A criptomoeda é um dos grandes segmentos que apareceu com a transformação digital e chegou com o potencial para realizar sérias modificações na maneira como as trocas econômicas são feitas no mundo. Mas o que você realmente precisa saber antes de começar a investir na criptomoeda?

Se você está pensando em desbravar o mundo das criptomoeda, preparamos 6 dicas para investir em Bitcoin para que você possa entender este mercado e principais aspectos deste tipo de investimento.

Se você chegou até aqui e não sabe o que é Bitcoin, confira o que é Bitcoin? Tire as suas dúvidas sobre a moeda digital.

1 – Antes de investir, estude!

O mundo de Bitcoin pode ser empolgante, mas também muito confuso!

Por isso, pesquise absolutamente tudo para saber aonde você está se metendo. Esta pesquisa deve ir além de especulações de quanto você pode ganhar, mas contemplar também como funcionam o Bitcoin e o blockchain, que é o sistema por trás da moeda digital.

Ler o White Paper de Satoshi Nakamoto, que é o documento em que o inventor do Bitcoin explica o funcionamento da tecnologia pode ser um ótimo ponto de partida. São apenas 8 páginas que te ajudarão não somente a aprofundar seus conhecimentos técnicos, mas também se inspirar com a mente brilhante deste gênio.

Como entender o ecossistema da criptomoeda não é tão simples ainda, você pode buscar outros recursos para aprender mais sobre o assunto. Muitos sites se dedicam a explicar de maneira simples como essa tecnologia funciona.

Saiba mais também em blockchain é confiável? O que é essa tecnologia? Como funciona e por que é seguro?

Depois de entender tudo sobre a tecnologia, a dica para investir em Bitcoin é se aprofundar nas questões da moeda e como funcionam os movimentos e sentimentos deste mercado. E assim como em uma transação financeira tradicional, estude as tendências de valorização, os seus usos e riscos.

2 – Seja cauteloso

Como qualquer tipo de investimento, investir em bitcoins também envolve riscos! Mas estes riscos podem ser maiores quando falamos de Bitcoin. Além deste mercado ser muito novo, se comparado aos demais ativos do mercado como ações e títulos, também é volátil, pouco previsível e sem regulamentação.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Desta forma, a dica para investir em Bitcoin é: não invista dinheiro que você não pode perder. Comece investindo aos poucos e apenas uma pequena quantidade do seu capital, é o que sugere Marshall Swatt, fundador e presidente da Swatt Data.

Outro ponto importante para levar em consideração é a reputação empresa que você escolher para comprar os Bitcoins, lembre-se que o mundo virtual pode contar com as mesmas armadilhas do mundo físico.

Por último e não menos importante: não compre todos o Bitcoins no mesmo dia ou no mesmo negócio. Por isso também é fundamental não apenas entender de Bitcoins, como também saber acompanhar o movimento do mercado para criar a sua estratégia e garantir lucro.

Confira também como investir em blockchain e em criptomoedas.

3 – Quando comprar Bitcoins?

O melhor momento para comprar Bitcoin foi logo após a sua criação, em 2009. Pessoas que compraram neste período tiveram a possibilidade de ganhar muito dinheiro com o investimento.

Nesta época o valor de um Bitcoin era de U$S 15, sendo que atualmente este valor está em torno de US$ 5.100. Apesar do alto valor, seu crescimento nem sempre foi positivo, em 2015 o Bitcoin passou por uma grande crise e causou grandes perdas, mas retomou o bom desempenho logo após.

Se você analisar a história do movimento dessa criptomoeda, descobrirá que há períodos de crescimento prolongado seguidos de intervalos curtos com uma diminuição em seu valor. Mas a única maneira de saber quando comprar Bitcoin é realmente se tornar um especialista no assunto para saber identificar o melhor momento de fazer o seu investimento.

Uma dica importante para investir em Bitcoin é acompanhar os sites Bitcoin Wisdom e Cryptowash. Neles você pode rastrear com precisão os valores, observar os movimentos, aprender sobre a economia global e analisar como a geopolítica afeta as moedas.

Um ponto interessante deste mercado é que, diferentemente do que acontece com outras moedas, as crises e o medo econômico não afetam negativamente a criptomoeda, pelo contrário, tende a aumentar seu valor, uma vez que não estão sob o controle de nenhum governo ou entidade política em particular.

4 – Onde comprar Bitcoin?

Existem vários sites onde você pode comprar Bitcoins. Escolha uma plataforma de confiança e que tenha um grande número de usuários. A Coinbase provavelmente é a maior e a mais conhecida, mas também existem outras opções como HitBTC ou Bittrex.

Na maioria das vezes, o pagamento nestas plataformas é feito por meio de cartão de crédito ou transferência bancária, mas a recomendação é consultar o site Buy Bitcoin Worldwide. Nele você pode pesquisar não só as opções de plataformas por país como também a forma de pagamento mais conveniente para você como.

Esta dica para investir em Bitcoin é super interessante, uma vez que este site ainda fornece informações sobre todas plataformas, com as vantagens e desvantagens de se fazer negócios com elas.

5 – Pense em formas outras formas de investimento

Comprar Bitcoins na esperança que seu dinheiro seja capitalizado é só uma das possibilidades que este universo de criptomoedas possibilita. Confira algumas outras dicas para investir em Bitcoin de forma variada e veja qual se adapta mais ao seu perfil de investir:

  • Trader: um trader faz a compra Bitcoin quando seu preço é baixo e vende quando o preço sobe. Esta das maneiras mais rápidas para ganhar Bitcoin, mas também super  arriscada, já que exige muita atenção e conhecimento.
  • Pay per click: este é um pagamento por click em que alguns sites dão uma pequena quantidade de Bitcoins para a visualização de anúncios.

 

  • Faucets: esta uma das maneiras mais fácil de entrar no mundo dos Bitcoins, mas também a mais demorada. Nesta opção, o usuário que entrar nos sites de micronegócios conhecidos faucets e resolver algumas tarefas são recompensados com pequenas pequenos frações de de Bitcoins.
  • Empréstimos: neste processo você empresta uma certa quantidade de Bitcoins para pessoas ou projetos relacionados a criptomoedas e você pode recuperar este valor com juros. E estes acordos acontecem geralmente em uma plataforma peer-to-peer (P2P).

Lembre-se que todas estas possibilidades são interessantes, mas exigem conhecimento e experiência na troca de criptomoedas. Por isso, se você ainda é um iniciante neste mundo, não é recomendável que você entre neste negócio por completo ou com toda a sua reserva. É mais indicado começar aos poucos, para que você se qualifique e ganhe mais experiência.

Saiba mais sobre como investir em blockchain e em criptomoedas.

6 – Mantenha seus Bitcoins protegidos

Apesar de todas as facilidades, o mundo das criptomoedas também pode oferecer alguns riscos. Por exemplo, existem formas de alguém aceitar seu dinheiro, acompanhar seus gastos ou violar sua privacidade. Mas felizmente, também existem algumas medidas simples que você pode tomar para proteger sua criptomoeda e manter sua privacidade:

  • Crie uma carteira

A maneira mais segura de manter seus Bitcoins seguros é armazená-los em uma carteira, ou seja, um arquivo para receber e enviar Bitcoins. As carteiras garantem que as informações sejam armazenadas de forma criptografada e permite que somente o comprador realize as transações.

Através do Bitcoin.org você pode comprar uma carteira. Você deve fazer o download do programa e criar uma carteira, que automaticamente registrará todas as transações em cadeias de blocos.

  • Diversique sua carteira

Se você pretende movimentar muito dinheiro em Bitcoins e armazenar seu estoque em uma única carteira, suas economias podem também estar vulneráveis a diversos tipos de abuso.

Por isso, é aconselhável é que você faça estes investimentos em carteiras diferentes e com quantidades menores. Como não existe limite para o número de carteiras que uma pessoa pode criar, você poderia facilmente ter um endereço para gastar dinheiro, um endereço para a poupança e até mesmo um endereço para receber pagamentos.

  • Fortalecer a segurança com hardware

Atualmente você pode encontrar diversos dispositivos com medidas de alta segurança para armazenar Bitcoins e outras criptomoedas. O mais difundido neste momento é o Trezor, que basicamente armazena e autentica qualquer transação em Bitcoin que você faça. Confira o vídeo abaixo com mais detalhes.

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=pbEq8vJgefo

  • Mantenha seu antivírus atualizado

Isso é mais que um conselho, é uma necessidade! Você deve ter seu antivírus atualizado, para ser protegido contra agentes maliciosos que podem roubar suas informações.

Não esqueça que no mundo do Bitcoin e criptomoedas em geral, você imprime seu próprio dinheiro, então não deve poupar esforços em segurança.

Agora que você já conferiu todas as dicas para investir em Bitcoin, que tal  que tal pesquisar mais informações sobre este mercado de criptomoedas? Se inscreva também em nossa newsletter e receba mais conteúdos como esse em sua caixa de entrada!

Comentários