Quer comprar um carro ou uma moto, mas seu banco não está colaborando para isso? Talvez uma fintech de financiamento de veículos seja a solução para você.

Assim como as fintechs especializadas em outras áreas, essa tem como objetivo facilitar a vida das pessoas — no caso, de quem precisa de dinheiro para efetivar a compra de um veículo.

Além de desburocratizar o processo, uma fintech de financiamento ainda tem a vantagem de oferecer juros menores que dos bancos aos seus clientes. Mas será que seus benefícios se limitam a esses? É o que você vai descobrir agora!

O que é uma fintech de financiamento de veículos

Quem você conhece que conseguiu comprar um carro ou uma moto à vista? Se não foram poucas pessoas, talvez nenhuma, certo? De modo geral, é comum as pessoas recorrerem aos financiamentos ou empréstimos para conseguirem adquirir bens como esses.

Porém, os altos juros e a burocracia dos bancos tradicionais acabam dificultando bastante o processo. Na contramão desses serviços temos as fintechs, que unem tecnologia a soluções financeiras rápidas e acessíveis.

Segundo uma pesquisa realizada pela ABFintechs (Associação Brasileira de Fintechs), em parceria com a PwC Brasil, 21% das fintechs atuantes são voltadas para créditos, financiamentos e negociação de dívidas. Ou seja, está ficando cada vez mais fácil fugir dos complicados trâmites bancários.

Como funciona e quais as vantagens de uma fintech de financiamento de veículos

Uma fintech de financiamento de veículos funciona como uma intermediadora ou correspondente de bancos maiores. No entanto, um dos motivos que permite que ela pratique juros mais baixos está no fato de que toda sua transação é feita on-line.

Além de facilitar a contratação do serviço, o processo se torna mais simplificado e rápido, o que já é um grande atrativo para a maioria das pessoas.

Outro fator que contribui muito para que os empréstimos e financiamentos sejam mais baratos através das fintechs é que elas aceitam imóveis ou veículos como garantia de pagamento da dívida.

Um exemplo de empresa que atua dessa maneira é a Creditas, que aposta nessa prática para reduzir as taxas de inadimplência e de juros nos empréstimos diretos. Já no caso do consignado, por ser debitado diretamente na folha de pagamento do solicitante, sua garantia de quitação fica por conta da renda mensal.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

No vídeo abaixo, a Creditas explica a diferença entre alguns tipos de empréstimos, citando as três modalidades mais baratas e por que oferecer um bem como garantia reduz os juros.

Diferença entre empréstimo e financiamento

Neste ponto, é importante destacar que empréstimo é diferente de financiamento. No primeiro caso, o dinheiro solicitado pode ser usado para qualquer finalidade, tais como pagamento de dívidas ou compra de um bem, inclusive carros ou motos.

Já no caso do financiamento, o valor só pode ser utilizado para uma compra específica, ou seja, no caso da fintech de financiamento de veículos, o dinheiro fornecido por ela só pode ser empregado para compra desse tipo de produto.

Porém, nada impede que você utilize um empréstimo para comprar seu veículo. O que determinará qual a melhor opção são as taxas e juros de cada modalidade e o valor final de toda a transação.

Ainda assim, as fintechs saem na frente das instituições bancárias, seja pela facilidade dos processos, seja pelas taxas cobradas.

Além de não possuírem estrutura física, o que reduz seus custos e evita mais um repasse aos clientes, elas têm a tecnologia a favor na hora de analisarem os créditos.

Ao contrário dos bancos que separam seus clientes em grandes grupos por semelhança de características gerais — fazendo, muitas vezes, que um bom pagador arque com os juros altos de inadimplentes —, as fintechs conseguem fazer um cálculo personalizado de cada cliente. Com isso, oferecem taxas de acordo com o perfil de cada um.

Exemplo de fintech de financiamento de veículos

Como o foco aqui é financiamento, nada melhor do que falar de fintechs especializadas nessa área.

Com mais de 10.000 solicitações mensais de empréstimos e financiamentos, conforme informa o próprio site da empresa, a fintech QueroFinanciar.com é uma das que se destaca nesse mercado.

De acordo com Charles Uhlmann, gerente de expansão, o que possibilita que a empresa ofereça juros mais baixos do que os bancos é que ela é uma das que recebe como garantia de pagamento bens como imóveis e veículos.

Essa fintech de financiamento de veículos oferece financiamento de até 80% do valor do bem móvel, prazo de pagamento de até 48 meses e taxas a partir de 1,15%.

Parceira de inúmeras instituições financeiras, é possível solicitar através dela o financiamento tanto para veículos novos quanto para usados. A empresa ainda trabalha com a opção de refinanciamento de veículos, com taxas a partir de 1,50%.

Fora esses serviços, a QueroFinanciar.com também faz empréstimos pessoais, para autônomos e para empresas, tudo on-line e sem burocracia.

Esse é somente um exemplo de fintech de financiamento de veículo. Com várias no mercado, as chances de encontrar uma que tenha condições que vão ao encontro da sua realidade são grandes.

Mas, antes de fechar negócio, lembre-se sempre de considerar e comparar as taxas de juros, o custo efetivo do financiamento, o modelo do carro, se há necessidade de dar uma entrada ou não, entre outros pontos. Por mais que os valores praticados pelas fintechs sejam menores, todos esses detalhes podem pesar no seu bolso.

Por todos esses motivos, pesquisar e se manter informado sobre o assunto é essencial. Uma forma de conhecer e descobrir mais sobre essas empresas é assinando nossa newsletter. Como somos um dos maiores portais sobre o startups, tecnologia, inovação e fintechs, estamos sempre trazendo novidades incríveis para você!

Comentários