Precisa transferir dinheiro para fora do país e surgiu a dúvida sobre qual imposto de transferência internacional é pago? Pode ficar tranquilo, esta matéria irá esclarecer todas as suas dúvidas e, de quebra, mostrará qual fintech oferece as melhores taxas.

Além disso, você vai descobrir como enviar dinheiro para fora do país de forma rápida e segura. Continue acompanhando para saber mais.

Como funcionam os impostos?

A palavra “imposto” já diz tudo: algo que é obrigatório. Logo, não tem como fugir dessas taxas que regem nossa vida financeira.

Segundo o Serasa, os impostos são tributos requeridos pelo governo, ou seja, é um valor, muitas vezes embutido em um serviço ou produto, que você paga para ajudar a financiar as despesas administrativas do Estado.

E nem pense em não pagar as taxas. Isso geraria punições legais e multas pesadas. Para ter uma ideia, o caso de não pagamento de taxas relacionadas a uma empresa, segundo o Jornal Contábil, pode ser de 0,33% a 20% por dia de atraso.

Sendo assim, você é obrigado a pagar para não ter um problema maior no futuro e para garantir serviços básicos em sua vida. Pense no imposto como uma forma de investimento para o Estado cuidar de você, como no caso a saúde e a segurança.

Agora que você já sabe o que são impostos e como ele é fundamental para a manutenção de nossas necessidades básicas, descubra quais são os impostos na transferência internacional.

Quais são os s impostos da transferência Internacional?

A seguir, você vai descobrir para que serve a taxa SWIFT, os diferentes tipos de câmbio utilizados e qual a porcentagem do IOF nesse tipo de transação. Confira abaixo a lista de impostos que são cobrados em uma transferência internacional e saiba o que cada um significa.

Taxa SWIFT

SWIFT Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication ou Sociedade para Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais – é um encargo cobrado pelos bancos para realizar o envio e o recebimento de transferências internacionais de forma segura e rápida.

Geralmente, a taxa fica em torno de 20 dólares americanos. Entretanto, é possível que haja variação neste valor de acordo com a instituição financeira.

Tarifa de envio

A Tarifa de envio é uma cobrança realizada por operação de remessas internacionais. Ela também varia de acordo com o banco que realiza.

Taxa de câmbio

Talvez esta seja a taxa divisora de águas na hora de realizar uma transferência internacional. Cada instituição, seja banco ou fintech, tem sua própria taxa de câmbio. Além disso, pode-se operar em câmbio comercial, turismo e Ptax.

O câmbio comercial é considerado referência no mercado e tem relação com operações de importação e exportação. Dessa forma, se aplica a pagamentos e recebimentos de serviços ou bens, seja do exterior para o Brasil ou o inverso.

Já o câmbio turismo tem ligação com a compra e venda de moedas estrangeiras, normalmente realizadas para custear viagens. Ele é mais caro que o comercial por ter embutido em seu valor taxas administrativas e outros impostos.

Por último, o câmbio Ptax, desconhecido por muitos, é regido pelo Banco Central. Logo após o fechamento da cotação do câmbio, é feita uma média entre as operações realizadas durante o dia. Em seguida, um valor é estabelecido para aqueles que, por algum motivo, não conseguiram fazer transação durante o expediente bancário possam fazê-lo.

IOF 

O Imposto sobre Operações Financeiras é um tributo federal cobrado sobre as transferências internacionais. Pode variar de 0,38% até 1,1%, e cada instituição escolhe qual é a adequada. 

Imposto de transferência internacional: onde encontrar as melhores taxas?

Além dos bancos tradicionais, que têm taxas altas e costumam demorar no processo, temos as fintechs que prometem ser mais rápidas e com valores muito mais em conta.

Já falamos aqui, na Fintech, sobre os benefícios e segurança em fazer esse tipo de transação com essas empresas. Inclusive até realizamos comparativos entre Remessa Online e Banco Inter, PayPal e Remessa Online, Remessa Online e Banco Rendimento e Wise e Remessa Online.

Cada uma tem seus benefícios e facilidades de acordo com a necessidade do usuário. Contudo, as melhores taxas podem ser atribuídas à Remessa Online. Confira abaixo:

  • taxa SWIFT: não é cobrado;
  • tarifa de envio: para moedas de baixo volume, o valor é fixado em R$5,90 para operações de até R$2.500,00. A tarifa passa a ser gratuita acima de R$2.500,00;
  • câmbio: comercial;
  • IOF: de 0,38% a 1,1% (depende da natureza do envio).

As maiores dúvidas sempre permeiam a questão do IOF. Pensando nisso, a Remessa Online fez um vídeo explicativo. Confira!

[BÔNUS] Presente para novos clientes

Se você gostou de saber sobre o baixo imposto na transferência internacional realizada pela Remessa Online, irá amar essa surpresa.

A Fintech está disponibilizando um voucher com 10% de desconto para as operações realizadas por meio da Remessa Online. Digite FINTECH na área destinada ao voucher e garanta este benefício. Simples assim!

Por que usar a Remessa Online?

Além de ter as melhores taxas, como vimos, ela é uma empresa que vale a pena fazer negócio por ser confiável e rápida nas transações (até dois dias úteis).

A Remessa Online é uma empresa consolidada, com mais de 350 mil clientes atendidos e 11 bilhões de Reais movimentados, segundo a página institucional. Ou seja, se você se sente seguro com números, certamente está confortável agora.

Outro grande ponto positivo é a forma atenciosa com que tratam seus clientes, sempre disponibilizando várias formas de contato e sendo rápidos para responder qualquer dúvida.

E, se você está pensando que as transações se resumem a envio e recebimento de dinheiro, está enganado. É possível receber dinheiro do Google AdSense e investir em criptomoedas, como a Bitcoin.

Com uma plataforma intuitiva, a Remessa Online ensina a fazer transferência internacional através de vídeos e textos no próprio site institucional. Vai lá conferir!

Quer saber mais sobre algum imposto de transferência internacional ou algum outro assunto relacionado? Deixe um comentário aqui embaixo! Continue acompanhando a Fintech para se manter sempre muito bem informado!

Comentários