Uma das maiores dificuldades de pequenos e médios empresários brasileiros sempre foi, historicamente, o acesso ao crédito. Com processos longos e burocráticos e juros altos, esses empreendedores acabam ficando de fora do sistema financeiro quando precisam de dinheiro para investimentos. As fintechs de capital de giro estão mudando esse cenário.

Segundo a Pesquisa Fintech Deep Five 2018, publicada pela Abfintech (Associação Brasileira de Fintechs) e a consultora PwC, as fintechs de crédito correspondem a 21% do mercado brasileiro de empresas financeiras tecnológicas.

fintech capital de giro
Fonte: Pesquisa Fintech Deep Five 2018

As fintechs de crédito são seguras e reconhecidas pelo Banco Central. Em abril de 2018, o órgão emitiu uma regulamentação específica para essas empresas. A maior novidade foi o fato de o BC ter desobrigado as fintechs que trabalham com empréstimos a operarem em parceria com uma financeira tradicional.

Os modelos de negócio variam desde o crédito peer-to-peer até a intermediação entre pessoas que precisam de crédito e parceiros do sistema financeiro. Em todos eles, todo o processo é mediado pela plataforma da fintech, que se encarrega da parte administrativa e da parte de regulamentação e segurança desse dinheiro.

Continue lendo para conhecer algumas das principais fintechs de capital de giro em atuação no Brasil.

Gyra+

A empresa foi fundada em 2017 e faz parte do grupo Mr. Presta, que já opera com o mesmo tipo de serviço para vendedores do Mercado Livre do México e da Argentina. A Gyra+ é uma fintech para empresas que utiliza o rastro digital do empresário em suas ações financeiras para fazer a avaliação do crédito. De acordo com o perfil das operações da empresa, a plataforma libera um crédito condizente com o tamanho do capital social do requerente.

Todo o processo é feito online: o empresário faz o seu cadastro na plataforma e preenche com os seus dados. Isso inclui a conexão de suas contas de pagamentos e recebimentos em outras plataformas, como Mercado Livre, Submarino, Americanas.com etc. Depois de algumas horas, a proposta do crédito é enviada pela fintech de capital de giro. O contrato é assinado online, e o dinheiro é liberado em até 72 horas, com taxas de juros que variam entre 2,00% e 5,50% ao mês.

Raio-X da empresa:

  • Juros: de 2,00% a 5,50% ao mês
  • Crédito: estimativa de R$ 30.000 de ticket médio, sem teto máximo para empréstimos

Netcredito

A startup de capital de giro Netcredito entrou no mercado em setembro de 2018 e fechou o ano com mais de R$ 5,2 milhões em pedidos de crédito. A plataforma atua como uma ponte entre empresas e instituições financeiras.

O cliente faz o seu cadastro online na plataforma da startup e recebe propostas de instituições parceiras dispostas a conceder o empréstimo. A Netcredito trabalha com a Portocred Financeira, Socinal Financeira, Omni Soluções Financeiras e o Itaú, para citar alguns dos parceiros. As condições do empréstimo variam de acordo com a opção escolhida pelo empresário.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Faça como milhares de empreendedores e receba os melhores conteúdos sobre o mundo Fintech em sua caixa de e-mail.

Raio-X da empresa:

  • Tempo do financiamento dos empréstimos: 01 a 48 meses
  • Juros: variam de acordo com a instituição financeira selecionada pelo requerente
  • Crédito: não há limite predefinido para o pedido

Biva

A empresa destina-se ao crédito a micro, pequenas empresas e médias, incluindo aí pessoas inscritas no sistema MEI. Para solicitar o crédito, é necessário que o CNPJ tenha mais de 12 meses de abertura.

O sistema utilizado por eles é P2P, e a empresa já tem mais de 12.000 investidores cadastrados, com um total R$ 50 milhões em empréstimos gerados. A ideia é unir, de um lado, pessoas que têm dinheiro para emprestar e, de outro, quem precisa do empréstimo. O sistema é vantajoso para as duas partes, pois costuma ter taxas menores de juros para quem toma emprestado e um retorno maior do investimento para quem empresta.

A verba pode ser utilizada como capital de giro, investimento em maquinário, quitação de outras dívidas ou outras necessidades do empreendedor. A aprovação do crédito é feita em até cinco dias.

Raio-X da empresa:

  • Tempo do financiamento dos empréstimos: até 24 meses
  • Juros: a partir de 2.00% ao mês
  • Crédito: de R$ 3.000 a R$ 800 mil

BizCapital

A BizCapital tem como público-alvo micro e pequenos empresários que necessitam de crédito. O processo é realizado online, e o empreendedor precisa preencher um formulário online, no qual indicará a quantia de que precisa e enviará dados sobre a empresa.

A fintech de capital de giro analisa o pedido e, em até três dias úteis, envia uma proposta de crédito por e-mail. A partir daí, o requerente poderá simular o crédito, ter acesso às taxas, o prazo de pagamento e o valor das parcelas. Todas essas condições podem sofrer alterações depois do envio da documentação necessária para a contratação do crédito.

Raio-X da empresa:

  • Tempo do financiamento dos empréstimos: 3 a 24 meses
  • Juros: 1,99% a 5,49% ao mês
  • Crédito: R$ 5.000 a R$ 150 mil

Nexoos

Essa é mais uma das fintechs de capital de giro que funcionam no modelo peer-to-peer. Assim como nas demais fintechs desse segmento, o processo é realizado online e bastante simples. Tudo que o empreendedor precisa fazer é criar a sua solicitação na plataforma. A Nexoos avalia o pedido e, caso seja aprovado, apresenta para os seus investidores.

Por falar em investidores, o negócio é proveitoso para eles também. A plataforma promete um retorno entre 16,77% e 46,44% ao ano, sem comissão. Além disso, cada pessoa pode escolher em quais empresas quer investir.

Raio-X da empresa:

  • Tempo do financiamento dos empréstimos: 3 a 24 meses
  • Juros: 1,30% a 3,23% ao mês
  • Crédito: R$ 25 mil a R$ 500 mil

Se você leu este post até aqui, deve ter percebido que as fintechs de capital de giro são também uma boa possibilidade para investimento, certo? Quer você esteja do lado de quem precisa de um empréstimo, ou do lado de quem tem um dinheiro que gostaria de investir, esse pode ser um caminho para você otimizar o seu dinheiro.

Para aprender mais sobre esse assunto, leia nosso post sobre como começar a investir em fintechs! Nos vemos no próximo artigo!

Comentários