechs chinesas

Existem mais de 2.000 startups voltadas para otimização de serviços financeiros na China, o que faz deste país a maior e mais importante referência do cenário asiático. 

A Hurun, por exemplo, lançou uma pesquisa que elencou as 500 companhias mais valiosas da China, e incrivelmente bem colocada no top 5 estava nosso primeiro destaque:

Ant Group

Atualmente, a Ante Group é considerada a maior fintech do mundo. 

Ela inaugurou seus serviços em 2004 com a criação do Alipay, que tinha por objetivo garantir as transações entre compradores e vendedores que não tinham fontes de pagamento confiáveis.

A companhia recebia os recursos em uma conta de garantia, e esses recursos só seriam liberados ao vendedor quando o produto fosse recebido em boas condições pelo comprador. O impacto dessa iniciativa inovadora mudou completamente o cenário financeiro chinês, tornando o país um líder mundial em transações digitais. 

Em 23 de outubro de 2014, a Alipay foi reformulada e mudou seu nome para Ant Group Co. sendo que, hoje, ela opera a maior plataforma de pagamentos online do mundo.

  • Ano de fundação: 2014
  • Fundador: Jack Ma

Lufax

A Lufax é uma startup apoiada por algumas das companhias mais renomadas do mercado, como por exemplo, a WeBank, a Tencent Licaitong e a própria Ant Group.

Essa fintech combina pessoas interessadas em empréstimos com investidores, cobrando uma taxa de 4% sobre cada transação efetivada. Desde o início do negócio, a empresa realizou mais de 200.000 empréstimos ponto a ponto no valor total de US $2,5 bilhões.

  • Ano de fundação: 2011
  • CEO: Guangheng Ji

Crypto.com 

A Crypto.com é uma plataforma online que permite que você compre, venda e pague com criptomoedas. Seu principal objetivo é ajudar o mundo a ter uma transição mais suave quando se fala de ativos digitais. Ela oferece ainda diferentes tipos de serviços, como por exemplo, investimentos, pagamentos, comparações e empréstimos, tudo na moeda digital.

  • Ano de fundação: 2016
  • CEO: Kris Marszalek

Gostou? Então aproveite também para assistir a esse vídeo da StartSe com 10 coisas interessantes que você precisa saber sobre o mercado de fintechs da China. 

Vale ressaltar ainda que com o crescimento exponencial das fintechs asiáticas é difícil listar, em poucas páginas, todas as companhias e startups que movem este mercado. Mas, de qualquer forma, agora, você já conhece algumas das principais fintechs da Ásia. 

E se você quiser saber mais sobre este assunto, continue acompanhando nosso blog e se mantenha atualizado no universo das fintechs e das finanças pessoais. Inscreva-se também em nossa newsletter, assim, você recebe todos os nossos conteúdos em primeira mão.

Leia também:

Comentários