O mercado das fintechs para 2019 promete continuar com sua curva ascendente. O contexto brasileiro, com mais da metade da população desbancarizada, somado ao cenário de crise econômica e financeira, apresenta em igual medida oportunidades e desafios para as empresas financeiras.

Das cinco startups unicórnio brasileiras de 2018, quatro delas são fintechs. A análise desse dado nos leva a uma conclusão imediata: esse é um mercado em franca expansão, que merece ser estudado para poder atender a uma parcela ainda maior da população.

Para reunir especialistas e interessados nesse mercado, a StartSe organizar a Fintech Conference. O evento anual é o maior da América Latina sobre o universo das fintechs.

A seguir, apresentamos as informações principais para você participar deste evento e estar no epicentro de onde os negócios são fechados.

O que é a Fintech Conference?

A Fintech Conference éconsiderado o maior evento dedicado às fintechs na América Latina. Realizado em São Paulo, reúne cerca de 3.000 participantes e grandes nomes do setor, como Rogerio Pagliari (Rappi), Alan Chusid (Spin Pay) e Pedro Conrade (Néon), entre muitos outros.  grandes nomes em palestras, mesas redondas, sessões de pitch e outros momentos para o desenvolvimento do mercado de fintechs no Brasil.

A conferência dura um dia inteiro e tem atividades acontecendo em diferentes espaços simultaneamente. O evento aborda os principais temas que constituem desafios para as fintechs na atualidade.

Nas edições anteriores, foram debatidos assuntos como a integração dos desbancarizados brasileiros, parcela que corresponde a cerca de metade da população. Outros temas relevantes que já estiveram no centro das atenções durante a conferência foram as criptomoedas e a blockchain, que impactam diretamente o mercado financeiro e as fintechs mais diretamente.

Em 2019, o papel da tecnologia é um dos assuntos que estão gerando interesse para esse tipo de startups e, portanto, é discutido no evento. Os participantes poderão ouvir as experiências de nomes como Rogerio Pagliari, líder da RappiPay — fintech dentro do app Rappi. Poderão também ter a visão de especialistas do mercado tradicional por meio de porta-vozes do Banco do Brasil e outras instituições bancárias brasileiras.

A conferência é organizada por duas potências no mercado de fintechs do país. A primeira delas é a StartSe, empresa de educação continuada que constitui o maior ecossistema brasileiro de startups. A segunda é a ABFintechs, Associação Brasileira de Fintechs.

Por que ela é importante?

O mundo globalizado impõe uma série de novos desafios para os modelos econômicos e comerciais que nos serviram até a primeira década do século XXI. Agora, novas soluções precisam ser encontradas para as novas necessidades. As fintechs chegam para propor esses caminhos.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Um dos maiores méritos das fintechs é a desburocratização do sistema financeiro e a agilidade nos processos. Elas permitem a realização de transações pela internet, mesmo que a pessoa não esteja no mesmo local físico de seu banco.

Uma das provas do sucesso desses novos modelos foi o Nubank, que entrou no mercado em 2013, já tem mais de 5 milhões de usuários e outros milhões na fila para se tornarem clientes.

Outro bom exemplo é a Transferwise, serviço inovador de câmbio que diminui as taxas na conversão. Nascida em 2010, hoje a empresa conta com mais de 4 milhões de clientes e movimenta cerca de US$ 4 bilhões mensais, com uma economia de US$ 4 milhões em taxas bancárias nessas transações.

Tudo isso é ainda muito novo e precisa ser debatido, melhorado, integrado ao sistema tradicional — que tem um ritmo muito mais lento para mudanças do que a tecnologia e os serviços web based. Eventos como a Fintech Conference são um hub para reunir especialistas do setor, debatendo os principais desafios e encontrando as melhores soluções.

Além disso, é o melhor lugar para estabelecer relacionamentos de qualidade com pessoas do ramo. A seguir, listamos as principais vantagens em participar da conferência.

5 Vantagens de participar do Fintech Conference

Conhecer os maiores players

Conhecer o mercado é a primeira regra para começar a atuar nele. E não há jeito melhor para isso do que estando no local onde todos os maiores players estão reunidos e disponíveis para falar sobre a situação atual das fintechs, as maiores ameaças e oportunidades.

Ficar por dentro das tecnologias

Se você está no mercado das tecnologias, sabe que literalmente todos os dias são lançadas ferramentas novas. Nem sempre é possível acompanhar o ritmo das evoluções, mas em um evento como a Fintech Conference você consegue ficar por dentro das mais relevantes para o setor.

Fazer networking especializado

Em um evento como a Fintech Conference, você nunca sabe quem é a pessoa que está ao seu lado. Pode ser exatamente o parceiro que você estava esperando para começar um projeto, ou o investidor que vai se interessar pela sua ideia.

A grande vantagem, em termos de networking, é que todos os presentes têm um amplo conhecimento sobre o mercado das fintechs. Portanto, são pessoas que realmente têm algo a agregar para o seu negócio e para a sua marca. Quando estiver lá, não fique tímido: converse, exponha suas ideias, peça opiniões.

Ter acesso a oportunidades de negócios

Todos estão na conferência com mais ou menos os mesmos objetivos: estabelecer parcerias e crescer. Será difícil conseguir encontrar outro ambiente com tantas oportunidades de negócios acontecendo ao mesmo tempo. Para aproveitá-las, basta estar atento e exercitar o desenvolvimento de uma boa rede de contatos.

Quais os custos para participar?

Os ingressos para a Fintech Conference podem ser comprados individualmente ou em grupo, diretamente no site da StartSe. Em 2019, a entrada para uma pessoa custou R$ 990, mas teve um desconto de 15% à vista, ou podia ser parcelada em 12 vezes. Para duas pessoas, as entradas saem por R$ 1.980, ou 12 vezes de 150,94. O desconto é ainda maior para grupos de três pessoas.

Se você não for de São Paulo, terá que considerar também os gastos com transporte para a cidade, hospedagem e alimentação. Os custos relativos a essas despesas vão variar de acordo com o perfil de cada viajante, mas é possível encontrar AirBnB na cidade por pouco mais de R$ 40 a diária.

Mas fique atento: na semana da Fintech Conference, as opções de hospedagem podem se esgotar rapidamente. Pesquise bem para reservar um lugar que seja conveniente para você.

Agora que você já sabe tudo sobre a Fintech Conference, assista a este trailer da edição de 2019, para ficar ainda mais entusiasmado para participar!

Se você quer conhecer mais sobre o mercado das fintechs, não deixe de conferir os demais artigos do nosso blog e se inscreva em nossa newsletter! Estamos sempre publicando conteúdos atualizados para você ficar por dentro do assunto!

Comentários