Aprender o que são investimentos em renda variável é parte do estudo de qualquer pessoa que procura aumentar sua rentabilidade e diversificar seus investimentos.

Os investimentos em renda variável são parte do dia a dia de qualquer grande investidor, mesmo que ela venha com riscos maiores que outras opções de investimento, como o Tesouro Direto.

Não sabe o que é Tesouro Direto? Então leia o artigo, Como investir no Tesouro Direto? Tire todas as suas dúvidas!”. 

Mas, continuando, para que os riscos dos investimentos de renda variável sejam cada vez menores, é preciso estudar. E entender o que são investimentos em renda variável é o primeiro passo que você precisa dar.

Neste artigo você verá:

  • O que são investimentos em renda variável
  • Quais são as opções de investimentos em renda variável
  • Como investir em renda variável
  • Resumo com perguntas e respostas mais comuns sobre o assunto

Segue com a gente!

O que são investimentos em renda variável?

Investimentos em renda variável é um grupo de investimentos cuja remuneração não pode ser prevista no momento da aplicação. Dessa forma, o resultado do seu investimento pode variar, tanto positivamente quanto negativamente.

Investimentos em renda variável são considerados investimentos de risco exatamente pela possibilidade de retorno variável. 

Apesar disso, este tipo de investimento não é um bicho de sete cabeças, podendo ter seu risco reduzido drasticamente com estudos de mercado. Afinal, o grande atrativo destes investimentos é a sua possibilidade de altos retornos financeiros.

Quais são as opções de investimentos em renda variável?

Existem diversas opções de investimentos em renda variável. Cada uma delas possui suas próprias características.

Separamos os principais investimentos em renda variável e falaremos um pouco sobre cada um deles.

Ações

Ações são como pequenas cotas de uma empresa. É a partir das ações que você pode ser um investidor daquela empresa e compartilhar de seus lucros a partir de dividendos e retornos com sua valorização.

Ações são negociadas na bolsa de valores e é um dos investimentos mais conhecido da renda variável.

Leia também: [MANUAL] Como investir na bolsa de valores com pouco dinheiro

Fundos de ações

Como o próprio nome sugere, fundos de ações são fundos de investimentos aplicados principalmente em ações. Isso significa que um conjunto de investidores organizam e administram aplicações de diversas outras pessoas, em ações.

Pareceu confuso?!

Para não restar dúvida: fundo é um conjunto de investidores que se organizam para investir em determinadas ações, que são definidas pela administração do fundo.

Fundos Imobiliários

Já os Fundos de Investimento Imobiliários, FII, como o próprio nome diz, são fundos de investimentos voltados para o setor imobiliário.

Estes fundos podem ser divididos em 3 tipos:

  • fundos de tijolo: que são fundos imobiliários que fazem investimentos diretamente em imóveis como: prédios, apartamentos, lajes corporativas, galpões, shoppings;
  • fundos de papel: que fazem investimentos em papéis, títulos de garantias de crédito imobiliário, Letras de Crédito Imobiliário (LCI);
  • fundos de fundos: também conhecidos como FOFs, que investem em outros fundos imobiliários, diversificando seus investimentos em imóveis.

Leia também: Como investir em fundos imobiliários? Passo a passo AQUI!

ETFs

ETFs são fundos com referência em algum índice, como por exemplo a bolsa de valores.

ETFs é a sigla em inglês para fundo negociado na bolsa, e pode ser composto por diversos índices diferentes, de acordo com o ETF escolhido.

Um dos mais famosos ETFs brasileiros é o PIBB, que foi o primeiro ETF do Brasil. Ele existe desde 2004 e é formado pelas 50 ações mais negociadas da bolsa de valores brasileira.

Commodities

Commodities, do inglês mercadoria, e é o nome dado para produtos que funcionam como matérias-primas. Eles são produtos que não se diferenciam de um local para outro no mundo, como por exemplo milho, petróleo, minerais como ouro, metais.

O preço das commodities são determinados pela lei da oferta e procura do mercado.

Câmbio

O mercado de câmbio é onde você pode negociar moedas de outros países. Ele funciona 24 horas por dia, com exceção dos finais de semana.

É um mercado de trocas, onde você sempre entrega uma moeda em troca de outra.

Derivativos

Derivativos, como o próprio nome sugere, são investimentos onde o preço deriva de um outro ativo, índice ou taxa de referência. Eles podem ser derivados de ações, taxas de juros, commodities.

De forma prática, eles são formas de negociações com base em valores de outros ativos.

Criptomoedas

As criptomoedas também são investimentos em renda variável. Apesar de não ser um investimento tão novo, está ganhando mais espaço apenas nos últimos anos, em meio a investimentos tradicionais.

Criptomoedas como o Bitcoin, foram criadas para ser usadas de forma descentralizada, sem o controle de nenhum governo.

Sua alta volatilidade e falta de regulamentação, ainda afastam muitos investidores.

Como investir em renda variável

Agora que você já está bem informado, basta saber como investir em renda variável. E para isso, basta escolher uma corretora de valores licenciada para operar na bolsa de valores brasileira (B3), e depositar o seu dinheiro. Ou mesmo usar o próprio sistema de investimento de seu banco. Caso ele te ofereça um.

Após transferir seu dinheiro, basta escolher qual tipo de investimento em renda variável você deseja fazer e aplicar o seu dinheiro.

Resumo com perguntas e respostas mais comuns sobre o assunto

O que são investimentos em renda variável?

Assim como diz o seu nome, são investimentos com rendimentos variáveis. Podendo ter retornos positivos ou negativos. Os investimentos em renda variável são opções de investimentos que você não pode prever o seu retorno.

Quais são as opções de investimentos em renda variável?

As principais opções de investimentos em renda variável são:
Ações
Fundos de ações
Fundos Imobiliários (FIIs)
ETFs
Commodities
Câmbio
Derivativos

Como investir em renda variável?

Para investir em renda variável basta que você abra sua conta em uma corretora de valores licenciada para operar na B3. A bolsa de valores brasileira. E em seguida adicione capital para realizar seus investimentos.

Pronto para começar a investir?

Agora que você aprendeu o que são investimentos em renda variável, suas opções e como investir, vai ficar mais fácil começar a dar seus primeiros passos nesse mercado.

A renda variável, apesar de seu risco, pode trazer retornos incríveis quando bem estudada e avaliada. Portanto, não deixe de estudar bem cada um dos investimentos disponíveis, a fim de se expor o mínimo possível aos riscos envolvidos.

Aqui no blog da Fintech você tem acesso a informações sempre atualizadas sobre investimentos e se quiser continuar aprendendo sobre o tema, indicamos que acesse o artigo, Como aprender a investir? Guia com 5 canais do Youtube, 5 cursos e 2 livros essenciais!”.

Comentários